Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
11

Atália manda matar a família real. Joás escapa e é ungido rei

111VENDO pois Atália,

11.1:
2Rs 8.26
2Cr 22.10
mãe de Acazias, que seu filho era morto, levantou-se, e destruiu toda a descendência real. 2Mas Josebate, filha do rei Jorão, irmã de Acazias, tomou a Joás, filho de Acazias, e o furtou dentre os filhos do rei, aos quais matavam, e o pôs, a ele e à sua ama, na recâmara, e o escondeu de Atália, e assim não o mataram. 3E esteve com ela escondido na casa do Senhor seis anos: e Atália reinava sobre a terra. 4E no sétimo
11.4:
2Cr 23.1
ano mandou Joiada chamar os centuriões, com os capitães, e com os da guarda, e os meteu consigo na casa do Senhor: e fez com eles um concerto e os ajuramentou na casa do Senhor, e lhes mostrou o filho do rei. 5E deu-lhes ordem, dizendo: Esta é a obra que vós haveis de fazer: Uma terça parte de vós, que entra no sábado, fará a guarda da casa do rei: 6E outra terça parte estará à porta Sur; e a outra terça parte à porta detrás dos
11.6:
1Cr 9.2,5
da guarda: assim fareis a guarda desta casa, afastando a todos. 7E as duas partes de vós, a saber, todos os que saem no sábado, farão a guarda da casa do Senhor junto ao rei. 8E rodeareis o rei, cada um com as suas armas nas mãos, e aquele que entrar entre as fileiras o matarão; e vós estareis com o rei quando sair e quando entrar. 9Fizeram pois os centuriões
11.9:
2Cr 23.8
conforme tudo quanto ordenara o sacerdote Joiada, tomando cada um os seus homens, tanto aos que entravam no sábado como aos que saíam no sábado; e vieram ao sacerdote Joiada. 10E o sacerdote deu aos centuriões as lanças, e os escudos que haviam sido do rei Davi, que estavam na casa do Senhor. 11E os da guarda se puseram, cada um com as armas na mão, desde o lado direito da casa até ao lado esquerdo da casa, da banda do altar, e da banda da casa, junto ao rei em redor. 12Então ele tirou o filho do rei, e lhe pôs a coroa, e lhe deu o testemunho; e o fizeram rei e o ungiram, e bateram as mãos, e disseram:
11.12:
1Sm 10.24
Viva o rei! 13E Atália, ouvindo
11.13:
2Cr 23.12
a voz dos da guarda e do povo, entrou ao povo na casa do Senhor. 14E olhou, e eis que o rei estava junto à coluna, conforme o
11.14:
2Rs 23.3
2Cr 34.31
costume, e os capitães e as trombetas junto ao rei, e todo o povo da terra estava alegre e tocava as trombetas: então Atália rasgou os seus vestidos, e clamou: Traição! Traição! 15Porém o sacerdote Joiada deu ordem aos centuriões que comandavam as tropas, e disse-lhes: Tirai-a para fora das fileiras, e a quem a seguir matai-o à espada. Porque o sacerdote disse: Não a matem na casa do Senhor. 16E lançaram-lhe as mãos a ela, e foi pelo caminho da entrada dos cavalos à casa do rei, e ali a mataram. 17E Joiada
11.17:
2Sm 5.3
2Cr 23.16
fez um concerto entre o Senhor e o rei e o povo, que seria o povo do Senhor; como também entre o rei e o povo. 18Então todo o povo da terra entrou na casa de
11.18:
Dt 12.3
2Rs 10.26
2Cr 23.17-18
Baal, e a derribaram, como também os seus altares, e as suas imagens totalmente quebraram, e a Matã, sacerdote de Baal, mataram perante os altares: então o sacerdote pôs oficiais sobre a casa do Senhor. 19E tomou os centuriões, e os capitães, e os da guarda, e todo o povo da terra; e conduziram da casa do Senhor o rei, e vieram, pelo caminho da porta dos da guarda, à casa do rei, e ele se assentou no trono dos reis. 20E todo o povo da terra se alegrou, e a cidade repousou, depois que mataram a Atália à espada junto à casa do rei. 21Era Joás da idade de sete anos quando o fizeram rei.

