Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
59

Proteção divina contra inimigos

Hino de Davi. Ao regente do coro — com a melodia de “Não Destruas”. Escrito por Davi quando Saul mandou espiões à casa de Davi para o matarem.

59, título
1Sm 19.11

591Ó meu Deus, livra-me

dos meus inimigos!

Protege-me daqueles que me atacam.

2Salva-me dos homens maus;

livra-me desses assassinos.

3Ó Senhor Deus, olha!

Eles estão esperando para me matar.

Homens cruéis estão fazendo planos

contra mim.

Mas não é por causa

de qualquer pecado

ou maldade que eu tenha feito,

4nem por causa de alguma falta,

que eles têm pressa de me atacar.

5Ó Senhor, Deus Todo-Poderoso,

levanta-te e vem me ajudar!

Vê, ó Deus de Israel!

Acorda e castiga as nações pagãs;

não tenhas pena

desses traidores e perversos.

6Quando anoitece, eles voltam

e rodeiam a cidade,

rosnando como cachorros.

7A língua deles fere como espada;

eles gritam insultos e ameaças

e pensam que ninguém está ouvindo.

8Mas tu zombas deles, ó Senhor;

tu ris de todos os pagãos.

9Ó Deus, eu confio no teu poder;

tu és a minha fortaleza.

10Com o seu amor,

o meu Deus virá ao meu encontro;

ele fará com que eu veja

a derrota dos meus inimigos.

11Ó Deus, não acabes de uma vez

com os meus inimigos

para que o meu povo não esqueça

da maldade deles!

Ó Senhor, nosso escudo, espalha-os

com o teu poder e derrota-os!

12Todas as vezes que falam,

os meus inimigos pecam;

que eles sejam apanhados

no seu próprio orgulho!

Eles amaldiçoam e mentem;

13por isso, peço que os destruas

quando estiveres irado,

e que sejam destruídos completamente.

Aí todos saberão

que Deus governa em Israel

e que o seu Reino

se estende pelo mundo inteiro.

14De noite, os meus inimigos voltam

e rodeiam a cidade,

rosnando como cachorros.

15Eles andam pela cidade

como cachorros,

procurando o que comer,

e uivam se não encontram

comida que chegue.

16Porém eu cantarei

a respeito do teu poder;

de manhã louvarei bem alto o teu amor,

pois tu tens sido uma fortaleza

para mim,

um refúgio nos meus dias de aflição.

17Eu te louvarei, ó Deus,

meu defensor!

Tu és a minha fortaleza,

tu és o Deus que me ama.