Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
6

Salomão abençoa o povo e dá graças ao Deus de Israel

61ENTÃO

6.1:
Lv 16.2
1Rs 8.12
disse Salomão: O Senhor tem dito que habitaria nas trevas. 2E eu te tenho edificado uma casa para morada, e um lugar para a tua eterna habitação. 3Então o rei virou o seu rosto, e abençoou a toda a congregação de Israel, e toda a congregação de Israel estava em pé. 4E ele disse: Bendito seja o Senhor Deus de Israel, que falou pela sua boca a Davi meu pai; e pelas suas mãos o cumpriu, dizendo: 5Desde o dia em que tirei o meu povo da terra do Egito, não escolhi cidade alguma de todas as tribos de Israel, para edificar nela uma casa em que estivesse o meu nome; nem escolhi homem algum para ser chefe do meu povo Israel. 6Porém escolhi
6.6:
1Cr 28.4
2Cr 12.13
Jerusalém para que ali estivesse o meu nome; e escolhi Davi, para que tivesse cargo do meu povo Israel. 7Também Davi
6.7:
2Sm 7.2
1Cr 17.1
28.2
meu pai teve no seu coração o edificar uma casa ao nome do Senhor, Deus de Israel. 8Porém o Senhor disse a Davi meu pai: Porquanto tiveste no teu coração o edificar uma casa ao meu nome, bem fizeste, de ter isto no teu coração. 9Contudo tu não edificarás a casa mas teu filho, que há de proceder de teus lombos, esse edificará a casa ao meu nome. 10Assim confirmou o Senhor a sua palavra, que ele falou; porque eu me levantei em lugar de Davi, meu pai, e me assentei sobre o trono de Israel, como o Senhor disse, e edifiquei a casa ao nome do Senhor, Deus de Israel. 11E pus nela a arca, em que está o concerto que o Senhor
6.11:
2Cr 5.10
fez com os filhos de Israel.

