Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
6
Coro

61Você, a mais bela das mulheres, responda:

para onde foi o seu amado?

Que caminho ele seguiu?

Nós a ajudaremos a encontrá-lo.

Ela

2O meu amor desceu ao seu jardim,

aos canteiros perfumosos.

Ele está alimentando as suas ovelhas no jardim

e colhendo lírios.

3Eu sou do meu amado, e o meu amado é meu.

Ele leva as suas ovelhas para pastarem entre os lírios.

Quinta canção

Ele

4Minha querida, você é bonita como a cidade de Jerusalém,

encantadora como a cidade de Tirza

e impressionante como essas duas cidades.

5Desvie de mim os seus olhos,

pois eles me perturbam.

Os seus cabelos ondulados são como um rebanho de cabras

descendo as montanhas de Gileade.

6Os seus dentes são brancos como ovelhas com a lã cortada,

que acabaram de ser lavadas.

Nenhum deles está faltando,

e todos são bem-alinhados.

7O seu rosto corado brilha atrás do véu.

8Pode haver sessenta rainhas,

oitenta concubinas

e muitas moças;

9mas eu amo somente uma,

aquela que é perfeita como uma pomba.

Ela é filha única

e a querida da sua mãe.

Todas as mulheres olham para a minha amada

e dizem que ela é feliz;

rainhas e concubinas a elogiam e dizem:

10“Quem é esta que parece o nascer do dia,

que é bela como a lua,

brilhante como o sol,

impressionante como esses dois astros

e luminosa como o céu cheio de estrelas?”

11Eu desci ao jardim das amendoeiras

para olhar as plantas novas do vale,

para ver se as parreiras estavam brotando

e se as romãzeiras estavam em flor.

12Eu estou tremendo.

Você me deixou ansioso para amar,

tão ansioso como um condutor de carros de guerra

para entrar na batalha.

Coro

13Volte, volte, sulamita6.13 Esta palavra quer dizer mulher natural de Sulam ou noiva de Salomão..

Volte, volte; nós queremos ver você dançar.

Ela

Por que vocês querem me ver

dançando a dança da noiva?

7
Ele

71Ó filha de um príncipe,

como são bonitos os seus pés calçados de sandálias!

As curvas dos seus quadris são como joias,

são trabalho de um artista.

2O seu umbigo é uma taça

onde não falta vinho.

A sua cintura é como um feixe de trigo

cercado de lírios.

3Os seus seios parecem duas crias,

crias gêmeas de uma gazela.

4O seu pescoço é como uma torre de marfim.

Os seus olhos são como os poços que ficam

ao lado dos portões da grande cidade de Hesbom.

O seu nariz é tão belo como a torre do Líbano,

de onde se avista Damasco.

5A sua cabeça está sempre erguida como o monte Carmelo.

Os seus cabelos são como a púrpura;

até um rei ficaria preso nas suas tranças.

6Como você é linda, minha querida!

Como você me dá prazer!

Como é agradável a sua presença!

7Você é tão graciosa como uma palmeira;

os seus seios são como cachos de tâmaras.

8Vou subir na palmeira

e colher os seus frutos.

Os seus seios são para mim como cachos de uvas.

A sua boca tem o perfume das maçãs,

9e os seus beijos são como vinho delicioso.

Ela

Então que o meu querido beba suavemente deste vinho

que escorre entre os seus lábios e dentes.

10Eu sou do meu amado, e ele me quer.

11Venha, querido, vamos para o campo;

vamos passar a noite nas plantações de uvas.

12Vamos levantar cedo e olhar as parreiras,

para ver se elas já começaram a brotar.

Veremos se as flores estão se abrindo

e se as romãzeiras já estão em flor.

Ali eu lhe darei o meu amor.

13Podemos sentir o perfume das mandrágoras7.13 Acreditava-se que a raiz dessa planta ajudava as mulheres a engravidar e a ter sorte no amor..

Todas as frutas saborosas estão na nossa porta.

Querido, eu guardei para você todo tipo de frutas,

as frutas frescas e as secas.

8

81Que bom seria se você fosse meu irmão,

se tivesse sido amamentado por minha mãe!

Então, se eu me encontrasse com você na rua,

poderia beijá-lo, e ninguém se importaria.

2Eu o levaria para a casa da minha mãe,

e você me ensinaria.

Eu lhe daria vinho com especiarias

e o meu vinho de romãs para você beber.

3A sua mão esquerda estaria debaixo da minha cabeça,

e a direita me abraçaria.

4Prometam, mulheres de Jerusalém,

que vocês não vão perturbar o nosso amor.

Sexta canção

Coro

5Quem é esta que vem subindo do deserto,

de braço dado com o seu querido?

Ela

Debaixo da macieira, eu acordei você,

ali, onde você nasceu,

no lugar onde a sua mãe o deu à luz.

6Grave o meu nome no seu coração

e no anel que está no seu dedo.

O amor é tão poderoso como a morte;

e a paixão é tão forte como a sepultura.

O amor e a paixão explodem em chamas

e queimam como fogo furioso.

7Nenhuma quantidade de água pode apagar o amor,

e nenhum rio pode afogá-lo.

Se alguém quisesse comprar o amor

e por ele oferecesse as suas riquezas,

receberia somente o desprezo.

Os irmãos da noiva

8Nós temos uma irmãzinha que ainda tem seios pequenos.

O que faremos por nossa irmãzinha

quando um rapaz quiser namorá-la?

9Se ela for uma muralha,

nós a defenderemos com uma torre de prata.

Se ela for uma porta,

nós a reforçaremos com sarrafos de cedro.

Ela

10Eu sou uma muralha,

e os meus seios são as suas torres.

Por isso, o meu amado está certo

de que estou bem protegida e segura.

11Salomão tinha uma plantação de uvas

num lugar chamado Baal-Hamom.

Ele escolheu lavradores para cuidarem dela;

cada um tinha de lhe pagar mil barras de prata8.11 Em hebraico, “siclos”. O siclo era a unidade de prata pura que pesava 11,4 gramas..

12Eu também tenho uma plantação de uvas

e faço dela o que quero.

Salomão, venha receber as suas mil barras.

Lavradores, venham receber duzentas barras pelo seu trabalho.

Ele

13Minha querida, os meus companheiros estão querendo ouvi-la.

Eu também quero ouvir a sua voz no jardim.

Ela

14Venha depressa, meu amado,

correndo como uma gazela,

como um filhote de corço,

que salta sobre os montes perfumosos.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]