12

Joás manda reparar o templo

121NO ano sétimo de Jeú começou a reinar

12.1:
2Cr 24.1
Joás, e quarenta anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Zibia, de Berseba. 2E fez Joás o que era reto aos olhos do Senhor todos os dias em que o sacerdote Joiada o dirigia. 3Tão somente os
12.3:
1Rs 15.14
22.43
2Rs 14.4
altos se não tiraram: porque ainda o povo sacrificava e queimava incenso nos altos. 4E disse Joás aos sacerdotes: Todo o dinheiro
12.4:
Êx 30.13
2Rs 22.4
das cousas santas que se trouxer à casa do Senhor, a saber, o dinheiro daquele que passa o arrolamento, o dinheiro de cada uma das pessoas, segundo a sua avaliação, e todo o dinheiro que trouxer cada um voluntariamente
12.4:
Êx 35.5
1Cr 29.9
para a casa do Senhor, 5Os sacerdotes o recebam, cada um dos seus conhecidos; e eles reparem as 12.5: ou brechas ou ruínasfendas da casa, segundo toda a fenda que se achar nela. 6Sucedeu porém que, no ano vinte e três do rei Joás, os sacerdotes ainda
12.6:
2Cr 24.5
não tinham reparado as fendas da casa. 7Então o rei Joás chamou
12.7:
2Cr 24.6
o sacerdote Joiada e os mais sacerdotes, e lhes disse: Por que não reparais as fendas da casa? Agora, pois, não tomeis mais dinheiro de vossos conhecidos, mas dai-o pelas fendas da casa. 8E consentiram os sacerdotes em não tomarem mais dinheiro do povo, nem em repararem as fendas da casa. 9Porém o sacerdote Joiada tomou uma 12.9: ou caixaarca,
12.9:
2Cr 24.8
e fez um buraco na tampa; e a pôs ao pé do altar, à mão direita dos que entravam na casa do Senhor: e os sacerdotes que guardavam a entrada da porta metiam ali todo o dinheiro que se trazia à casa do Senhor. 10Sucedeu pois que, vendo eles que já havia muito dinheiro na arca, o escrivão do rei subia com o sumo sacerdote, e contavam e ensacavam o dinheiro que se achava na casa do Senhor. 11E o dinheiro, depois de pesado, davam nas mãos dos que faziam a obra, que tinham a seu cargo a casa do Senhor: e eles os distribuíam aos carpinteiros, e aos edificadores que reparavam a casa do Senhor; 12Como também aos pedreiros e aos cabouqueiros, e para se comprar madeira e pedras de cantaria para repararem as fendas da casa do Senhor, e para tudo quanto para a casa se dava para a repararem. 13Todavia, do
12.13:
2Cr 24.14
dinheiro que se trazia à casa do Senhor não se faziam nem taças de prata, nem garfos, nem bacias, nem trombetas, nem nenhum vaso de ouro ou vaso de prata para a casa do Senhor. 14Porque o davam aos que faziam a obra, e reparavam com ele a casa do Senhor. 15Também não pediam contas
12.15:
2Rs 22.7
aos homens em cujas mãos entregavam aquele dinheiro, para o dar aos que faziam a obra, porque obravam com fidelidade. 16Mas o dinheiro de sacrifício por delitos, e o dinheiro
12.16:
Lv 5.15,18
7.7
Nm 18.9
por sacrifício de pecados, se não trazia à casa do Senhor; porém era para os sacerdotes. 17Então subiu Hazael,
12.17:
2Rs 8.12
2Cr 24.23
rei da Síria, e pelejou contra Gate, e a tomou: depois Hazael fez rosto a marchar contra Jerusalém. 18Porém, Joás, rei de Judá, tomou todas
12.18:
1Rs 15.18
2Rs 18.15-16
as cousas santas que Josafá, e Jorão, e Acazias, seus pais, reis de Judá, consagraram, como também todo o ouro que se achou nos tesouros da casa do Senhor e na casa do rei: e o mandou a Hazael, rei da Síria; e ele então se retirou de Jerusalém. 19Ora o mais dos sucessos de Joás, e tudo quanto fez mais, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Judá? 20E levantaram-se os
12.20:
2Rs 14.5
2Cr 24.25
seus servos, e conspiraram contra ele: e feriram a Joás na casa de Milo, que desce para Sila. 21Porque Jozacar,
12.21:
2Cr 24.26
filho de Simeate, e Jozabade, filho de Somer, seus servos, o feriram, e morreu, e o sepultaram com seus pais na cidade de Davi: e Amasias,
12.21:
2Cr 24.27
seu filho, reinou em seu lugar.