A oração de Salomão

12E pôs-se

6.12:
1Rs 8.22
em pé perante o altar do Senhor, defronte de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos. 13Porque Salomão tinha feito uma base de metal, de cinco côvados de comprimento, e de cinco côvados de largura, e de três côvados de altura, e a tinha posto no meio do pátio, e pôs-se nela em pé, e ajoelhou-se em presença de toda a congregação de Israel, e estendeu as suas mãos para o céu. 14E disse: Ó Senhor, Deus de Israel, não Deus semelhante
6.14:
Êx 15.11
Dt 4.39
7.9
a ti, nem nos céus nem na terra; que guardas o concerto e a beneficência aos teus servos que caminham perante ti de todo o seu coração; 15Que guardaste
6.15:
1Cr 22.9
ao teu servo Davi, meu pai, o que lhe falaste: porque tu pela tua boca o disseste, e pela tua mão o cumpriste, como se vê neste dia. 16Agora pois, Senhor, Deus de Israel, guarda a teu servo Davi, meu pai, o que falaste, dizendo: Nunca faltará
6.16:
2Sm 7.12,16
1Rs 2.4,6,12
2Cr 7.18
de ti varão de diante de mim que se assente sobre o trono de Israel; tão somente que teus filhos guardem seu caminho, andando na minha lei, como tu andaste diante de mim. 17E agora, Senhor Deus de Israel, verifique-se a tua palavra, que falaste ao teu servo, a Davi. 18Mas verdadeiramente habitará Deus com os homens na terra? Eis que
6.18:
2Sm 6.13
o céu e o céu dos céus não te podem conter, quanto menos esta casa que tenho edificado? 19Atende pois à oração do teu servo, e à sua súplica, ó Senhor meu Deus, para ouvires o clamor e a oração, que o teu servo ora perante ti. 20Que os teus olhos estejam dia e noite abertos sobre este lugar, de que disseste que ali porias o teu nome: para ouvires a oração que o teu servo orar neste lugar. 21Ouve pois as súplicas do teu servo, e do teu povo Israel, que fizerem neste lugar; e ouve tu do lugar da tua habitação, desde os céus; ouve pois, e perdoa. 22Quando alguém pecar contra o seu próximo, e lhe impuser juramento de maldição, para se amaldiçoar a si mesmo, e o juramento de maldição vier perante o teu altar, nesta casa, 23Ouve tu então desde os céus, e obra, e julga a teus servos, pagando ao ímpio, lançando o seu proceder sobre a sua cabeça, e justificando ao justo, dando-lhe segundo a sua justiça. 24Quando também o teu povo Israel for ferido diante do inimigo, por ter pecado contra ti, e eles se converterem, e confessarem o teu nome, e orarem e suplicarem perante ti nesta casa, 25Então ouve tu desde os céus, e perdoa os pecados de teu povo Israel; e faze-os tornar à terra que lhes tens dado a eles e a seus pais. 26Quando os céus se
6.26:
1Rs 17.1
cerrarem, e não houver chuva, por terem pecado contra ti, e orarem neste lugar, e confessarem teu nome, e se converterem dos seus pecados, quando tu os afligires, 27Então ouve tu desde os céus, e perdoa o pecado de teus servos, e do teu povo Israel, ensinando-lhes o bom caminho, em que andem; e dá chuva sobre a tua terra, que deste ao teu povo em herança. 28Havendo fome
6.28:
2Cr 20.9
na terra, havendo peste, havendo queimadura dos trigos, ou ferrugem, gafanhotos, ou lagarta, cercando-a algum dos seus inimigos nas terras das suas portas, ou quando houver qualquer praga, ou qualquer enfermidade, 29Toda a oração, e toda a súplica, que qualquer homem fizer, ou todo o teu povo Israel, conhecendo cada um a sua praga e a sua dor, e estendendo as suas mãos para esta casa, 30Então ouve tu desde os céus, do assento da tua habitação, e perdoa, e dá a cada um conforme a todos os seus caminhos, segundo conheces
6.30:
1Cr 28.9
o seu coração (pois só tu conheces o coração dos filhos dos homens), 31A fim de que te temam, para andarem nos teus caminhos, todos os dias que viverem na terra que deste a nossos pais. 32Assim também ao estrangeiro, que
6.32:
Jo 12.20
At 8.27
não for do teu povo Israel, mas, vier de terras remotas por amor do teu grande nome, e da tua poderosa mão, e do teu braço estendido: vindo eles e orando nesta casa, 33Então ouve tu desde os céus, do assento da tua habitação, e faze conforme a tudo o que o estrangeiro te suplicar: a fim de que todos os povos da terra conheçam o teu nome, e te temam, como o teu povo Israel; e a fim de saberem que pelo teu nome é chamada esta casa que edifiquei. 34Quando o teu povo sair à guerra contra os seus inimigos, pelo caminho que os enviares, e orarem a ti para a banda desta cidade que escolheste, e desta casa, que edifiquei ao teu nome, 35Ouve então desde os céus a sua oração, e a sua súplica, e executa o seu direito. 36Quando pecarem contra ti (pois não homem
6.36:
Pv 20.9
Ec 7.20
Tg 3.2
1Jo 1.8
que não peque), e tu te indignares contra eles, e os entregares diante do inimigo, para que os que os cativarem os levem em cativeiro para alguma terra, remota ou vizinha, 37E na terra, para onde forem levados em cativeiro, tornarem a si, e se converterem, e na terra do seu cativeiro a ti suplicarem, dizendo: Pecamos, perversamente fizemos, e impiamente obramos; 38E se converterem a ti com todo o seu coração e com toda a sua alma, na terra do seu cativeiro, a que os levaram presos, e orarem para a banda da sua terra, que deste a seus pais, e desta cidade que escolheste, e desta casa que edifiquei ao teu nome, 39Ouve então desde os céus, do assento da tua habitação, a sua oração e as suas súplicas, e executa o seu direito; e perdoa ao teu povo que houver pecado contra ti. 40Agora pois, ó meu Deus, estejam os teus olhos abertos, e os teus ouvidos atentos à oração deste lugar. 41Levanta-te pois, agora, Senhor Deus, para o teu repouso,
6.41:
1Cr 28.2
tu e a arca da tua fortaleza: os teus sacerdotes, ó Senhor Deus, sejam vestidos de salvação, e os teus santos se
6.41:
Ne 9.25
alegrem do bem. 42Ah! Senhor Deus, não faças virar o rosto do teu ungido: lembra-te
6.42:
Is 55.3
das misericórdias de Davi teu servo.

