Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
1

Salomão oferece sacrifícios

11E SALOMÃO,

1.1:
Gn 39.2
1Rs 2.46
1Cr 29.25
filho de Davi, se esforçou no seu reino; e o Senhor seu Deus era com ele, e o magnificou grandemente. 2E falou Salomão a todo o Israel, aos capitães
1.2:
1Cr 27.1
dos milhares e das centenas, e aos juízes, e a todos os príncipes em todo o Israel, chefes dos pais. 3E foram Salomão e toda a congregação com ele ao alto que estava em
1.3:
1Rs 3.4
1Cr 16.39
21.29
Gibeom; porque ali estava a tenda da congregação de Deus, que Moisés, servo do Senhor, tinha feito no deserto. 4Mas Davi tinha feito
1.4:
2Sm 6.2,17
1Cr 15.1
subir a arca de Deus de Quiriate-Jearim ao lugar que Davi lhe tinha preparado; porque lhe tinha armado uma tenda em Jerusalém. 5Também o altar de
1.5:
Êx 27.1-2
31.2
38.1-2
cobre que tinha feito Bazaleel, filho de Uri, filho de Hur, estava ali diante do tabernáculo do Senhor: e Salomão e a congregação o 1.5: Hebr. buscavamvisitavam. 6E Salomão ofereceu ali sacrifícios perante o Senhor, sobre o altar de cobre que estava na tenda da congregação,
1.6:
1Rs 3.4
e ofereceu sobre ele mil holocaustos.

Salomão pede a Deus sabedoria

7Naquela

1.7:
1Rs 3.5-6
mesma noite Deus apareceu a Salomão, e disse-lhe: Pede o que quiseres que eu te dê. 8E Salomão disse a Deus: Tu usaste de grande beneficência com meu pai Davi: e a mim me fizeste
1.8:
1Cr 28.5
rei em seu lugar. 9Agora pois, ó Senhor Deus, confirme-se a tua palavra, dada a meu pai Davi;
1.9:
1Rs 3.7-8
porque tu me fizeste rei sobre um povo numeroso como o pó da terra. 10Dá-me
1.10:
Nm 27.17
Dt 31.2
1Rs 3.9
pois agora sabedoria e conhecimento, para que possa sair e entrar perante este povo; porque quem poderia julgar a este teu tão grande povo? 11Então Deus
1.11:
1Rs 3.11-13
disse a Salomão: Porquanto houve isto no teu coração, e não pediste riquezas, fazenda, ou honra, nem a morte dos que te aborrecem, nem tão pouco pediste muitos dias de vida, mas pediste para ti sabedoria e conhecimento, para poderes julgar a meu povo, sobre o qual te pus rei, 12Sabedoria e conhecimento te são dados: e te darei
1.12:
1Cr 29.25
2Cr 9.22
Ec 2.9
riquezas, e fazenda, e honra, qual nenhum rei antes de ti teve: e depois de ti tal não haverá.

As forças e as riquezas de Salomão

13Assim Salomão veio a Jerusalém, do alto que está em Gibeom, de diante da tenda da congregação: e reinou sobre Israel. 14E Salomão ajuntou

1.14:
1Rs 4.26
10.26
2Cr 9.25
carros e cavaleiros, e teve mil e quatrocentos carros, e doze mil cavaleiros: e pô-los nas cidades dos carros, e junto ao rei em Jerusalém. 15E fez o rei que
1.15:
1Rs 10.27
2Cr 9.27
Jó 22.24
houvesse ouro e prata em Jerusalém como pedras: e cedros em tanta abundância como 1.15: ou sicômorosfigueiras bravas que há pelas campinas. 16E os cavalos,
1.16:
1Rs 10.28-29
2Cr 9.28
que tinha Salomão, se traziam do Egito, e, quanto ao fio de linho 1.16: ou os mercadores do rei os recebiam em manadas e cada uma pelo seu preçoos mercadores do rei tomavam o fio de linho por um certo preço. 17E faziam subir e sair do Egito cada carro por seiscentos siclos de prata, e cada cavalo por cento e cinquenta: e assim por meio deles tiravam cavalos para todos os reis dos heteus, e para os reis da Síria.

