Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
18

Aliança entre Josafá e Acabe

181TINHA pois Josafá riquezas

18.1:
2Rs 8.18
2Cr 17.5
e glória em abundância: e aparentou-se com Acabe. 2E ao cabo de alguns
18.2:
1Rs 22.2
anos foi ter com Acabe a Samaria: e Acabe matou ovelhas e bois em abundância, para ele e para o povo que vinha com ele: e o persuadiu a subir com ele a Ramote-Gileade. 3Porque Acabe, rei de Israel, disse a Josafá, rei de Judá: Irás tu comigo a Ramote-Gileade? E ele lhe disse: Como tu és, serei eu; e o meu povo, como o teu povo; seremos contigo nesta guerra. 4Disse mais Josafá ao rei de Israel: Consulta
18.4:
1Sm 23.2,4,9
2Sm 2.1
hoje, peço-te, a palavra do Senhor. 5Então o rei de Israel ajuntou os profetas, quatrocentos homens, e disse-lhes: Iremos à guerra contra Ramote-Gileade, ou deixá-lo-ei? E eles disseram: Sobe; porque Deus o dará na mão do rei. 6Disse porém Josafá: Não ainda aqui profeta algum do Senhor, para que o consultemos? 7Então o rei de Israel disse a Josafá: Ainda um homem por quem podemos consultar ao Senhor; porém eu o aborreço, porque nunca profetiza de mim bem, senão sempre mal; este é Mica, filho de Inlá. E disse Josafá: Não fale o rei assim. 8Então chamou o rei de Israel um 18.8: ou oficialeunuco: e disse: Traze aqui depressa a Mica, filho de Inlá. 9E o rei de Israel, e Josafá rei de Judá estavam assentados cada um no seu trono, vestidos com as suas vestiduras, e estavam assentados na praça à entrada da porta de Samaria, e todos os profetas profetizavam na sua presença. 10E Zedequias, filho de Quenaaná, fez para si uns chifres de ferro, e disse: Assim diz o Senhor: Com estes ferirás aos siros, até de todo os consumires. 11E todos os profetas profetizavam o mesmo dizendo: Sobe a Ramote-Gileade, e prosperarás; porque o Senhor a dará na mão do rei. 12E o mensageiro, que foi chamar a Mica, lhe falou, dizendo: Eis que as palavras dos profetas, a uma boca, são boas para com o rei; seja pois também a tua palavra como a dum deles, e fala o que é bom. 13Porém Mica disse: Vive o Senhor, que o que meu Deus
18.13:
Nm 22.18,20,35
23.12,26
24.13
1Rs 22.14
me disser, isso falarei. 14Vindo pois ao rei, o rei lhe disse: Mica, iremos a Ramote-Gileade à guerra, ou deixá-lo-ei? E ele disse: Subi, e prosperareis; e serão dados na vossa mão. 15E o rei lhe disse: Até quantas vezes te conjurarei, para que me não fales senão a verdade no nome do Senhor? 16Então disse ele: Vi a todo o Israel disperso pelos montes, como ovelhas que não têm pastor: e disse o Senhor: Estes não têm senhor; torne cada um em paz para sua casa. 17Então o rei de Israel disse a Josafá: Não te disse eu, que este não profetizaria de mim bem, porém mal? 18Disse mais: Pois ouvi a palavra do Senhor: Vi ao Senhor assentado no seu trono, e a todo o exército celestial em pé à sua mão direita, e à sua esquerda. 19E disse o Senhor: Quem persuadirá a Acabe rei de Israel, a que suba, e caia em Ramote-Gileade? Disse mais: Um diz desta maneira, e outro diz doutra. 20Então saiu um espírito
18.20:
Jó 1.6
e se apresentou diante do Senhor, e disse: Eu o persuadirei. E o Senhor lhe disse: Com quê? 21E ele disse: Eu sairei, e serei um espírito de mentira na boca de todos os seus profetas. E disse o Senhor: Tu o persuadirás, e também prevalecerás: sai, e faze-o assim. 22Agora pois, eis que o Senhor pôs um espírito
18.22:
Jó 12.16
Is 19.14
Ez 14.9
de mentira na boca destes teus profetas: e o Senhor falou o mal a teu respeito. 23Então Zedequias, filho de Quenaaná, se chegou, e
18.23:
Jr 26.2
Mc 14.65
At 23.2
feriu a Mica no queixo, e disse: Por que caminho passou de mim o Espírito do Senhor para falar a ti? 24E disse Mica: Eis que o verás naquele dia, quando andares de câmara em câmara, para te esconderes. 25Então disse o rei de Israel: Tomai a Mica, e tornai a levá-lo a Amom, o governador da cidade, e a Joás filho do rei. 26E direis: Assim diz o rei: Metei
18.26:
2Cr 16.10
este homem na casa do cárcere; e sustentai-o com pão de angústia, e com água de angústia até que eu volte em paz. 27E disse Mica: Se é que tornares em paz, o Senhor não tem falado por mim. Disse mais: Ouvi, povos todos!