7

O fogo e a glória de Deus são os sinais da sua aprovação

71E ACABANDO

7.1:
Lv 9.24
Jz 6.21
1Rs 8.10-11,54
1Cr 21.26
Salomão de orar, desceu o fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios: e a glória do Senhor encheu a casa. 2E
7.2:
2Cr 5.14
os sacerdotes não podiam entrar na casa do Senhor; porque a glória do Senhor tinha enchido a casa do Senhor. 3E todos os filhos de Israel, vendo descer o fogo, e a glória do Senhor sobre a casa, encurvaram-se com o rosto em terra sobre o pavimento, e adoraram e louvaram ao Senhor: porque é bom, porque a sua benignidade dura para sempre. 4E
7.4:
1Rs 8.62-63
1Cr 16.41
2Cr 20.21
o rei e todo o povo ofereciam sacrifícios perante o Senhor. 5E o rei Salomão ofereceu sacrifícios de bois, vinte e dois mil, e de ovelhas, cento e vinte mil: e o rei e todo o povo consagraram a casa de Deus. 6E os sacerdotes segundo as suas turmas estavam
7.6:
1Cr 15.16
em pé; como também os levitas com os instrumentos músicos do Senhor, que o rei Davi tinha feito, para louvarem ao Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre, quando Davi o louvava pelo ministério deles: e os sacerdotes tocavam
7.6:
2Cr 5.12
as trombetas defronte deles, e todo o Israel estava em pé. 7E Salomão
7.7:
1Rs 8.64
santificou o meio do pátio, que estava diante da casa do Senhor; porquanto ali tinha ele oferecido os holocaustos e a gordura dos sacrifícios pacíficos; porque no altar de metal, que Salomão tinha feito, não poderia caber o holocausto, e a oferta de manjares, e a gordura. 8E assim naquele tempo celebrou
7.8:
1Rs 8.65
Salomão a festa sete dias e todo o Israel com ele, uma muito grande congregação, desde a entrada de Hamate, até ao
7.8:
Js 13.3
rio do Egito. 9E ao dia oitavo celebraram 7.9: ou o termo da festao dia da restrição; porque sete dias celebraram a consagração do altar, e sete dias a festa. 10E
7.10:
1Rs 8.66
no dia vigésimo terceiro do sétimo mês, deixou ir o povo para as suas tendas, alegres e de bom ânimo, pelo bem que o Senhor tinha feito a Davi, e a Salomão, e a seu povo Israel.

Deus aparece a Salomão pela segunda vez e lhe faz promessas

11Assim Salomão acabou

7.11:
1Rs 9.1
a casa do Senhor, e a casa do rei: e tudo quanto Salomão intentou fazer na casa do Senhor e na sua casa, prosperamente o efetuou. 12E o Senhor apareceu de noite a Salomão, e disse-lhe: Ouvi tua oração, e
7.12:
Dt 12.5
escolhi para mim este lugar para casa de sacrifício. 13Se eu cerrar os
7.13:
2Cr 6.26,28
céus, e não houver chuva; ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra; ou se enviar a peste entre o meu povo: 14E se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face
7.14:
Tg 4.10
e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei
7.14:
2Cr 6.27,30
dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. 15Agora
7.15:
2Cr 6.40
estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar. 16Porque agora escolhi
7.16:
1Rs 9.3
2Cr 6.6
e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente: e nela estarão fixos os meus olhos e o meu coração todos os dias. 17E, quanto
7.17:
1Rs 9.4
a ti, se andares diante de mim, como andou Davi teu pai, e fizeres conforme a tudo o que te ordenei, e guardares os meus estatutos e os meus juízos, 18Também confirmarei o trono do teu reino, conforme o concerto que fiz com Davi, teu pai, dizendo: Não
7.18:
2Cr 6.16
te faltará varão que domine em Israel. 19Porém
7.19:
Lv 26.14,33
Dt 28.15,36-37
se vós vos desviardes, e deixardes os meus estatutos e os meus mandamentos, que vos tenho proposto, e fordes, e servirdes a outros deuses, e vos prostrardes a eles, 20Então os arrancarei da minha terra que lhes dei, e lançarei da minha presença esta casa que consagrei ao meu nome, e farei com que seja por provérbio e mote entre todas as gentes. 21E desta casa, que fora tão exaltada, qualquer que passar por ela se espantará, e dirá:
7.21:
Dt 29.24
Jr 22.8-9
Por que fez o Senhor assim com esta terra e com esta casa? 22E dirão: Porquanto deixaram ao Senhor Deus de seus pais, que os tirou da terra do Egito, e se deram a outros deuses, e se prostraram a eles, e os serviram: por isso ele trouxe sobre eles todo este mal.

