Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
79

Apelo à misericórdia divina

Salmo de Asafe.

791Ó Deus, os pagãos invadiram

a tua terra,

profanaram o teu santo Templo

e deixaram Jerusalém em ruínas.

79.1
2Rs 25.8-10
2Cr 36.17-19
Jr 52.12-14

2Largaram os corpos dos teus servos,

dos que foram fiéis a ti,

para serem comidos pelas aves

e pelos animais selvagens.

3Derramaram o sangue do teu povo

como se fosse água.

O sangue correu como água

por toda a cidade de Jerusalém,

e não sobrou ninguém

para sepultar os mortos.

4As nações vizinhas nos insultam,

riem e caçoam de nós.

5Ó Senhor Deus, até quando

ficarás irado conosco?

Será para sempre?

Será que a tua ira

continuará a queimar como fogo?

6Ó Deus, fica irado com as nações

que não te adoram,

com os povos que te rejeitam!

7Pois eles mataram o nosso povo

e arrasaram o nosso país.

8Não nos castigues por causa dos pecados

dos nossos antepassados,

mas tem misericórdia de nós agora,

pois estamos completamente desanimados.

9Ajuda-nos, ó Deus, nosso Salvador;

por causa da tua própria honra,

salva-nos e esquece os nossos pecados.

10Por que deixar que as outras nações

perguntem:

“Onde está o Deus de vocês?”

Ó Deus, permite que vejamos o castigo

que lhes darás

por terem derramado o sangue

dos teus servos!

11Ouve os gemidos dos prisioneiros

e, com o teu grande poder,

livra os que estão condenados à morte.

12Ó Senhor, castiga as outras nações

sete vezes

pelos insultos com que te ofenderam!

13Então nós, que somos o teu povo,

que somos ovelhas do teu rebanho,

nós e os nossos descendentes

te daremos graças para sempre

e cantaremos hinos de louvor a ti

hoje e nos tempos que estão por vir.