Almeida Revista e Corrigida (1969) (RC69)
3

Deus fala com Samuel em sonhos

31E O mancebo

3.1:
1Sm 2.11
3.21
Sl 74.9
Am 8.11
Samuel servia ao Senhor perante Eli: e a palavra do Senhor era de muita valia naqueles dias; não havia visão manifesta. 2E sucedeu naquele dia que, estando Eli deitado no seu lugar (e os seus olhos se começavam
3.2:
Gn 27.1
48.10
1Sm 2.22
4.15
escurecer, que não podia ver), 3E estando também Samuel deitado, antes que a
3.3:
Êx 27.21
Lv 24.3
1Sm 1.9
2Cr 13.11
lâmpada de Deus se apagasse no templo do Senhor, em que estava a arca de Deus, 4O Senhor chamou a Samuel, e disse ele: Eis-me aqui. 5E correu a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, torna a deitar-te. E foi e se deitou. 6E o Senhor tornou a chamar outra vez a Samuel. Samuel se levantou, e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Mas ele disse: Não te chamei eu, filho meu, torna a deitar-te. 7Porém Samuel
3.7:
At 19.2
ainda não conhecia ao Senhor, e ainda não lhe tinha sido manifestada a palavra do Senhor. 8O Senhor pois tornou a chamar a Samuel terceira vez, e ele se levantou e foi a Eli, e disse: Eis-me aqui, porque tu me chamaste. Então entendeu Eli que o Senhor chamava o mancebo. 9Pelo que Eli disse a Samuel: Vai-te deitar, e há de ser que, se te chamar, dirás: Fala, Senhor, porque o teu servo ouve. Então Samuel foi e se deitou no seu lugar. 10Então veio o Senhor, e ali esteve, e chamou como das outras vezes: Samuel, Samuel. E disse Samuel: Fala, porque o teu servo ouve. 11E disse o Senhor a Samuel: Eis aqui vou eu a fazer uma cousa em Israel, a qual todo o que ouvir
3.11:
2Rs 21.22
Jr 19.3
lhe tinirão ambas as orelhas. 12Naquele mesmo dia suscitarei contra Eli tudo
3.12:
1Sm 2.30,36
quanto tenho falado contra a sua casa: começá-lo-ei e acabá-lo-ei. 13Porque eu lhe fiz saber que julgarei
3.13:
1Sm 2.12,17,22-23,25,29-31
Ez 7.3
18.30
a sua casa para sempre, pela iniquidade que ele bem conhecia, porque, fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu. 14Portanto jurei à casa de Eli
3.14:
Nm 15.30-31
Is 22.14
que nunca jamais será expiada a iniquidade da casa de Eli com sacrifício nem com oferta de manjares.

Samuel conta a visão a Eli

15E Samuel ficou deitado até pela manhã, e então abriu as portas da casa do Senhor: porém temia Samuel de relatar esta visão a Eli. 16Então chamou Eli a Samuel, e disse: Samuel, meu filho. E disse ele: Eis-me aqui. 17E ele disse: que palavra é a que te falou? peço-te que ma não encubras:

3.17:
Rt 1.17
assim Deus te faça, e outro tanto se me encobrires alguma palavra de todas as palavras que te falou. 18Então Samuel lhe contou todas aquelas palavras, e nada lhe encobriu. E disse ele: O Senhor é,
3.18:
Jó 1.21
2.10
Sl 39.10
Is 39.8
faça o que bem parecer aos seus olhos. 19E crescia Samuel,
3.19:
Gn 39.2,21,23
1Sm 2.21
9.6
e o Senhor era com ele, e nenhuma de todas as suas palavras deixou cair em terra. 20E todo o Israel, desde
3.20:
Jz 20.1
Dã até Berseba, conheceu que Samuel estava confirmado por profeta do Senhor. 21E continuou o Senhor a aparecer em Silo: porquanto o Senhor se manifestava a Samuel
3.21:
1Sm 3.1,4
em Silo pela palavra do Senhor.