8

Salomão edifica cidades

81E SUCEDEU,

8.1:
1Rs 9.10
ao cabo de vinte anos, nos quais Salomão edificou a casa do Senhor, e a sua própria casa, 2Que Salomão edificou as cidades que Hirão lhe tinha dado; e fez habitar nelas os filhos de Israel. 3Depois foi Salomão a Hamate-Zobá, e a tomou. 4Também
8.4:
1Rs 9.17
edificou a Tadmor no deserto, e todas as cidades das munições que edificou em Hamate. 5Edificou também a alta Betorom, e a baixa Betorom, cidades fortes com muros, portas e ferrolhos; 6Como também a Baalate, e todas as cidades das munições, que Salomão tinha, e todas as cidades dos carros e as cidades dos cavaleiros; e tudo quanto, conforme ao seu desejo, Salomão quis edificar em Jerusalém e no Líbano, e em toda a terra do seu domínio.

Salomão faz tributários os heteus

7Quanto a todo o povo,

8.7:
1Rs 9.20
que tinha ficado dos heteus, e amorreus, e ferezeus e heveus, e jebuseus, que não eram de Israel; 8Dos seus filhos, que ficaram depois deles na terra, os quais os filhos de Israel não destruíram, Salomão os fez tributários, até ao dia de hoje. 9Porém dos filhos de Israel, de quem Salomão não fez servos para a sua obra (mas eram homens de guerra, chefes dos seus capitães, e chefes dos seus carros, e dos seus cavaleiros), 10Estes pois eram os chefes dos oficiais que o rei Salomão
8.10:
1Rs 9.23
tinha, duzentos e cinquenta, que presidiam sobre o povo. 11E Salomão fez subir
8.11:
1Rs 3.1
7.8
9.24
a filha de Faraó da cidade de Davi para a casa que lhe tinha edificado; porque disse: Minha mulher não morará na casa de Davi, rei de Israel, porquanto santos são os lugares nos quais entrou a arca do Senhor. 12Então Salomão ofereceu holocaustos ao Senhor, sobre o altar do Senhor, que tinha edificado diante do pórtico: 13E isto segundo o dever de cada dia,
8.13:
Êx 29.38
Nm 28.3,9,11,26
29.1
oferecendo segundo o preceito de Moisés, nos sábados e nas luas novas, a nas solenidades,
8.13:
Êx 23.14
Dt 16.16
três vezes no ano: na festa dos pães asmos, e na festa das semanas, e na festa das tendas. 14Também, conforme à ordem de Davi seu pai, ordenou as turmas
8.14:
1Cr 24.1
25.1
dos sacerdotes nos seus ministérios, como também as dos levitas acerca dos seus cargos, para louvarem a Deus, e ministrarem diante dos sacerdotes, segundo o que estava ordenado para cada dia, e os porteiros
8.14:
1Cr 9.17
26.1
pelas suas turmas a cada porta: porque tal era o mandado de Davi, o homem de Deus. 15E não se desviaram do mandado do rei aos sacerdotes e levitas, em negócio nenhum, nem acerca dos tesouros. 16Assim se preparou toda a obra de Salomão, desde o dia da fundação da casa do Senhor, até se acabar: e assim se aperfeiçoou a casa do Senhor. 17Então foi Salomão
8.17:
1Rs 9.26
a Esiom-Geber, e a Elote, à praia do mar, na terra de Edom. 18E enviou-lhe Hirão,
8.18:
1Rs 9.27
2Cr 9.10,13
por mão de seus servos, navios, e servos práticos do mar, e foram com os servos de Salomão a Ofir, e tomaram de lá quatrocentos e cinquenta talentos de ouro: e os trouxeram ao rei Salomão.