A guerra contra Ramote-Gileade e a morte de Acabe

28Subiram pois o rei de Israel e Josafá, rei de Judá, a Ramote-Gileade. 29E disse o rei de Israel a Josafá: Disfarçando-me eu, então entrarei na peleja; tu porém veste as tuas vestiduras. Disfarçou-se pois o rei de Israel, e entraram na peleja. 30Deu ordem porém o rei da Síria aos capitães dos carros que tinha, dizendo: Não pelejareis nem contra pequeno, nem contra grande, senão só contra o rei de Israel. 31Sucedeu pois que, vendo os capitães dos carros a Josafá, disseram: Este é o rei de Israel, e o cercaram para pelejarem; porém Josafá clamou, e o Senhor o ajudou. E Deus os desviou dele. 32Porque sucedeu que, vendo os capitães dos carros, que não era o rei de Israel, deixaram de segui-lo. 33Então um homem armou o arco na sua simplicidade, e feriu o rei de Israel entre as junturas e a couraça. Então disse ao carreteiro: Vira a tua mão, e tira-me do exército, porque estou mui ferido. 34E naquele dia cresceu a peleja, mas o rei de Israel susteve-se em pé no carro defronte dos siros até à tarde; e morreu ao tempo do pôr do sol.

19

O profeta Jeú repreende a Josafá

191E JOSAFÁ, rei de Judá, voltou à sua casa em paz, a Jerusalém. 2E Jeú, filho de Hanani,

19.2:
1Sm 9.9
o vidente, lhe saiu ao encontro, e disse ao rei Josafá: Devias tu ajudar ao ímpio, e amar aqueles que ao Senhor aborrecem? Por isso virá sobre ti
19.2:
2Cr 32.25
grande ira de diante do Senhor. 3Boas cousas contudo se acharam
19.3:
2Cr 12.12
17.4,6
em ti; porque tiraste os bosques da terra, e preparaste
19.3:
2Cr 30.19
Ed 7.10
o teu coração, para buscar a Deus. 4Habitou pois Josafá em Jerusalém: e tornou a passar pelo povo desde Berseba até as montanhas de Efraim, e fez com que tornassem ao Senhor Deus de seus pais. 5E estabeleceu juízes na terra, em todas as cidades fortes, de cidade em cidade. 6E disse aos juízes: Vede o que fazeis;
19.6:
Dt 1.17
Ec 5.8
porque não julgais da parte do homem, senão da parte do Senhor, e ele está convosco no negócio do juízo. 7Agora pois, seja o temor do Senhor convosco: guardai-o, e fazei-o; porque não no Senhor nosso Deus
19.7:
Dt 10.17
32.4
Jó 34.19
At 10.34
Rm 2.11
9.14
Gl 2.8
Ef 6.9
Cl 3.25
1Pe 1.17
iniquidade nem aceitação de pessoas, nem aceitação de presentes. 8E também estabeleceu Josafá a alguns dos levitas
19.8:
Dt 16.18
2Cr 17.8
e dos sacerdotes e dos chefes dos pais de Israel sobre o juízo do Senhor, e sobre as causas judiciais: e tornaram a Jerusalém. 9E deu-lhes ordem, dizendo: Assim andai
19.9:
2Sm 23.3
no temor do Senhor com fidelidade, e com coração inteiro. 10E em toda a
19.10:
Dt 17.8
diferença que vier a vós de vossos irmãos, que habitam nas suas cidades, entre sangue e sangue, entre lei e mandamento, entre estatutos e juízos, admoestai-os, que se não façam culpados para com o Senhor, e não venha grande ira sobre
19.10:
Nm 16.46
Ez 3.18
vós, e sobre vossos irmãos: fazei assim e não vos fareis culpados. 11E eis que Amarias, o sumo sacerdote, presidirá sobre vós em todo o negócio do Senhor; e Zebadias, filho de Ismael, príncipe da casa de Judá, em todo o
19.11:
1Cr 26.3
negócio do rei; também os oficiais, os levitas, estão perante vós: esforçai-vos,
19.11:
2Cr 15.2
pois, e fazei-o; e o Senhor será com os bons.

