Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
58

Castigo para os maus

Hino de Davi. Ao regente do coro — com a melodia de “Não Destruas”.

581Será que vocês, autoridades,

dão sentenças justas?

Será que julgam com justiça as pessoas?

2Não. Vocês só pensam em fazer o mal

e cometem crimes de violência no país.

3Os maus passam a vida

praticando o mal;

desde o dia em que nascem,

só contam mentiras.

4Estão cheios de veneno

como as cobras;

tapam os ouvidos como uma cobra

que se faz de surda,

5que não quer ouvir a voz

do encantador de serpentes.

6Ó Deus, quebra os dentes dos maus!

Ó Senhor Deus, arranca os dentes

desses leões ferozes!

7Que os maus desapareçam

como a água derramada na terra!

Que sejam esmagados como a erva

que nasce no caminho!

8Que se derretam como o caracol

na lama!

Que sejam como a criança

que nasce morta,

que nunca viu a luz do sol!

9Antes que os maus percebam

o que está acontecendo,

serão cortados como mato.

Enquanto ainda estiverem vivos,

Deus, em sua fúria terrível,

os expulsará com um sopro.

10Os bons ficarão contentes

ao verem os maus sendo castigados;

os bons lavarão os pés

no sangue deles.

11E as pessoas dirão: “De fato,

os bons são recompensados.

Realmente existe um Deus

que julga o mundo.”