2

Salomão pede a Hirão, rei de Tiro, que o ajude na construção do templo

21E DETERMINOU

2.1:
1Rs 5.5
Salomão edificar uma casa ao nome do Senhor, como também uma casa para o seu reino. 2E contou Salomão
2.2:
1Rs 5.15
2Cr 2.18
setenta mil homens de carga, e oitenta mil, que cortassem na montanha: e três mil e seiscentos inspetores sobre eles. 3E Salomão enviou a Hirão, rei de Tiro, dizendo:
2.3:
1Cr 14.1
Como usaste com Davi meu pai, e lhe mandaste cedros, para edificar uma casa em que morasse, assim também usa comigo. 4Eis que estou
2.4:
Êx 25.30
30.7
Lv 24.8
2Cr 2.1
para edificar uma casa ao nome do Senhor meu Deus, para lhe consagrar, para queimar perante ele incenso aromático, e para o pão contínuo da proposição, e para os holocaustos da manhã e da tarde, nos
2.4:
Nm 28.3,9,11
sábados, e nas luas novas, e nas festividades do Senhor nosso Deus: o que é perpetuamente a obrigação de Israel. 5E a casa que estou para edificar há de ser grande; porque o nosso Deus é maior do que todos os deuses. 6Porém
2.6:
1Rs 8.27
2Cr 6.18
Is 66.1
quem teria força para lhe edificar uma casa, visto que os céus e até os céus dos céus o não podem conter? E quem sou eu, que lhe edificasse casa, salvo para queimar incenso perante ele? 7Manda-me pois agora um homem sábio para trabalhar em ouro, e em prata, e em bronze, e em ferro, e em púrpura, e em carmesim, e em azul: e que saiba lavrar ao buril, juntamente com os sábios que estão comigo em Judá e em Jerusalém,
2.7:
1Cr 22.15
os quais Davi meu pai preparou. 8Manda-me
2.8:
1Rs 5.6
também madeira de cedros, faias, e 2.8: ou árvoresalgumins do Líbano; porque bem sei eu que os teus servos sabem cortar madeira no Líbano; e eis que os meus servos estarão com os teus servos, 9E isso para prepararem muita madeira: porque a casa que estou para fazer há de ser grande e maravilhosa. 10E
2.10:
1Rs 5.11
eis que a teus servos, os cortadores, que cortarem a madeira, darei vinte mil coros de trigo malhado, e vinte mil coros de cevada, e vinte mil batos de vinho, e vinte mil batos de azeite. 11E Hirão, rei de Tiro, respondeu por escrito, e enviou a Salomão, dizendo: Porquanto o Senhor ama
2.11:
1Rs 10.9
2Cr 9.8
o seu povo, te pôs sobre ele rei. 12Disse mais Hirão: Bendito seja
2.12:
Gn 1
2
1Rs 5.7
At 4.24
14.15-16
Ap 10
o Senhor Deus de Israel, que fez os céus e a terra; o que deu ao rei Davi um filho sábio, de grande prudência e entendimento, que edifique casa ao Senhor, e para o seu reino. 13Agora pois envio um homem sábio de grande entendimento, a saber 2.13: ou Hirão, meu paiHirão Abiú. 14Filho
2.14:
1Rs 7.13-14
duma mulher das filhas de Dã, e cujo pai foi homem de Tiro; este sabe lavrar em ouro, e em prata, em bronze, em ferro, em pedras e em madeira, em púrpura, em azul, e em linho fino, e em carmesim, e é hábil para toda a obra de buril, e para todas as engenhosas invenções, qualquer cousa que se lhe propuser, juntamente com os teus sábios, e os sábios de Davi, meu senhor, teu pai. 15Agora pois,
2.15:
2Cr 2.10
que meu senhor mande para os seus servos o trigo, e a cevada, e o azeite, e o vinho, de que falou. 16E nós
2.16:
1Rs 5.8-9
cortaremos tanta madeira no Líbano, quanta houveres mister, e ta traremos em jangadas pelo mar a Jope, e tu a farás subir a Jerusalém. 17E Salomão
2.17:
1Rs 5.13,15-16
9.20-21
2Cr 2.2
8.7-8
contou todos os homens estranhos, que havia na terra de Israel, conforme a conta
2.17:
1Cr 22.2
com que os contara Davi seu pai: e acharam-se cento e cinquenta e três mil e seiscentos. 18E fez deles setenta mil carreteiros, e oitenta mil cortadores na montanha: como também três mil e seiscentos inspetores, para fazerem trabalhar o povo.