20

Deus concede a Josafá vitória sobre os seus inimigos

201E SUCEDEU que, depois disto, os filhos de Moabe, e os filhos de Amom, e com eles alguns outros dos amonitas, vieram à peleja contra Josafá. 2Então vieram alguns que deram aviso a Josafá, dizendo: Vem contra ti uma grande multidão dalém do mar e da Síria: e eis que já estão em Hatsom-Tamar,

20.2:
Gn 14.7
Js 15.62
que é Engedi. 3Então Josafá temeu, e pôs-se a buscar o Senhor; e apregoou
20.3:
2Cr 19.3
Ed 8.21
Jr 36.9
Jn 3.5
jejum em todo o Judá. 4E Judá se ajuntou, para pedir socorro ao Senhor; também de todas as cidades de Judá vieram para buscarem ao Senhor. 5E pôs-se Josafá em pé na congregação de Judá e de Jerusalém, na casa do Senhor, diante do pátio novo. 6E disse: Ah! Senhor, Deus de nossos pais, porventura não és tu Deus nos céus?
20.6:
Dt 4.17,25,32,39
Js 2.11
1Rs 8.23
1Cr 29.12
Mt 6.13
Pois tu és Dominador sobre todos os reinos das gentes, e na tua mão força e poder, e não há quem te possa resistir. 7Porventura, ó Deus
20.7:
Gn 17.7
Êx 6.7
Is 41.8
Tg 2.23
nosso, não lançaste tu fora os moradores desta terra, de diante do teu povo Israel, e não a deste à semente de Abraão, teu amigo, para sempre? 8E habitaram nela; e edificaram nela um santuário ao teu nome, dizendo: 9Se algum
20.9:
1Rs 8.33,37
2Cr 6.28-30
mal nos sobrevier, espada, juízo, peste, ou fome, nós nos apresentaremos diante desta casa e diante de ti; pois teu nome
20.9:
2Cr 6.20
está nesta casa; e clamaremos a ti na nossa angústia, e tu nos ouvirás e livrarás. 10Agora, pois, eis que os filhos de Amom e de Moabe, e os das montanhas de Seir,
20.10:
Nm 20.21
Dt 2.4,9,19
pelos quais não permitiste que passasse Israel, quando vinham da terra do Egito, mas deles se desviaram e não o destruíram, 11Eis que nos dão o pago, vindo para lançar-nos fora da tua herança, que nos fizeste herdar. 12Ah! Deus nosso, porventura não os
20.12:
1Sm 3.13
julgarás? Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti. 13E todo o Judá estava em pé perante o Senhor, como também as suas crianças, as suas mulheres, e os seus filhos. 14Então veio
20.14:
Nm 11.25-26
24.2
2Cr 15.1
24.20
o espírito do Senhor no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe, 15E disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ó rei Josafá. Assim o Senhor vos diz: Não temais, nem vos assusteis
20.15:
Êx 14.13-14
Dt 1.29-30
31.6,8
2Cr 32.7
por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, senão de Deus. 16Amanhã descereis contra eles: eis que sobem pela ladeira de Ziz, e os achareis no fim do vale, diante do deserto de Jeruel. 17Nesta peleja não
20.17:
Êx 14.13-14
tereis que pelejar: parai, estai em pé, e vede a salvação do Senhor para convosco, ó Judá e Jerusalém; não temais, nem vos assusteis; amanhã saí-lhes ao encontro, porque
20.17:
Nm 14.9
2Cr 15.2
32.8
o Senhor será convosco. 18Então Josafá
20.18:
Êx 4.31
se prostrou com o rosto em terra; e todo o Judá e os moradores de Jerusalém se lançaram perante o Senhor, adorando ao Senhor. 19E levantaram-se os levitas, dos filhos dos coatitas, e dos filhos dos coratitas, para louvarem ao Senhor Deus de Israel, com voz muito alta. 20E pela manhã cedo se levantaram e saíram ao deserto de Técoa; e, saindo eles, pôs-se em pé Josafá, e disse: Ouvi-me, ó Judá, e vós, moradores de Jerusalém:
20.20:
Is 7.9
Crede no Senhor vosso Deus, e estareis seguros; crede nos seus profetas, e sereis prosperados. 21E aconselhou-se com o povo, e ordenou cantores para o Senhor, que louvassem
20.21:
1Cr 16.29,34,41
2Cr 5.13
7.3,6
a Majestade santa, saindo diante dos armados, e dizendo: Louvai ao Senhor, porque a sua benignidade dura para sempre. 22E, ao tempo que começaram com júbilo e louvor, o Senhor pôs emboscadas
20.22:
Jz 7.22
1Sm 14.20
contra os filhos de Amom e de Moabe e os das montanhas de Seir, que vieram contra Judá, e foram desbaratados. 23Porque os filhos de Amom e de Moabe se levantaram contra os moradores das montanhas de Seir, para os destruir e exterminar; e, acabando eles com os moradores de Seir, ajudaram uns aos outros a destruir-se. 24Entretanto chegou Judá à atalaia do deserto; e olharam para a multidão, e eis que eram corpos mortos, que jaziam em terra, e nenhum escapou. 25E vieram Josafá e o seu povo para saquear os despojos, e acharam neles fazenda e cadáveres em abundância, assim como vasos preciosos, e tomaram para si tanto, que não podiam levar mais: e três dias saquearam o despojo, porque era muito. 26E ao quarto dia se ajuntaram no vale de 20.26: que é bênção ou louvorBeraca; porque ali louvaram o Senhor: por isso chamaram o nome daquele lugar o vale de Beraca, até ao dia de hoje. 27Então voltaram todos os homens de Judá e de Jerusalém, e Josafá à frente deles, para virem a Jerusalém com alegria; porque o Senhor os alegrara acerca
20.27:
Ne 12.43
dos seus inimigos. 28E vieram a Jerusalém com alaúdes, e com harpas, e com trombetas, para a casa do Senhor. 29E veio o temor
20.29:
2Cr 17.10
de Deus sobre todos os reinos daquelas terras, ouvindo eles que o Senhor havia pelejado contra os inimigos de Israel. 30E o reino de Josafá ficou quieto: e o seu Deus lhe
20.30:
2Cr 15.15
Jó 34.29
deu repouso em redor. 31E Josafá
20.31:
1Rs 22.41
reinou sobre Judá: era da idade de trinta e cinco anos quando começou a reinar e vinte e cinco anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe, Azuba, filha de Sili. 32E andou no caminho de Asa, seu pai, e não se desviou dele, fazendo o que era reto aos olhos do Senhor. 33Contudo os altos se não tiraram,
20.33:
2Cr 12.14
17.6
19.3
porque o povo não tinha ainda preparado o seu coração para com o Deus de seus pais. 34Ora o resto dos sucessos de Josafá, assim primeiros, como últimos, eis que está escrito nas notas de Jeú, filho de Hanani, que as inseriu
20.34:
2Rs 16.1,7
no livro dos reis de Israel. 35Porém depois disto
20.35:
1Rs 22.48-49
Josafá, rei de Judá, se aliou com Acazias, rei de Israel, que procedeu com toda a impiedade. 36E aliou-se com ele, para fazerem navios que fossem a Tarsis: e fizeram os navios em Eziom-Geber. 37Porém Eliézer, filho de Dodava, de Maresa, profetizou contra Josafá, dizendo: Porquanto te aliaste com Acazias, o Senhor despedaçou as tuas obras. E os navios
20.37:
1Rs 22.48
2Cr 9.21
se quebraram, e não puderam ir a Tarsis.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]