4

Os filisteus vencem os israelitas

41E VEIO a palavra de Samuel a todo o Israel: e Israel saiu ao encontro, à peleja, aos filisteus,

4.1:
1Sm 5.1
7.12
e se acamparam junto a Ebenézer: e os filisteus se acamparam junto a Afeque. 2E os filisteus se dispuseram em ordem de batalha, para sair ao encontro a Israel; e, estendendo-se a peleja, Israel foi ferido diante dos filisteus, porque feriram na batalha, no campo, uns quatro mil homens. 3E tornando o povo ao arraial, disseram os anciãos de Israel: Por que nos feriu o Senhor hoje diante dos filisteus? Tragamos de Silo a arca do concerto do Senhor, e venha no meio de nós, para que nos livre da mão de nossos inimigos. 4Enviou pois o povo a Silo e trouxeram de lá a arca do concerto do Senhor dos exércitos, que habita entre
4.4:
Êx 25.18,22
Nm 7.89
2Sm 6.2
Sl 80.1
99.1
os querubins: e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, estavam ali com a arca do concerto de Deus. 5E sucedeu que, vindo a arca do concerto do Senhor ao arraial, todo o Israel jubilou com grande júbilo, até que a terra estremeceu. 6E os filisteus, ouvindo a voz do júbilo, disseram: Que voz de tão grande júbilo é esta no arraial dos hebreus? Então souberam que a arca do Senhor era vinda ao arraial. 7Pelo que os filisteus se atemorizaram: porque diziam: Deus veio ao arraial. E diziam mais: Ai de nós! que tal nunca jamais sucedeu antes. 8Ai de nós! quem nos livrará da mão destes grandiosos deuses? estes são os deuses que feriram aos egípcios com todas as pragas junto ao deserto. 9Esforçai-vos, e sede homens,
4.9:
1Co 16.13
ó filisteus, para que porventura não venhais a servir aos hebreus, como eles serviram a vós;
4.9:
Jz 13.1
sede pois homens, e pelejai. 10Então pelejaram os filisteus,
4.10:
Lv 26.17
Dt 28.25
1Sm 4.2
Sl 78.9,62
e Israel foi ferido, e fugiram cada um para a sua tenda; e foi tão grande o estrago, que caíram de Israel trinta mil homens de pé.

A arca é tomada. Hofni e Fineias são mortos

11E foi tomada a

4.11:
1Sm 2.32,34
Sl 78.61,64
arca de Deus: e os dois filhos de Eli, Hofni e Fineias, morreram. 12Então correu da batalha um homem de Benjamim, e chegou no mesmo
4.12:
Js 7.6
2Sm 1.2
13.19
15.32
Ne 9.1
Jó 2.12
dia a Silo: e trazia os vestidos rotos, e terra sobre a cabeça. 13E, chegando ele, eis que Eli estava assentado sobre uma
4.13:
1Sm 1.9
cadeira, vigiando ao pé do caminho; porquanto o seu coração estava tremendo pela arca de Deus: entrando pois aquele homem a anunciar isto na cidade, toda a cidade gritou. 14E Eli, ouvindo a voz do grito, disse: Que voz de alvoroço é esta? Então chegou aquele homem a grande pressa, e veio, e o anunciou a Eli. 15E era Eli da idade de noventa e oito anos: e estavam os seus olhos tão escurecidos,
4.15:
1Sm 3.2
que não podia ver. 16E disse aquele homem a Eli: Eu sou o que venho da batalha; porque eu fugi hoje da batalha. E disse ele:
4.16:
2Sm 1.4
Que cousa sucedeu, filho meu? 17Então respondeu o que trazia as novas, e disse: Israel fugiu de diante dos filisteus, e houve também grande destroço entre o povo: e, de mais disto, também teus dois filhos Hofni e Fineias, morreram, e a arca de Deus é tomada.