3

A construção do templo começa

31E COMEÇOU Salomão

3.1:
Gn 22.2,14
1Rs 6.1
a edificar a casa do Senhor em Jerusalém, no monte de Moriá, onde o Senhor se tinha mostrado a Davi seu pai, no lugar que Davi tinha preparado na
3.1:
1Cr 21.18
22.1
eira de Ornã, jebuseu, 2E começou a edificar no segundo mês, no dia segundo, no ano quarto do seu reinado. 3E estes foram os fundamentos
3.3:
1Rs 6.2
que Salomão pôs para edificar a casa de Deus: O comprimento em côvados, segundo a medida primeira, de sessenta côvados, e a largura de vinte côvados. 4E o alpendre,
3.4:
1Rs 6.3
que estava na frente, de comprimento, segundo a largura da casa, era de vinte côvados, e a altura de cento e vinte, o que dentro cobriu com ouro puro. 5E a casa grande forrou
3.5:
1Rs 6.17
com madeira de faia; e então a cobriu com ouro fino; e fez sobre ela palmas e cadeias. 6Também a casa adornou de pedras preciosas para ornamento: e o ouro era ouro de Parvaim. 7Também na casa cobriu as traves, os umbrais, e as suas paredes, e as suas portas, com ouro: e lavrou querubins nas paredes. 8Fez mais a 3.8: ou Casa Santíssimacasa da santidade das santidades, cujo comprimento, segundo a largura da casa, era de vinte côvados, e a sua largura de vinte côvados: e cobriu-a de ouro fino, do peso de seiscentos talentos. 9O peso dos pregos era de cinquenta siclos de ouro: e cobriu de ouro os cenáculos.

Os dois querubins

10Também fez

3.10:
1Rs 6.23
na casa da santidade das santidades dois querubins 3.10: ou de obra de imagemna forma de andantes, e cobriu-os de ouro. 11E, quanto às asas dos querubins, o seu comprimento era de vinte côvados; a asa dum deles de cinco côvados, e tocava na parede da casa; e a outra asa de cinco côvados, e tocava na asa do outro querubim. 12Também a asa do outro querubim era de cinco côvados, e tocava na parede da casa: era também a outra asa de cinco côvados, e estava pegada à asa do outro querubim. 13E as asas destes querubins se estendiam vinte côvados: e estavam postos em pé, e os seus rostos virados para a casa. 14Também fez o véu
3.14:
Êx 26.31
Mt 27.51
Hb 9.3
de azul, e púrpura, e carmesim, e linho fino: e pôs sobre ele querubins. 15Fez também diante da casa duas colunas
3.15:
1Rs 7.15-28
Jr 52.21
de trinta e cinco côvados de altura; e o capitel, que estava sobre cada uma, era de cinco côvados. 16Também fez as cadeias, como no oráculo, e as pôs sobre as cabeças das colunas: fez também cem romãs, as quais pôs entre as cadeias. 17E levantou as
3.17:
1Rs 7.20-21
colunas diante do templo, uma à direita, e outra à esquerda; e chamou o nome da que estava à direita 3.17: Hebr. ele estabeleceráJaquim, e o nome da que estava à esquerda Boaz.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]