13

Joacaz e Jeoás, reis de Israel

131NO ano vinte e três de Joás, filho de Acazias, rei de Judá, começou a reinar Joacaz, filho de Jeú, sobre Israel, em Samaria, e reinou dezessete anos. 2E fez o que parecia mal aos olhos do Senhor; porque seguiu os pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel; não se apartou deles. 3Pelo que a ira

13.3:
Jz 2.14
2Rs 8.12
do Senhor se acendeu contra Israel: e deu-os na mão de Hazael, rei da Síria, e na mão de Benadade, filho de Hazael, todos aqueles dias. 4Porém Joacaz suplicou diante da face do Senhor:
13.4:
Êx 3.7
2Rs 14.26
e o Senhor o ouviu; pois viu a opressão de Israel, porque os oprimia o rei da Síria. 5E o Senhor deu um salvador a Israel,
13.5:
2Rs 13.25
14.25,27
e saíram de debaixo das mãos dos siros: e os filhos de Israel habitaram nas suas tendas, como dantes. 6(Contudo não se apartaram dos pecados da casa de Jeroboão, que fez pecar a Israel; porém andaram neles: e também o bosque ficou em pé
13.6:
1Rs 16.33
em Samaria.) 7Porque não deixou a Joacaz mais povo, senão cinquenta cavaleiros, e dez carros, e dez mil homens de pé: porquanto o rei da Síria os tinha destruído e os tinha feito como
13.7:
Am 1.3
o pó 13.7: ou pisando-osrilhando-os. 8Ora o mais dos sucessos de Joacaz, e tudo quanto fez mais, e o seu poder, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel? 9E Joacaz dormiu com seus pais, e o sepultaram em Samaria: e Jeoás, seu filho, reinou em seu lugar. 10No ano trinta e sete de Joás, rei de Judá, começou a reinar Jeoás, filho de Joacaz, sobre Israel, em Samaria, e reinou dezesseis anos. 11E fez o que parecia mal aos olhos do Senhor: não se apartou de nenhum dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, que fez pecar a Israel, porém andou neles. 12Ora
13.12:
2Rs 13.14,25
14.9,15
2Cr 25.17
o mais dos sucessos de Jeoás, e tudo quanto fez mais, e o seu poder, com que pelejou contra Amazias, rei de Judá, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel? 13E Jeoás dormiu com seus pais, e Jeroboão se assentou no seu trono: e Jeoás foi sepultado em Samaria, junto aos reis de Israel.

Eliseu adoece e Jeoás vem ter com ele

14E Eliseu estava doente da sua doença de que morreu: e Jeoás, rei de Israel, desceu a ele, e chorou sobre o seu rosto, e disse: Meu pai, meu pai, carros de Israel,

13.14:
2Rs 2.12
e seus cavaleiros! 15E Eliseu lhe disse: Toma um arco e frechas. E tomou um arco e frechas. 16Então disse ao rei de Israel: Põe a tua mão sobre o arco. E pôs sobre ele a sua mão; e Eliseu pôs as suas mãos sobre as mãos do rei. 17E disse: Abre a janela para o oriente. E abriu-a. Então disse Eliseu: Atira. E atirou; e disse: A frecha do livramento do Senhor é a frecha do livramento contra os siros; porque ferirás os siros em
13.17:
1Rs 20.6
Afeque, até os consumir. 18E disse mais: Toma as frechas. E tomou-as. Então disse ao rei de Israel: Fere a terra. E feriu-a três vezes, e cessou. 19Então o homem de Deus se indignou muito contra ele, e disse: Cinco ou seis vezes a deverias ter ferido: então feririas os siros até os consumir: porém agora
13.19:
2Rs 13.25
só três vezes ferirás os siros.

A morte de Eliseu

20Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano. 21E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram um bando, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu: e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés. 22E Hazael,

13.22:
2Rs 8.12
rei da Síria, oprimiu a Israel todos os dias de Joacaz. 23Porém o Senhor teve
13.23:
Êx 2.24-25
32.13
2Rs 14.27
misericórdia deles, e se compadeceu deles, e tornou para eles, por amor do seu concerto com Abraão, Isaque e Jacó: e não os quis destruir, e não os lançou ainda da sua presença. 24E morreu Hazael, rei da Síria: e Benadade, seu filho, reinou em seu lugar. 25E Jeoás, filho de Joacaz, tornou a tomar as cidades das mãos de Benadade, que ele tinha tomado das mãos de Joacaz, seu pai, na guerra: três vezes Jeoás
13.25:
2Rs 13.18-19
o feriu, e recuperou as cidades de Israel.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]