A morte de Eli e da mulher de Fineias

18E sucedeu que, fazendo ele menção da arca de Deus, Eli caiu da cadeira para trás, da banda da porta, e quebrou-se-lhe o pescoço, e morreu: porquanto o homem era velho e pesado; e tinha ele julgado a Israel quarenta anos. 19E, estando sua nora, a mulher de Fineias, grávida, e próxima ao parto, e ouvindo estas novas, de que a arca de Deus era tomada, e de que seu sogro e seu marido morreram, encurvou-se e deu à luz; porquanto as dores lhe sobrevieram. 20E, ao tempo em que ia morrendo, disseram as

4.20:
Gn 35.17
mulheres que estavam com ela: Não temas, pois tiveste um filho. Ela porém não respondeu, nem fez caso disso. 21E chamou ao menino 4.21: que significa onde é a glóriaIcabô, dizendo:
4.21:
1Sm 14.3
Foi-se
4.21:
Sl 26.8
78.61
a glória de Israel. Porquanto a arca de Deus foi levada presa, e por causa de seu sogro e de seu marido. 22E disse: De Israel a glória é levada presa: pois é tomada a arca de Deus.

5

A arca, na terra dos filisteus, causa-lhes aflições

51OS filisteus pois tomaram a arca de Deus, e a trouxeram

5.1:
1Sm 4.1
7.12
de Ebenézer, a Asdode. 2E tomaram os filisteus a arca de Deus, e a meteram na casa de Dagom, e a puseram junto a
5.2:
Jz 16.23
Dagom. 3Levantando-se porém de madrugada os de Asdode, no dia seguinte, eis
5.3:
Is 19.1
46.1-2,7
que Dagom estava caído com o rosto em terra diante da arca do Senhor: e tomaram a Dagom, e tornaram a pô-lo no seu lugar. 4E, levantando-se de madrugada no dia seguinte pela manhã, eis que
5.4:
Jr 50.2
Ez 6.4,6
Mq 1.7
Dagom jazia caído com o rosto em terra diante da arca do Senhor; e a cabeça de Dagom e ambas as palmas das suas mãos cortadas sobre o limiar; somente o tronco ficou a Dagom. 5Pelo que nem os sacerdotes de Dagom, nem nenhum de todos os que entram
5.5:
Sf 1.9
na casa de Dagom pisam o limiar de Dagom em Asdode, até ao dia de hoje. 6Porém a mão
5.6:
Êx 9.3
Dt 28.27
1Sm 5.7,11
6.5
Sl 32.4
78.66
At 3.11
do Senhor se agravou sobre os de Asdode, e os assolou: e os feriu com hemorroidas, a Asdode e aos seus termos. 7Vendo então os homens de Asdode que assim era, disseram: Não fique conosco a arca do Deus de Israel; pois a sua mão é dura sobre nós, e sobre Dagom, nosso deus. 8Pelo que enviaram e congregaram a si todos os príncipes dos filisteus, e disseram: Que faremos nós da arca do Deus de Israel? E responderam: A arca do Deus de Israel dará volta a Gate. Assim a rodearam com a arca do Deus de Israel. 9E sucedeu que, desde que a rodearam com ela, a mão
5.9:
Dt 2.15
1Sm 5.6,11
7.13
12.15
Sl 78.66
do Senhor veio contra aquela cidade, com mui grande vexação: pois feriu aos homens daquela cidade, desde o pequeno até ao grande: e tinham hemorroidas nas partes secretas. 10Então enviaram a arca de Deus a Ecrom. Sucedeu porém que, vindo a arca de Deus a Ecrom, os de Ecrom exclamaram, dizendo: Transportaram para mim a arca do Deus de Israel, para me matarem, a mim e ao meu povo. 11E enviaram, e congregaram a todos os príncipes dos filisteus, e disseram: Enviai a arca do Deus de Israel, e torne para o seu lugar, para que não mate nem a mim nem ao meu povo. Porque havia mortal vexação em toda a cidade, e a mão
5.11:
1Sm 5.6,9
de Deus muito se agravara ali. 12E os homens que não morriam eram tão feridos com hemorroidas que o clamor da cidade subia até o céu.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]