Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
36

A maldade humana e a bondade de Deus

De Davi, servo do Senhor. Ao regente do coro.

361O pecado fala ao perverso

lá no fundo do seu coração.

O perverso não aprende

a temer a Deus.

36.1
Rm 3.18

2Ele se julga muito importante

e pensa que Deus não descobrirá

o seu pecado

e não o condenará.

3A conversa dele é má

e cheia de mentiras;

ele não tem juízo

e não quer fazer o bem.

4Deitado na sua cama,

ele planeja maldades.

Ele anda por caminhos

que não são bons

e nunca rejeita as coisas más.

5Ó Senhor Deus,

o teu amor chega até o céu,

e a tua fidelidade vai até as nuvens.

6A tua justiça é firme

como as grandes montanhas,

e os teus julgamentos são profundos

como o mar.

Ó Senhor Deus, tu cuidas das pessoas

e dos animais.

7Como é precioso o teu amor!

Na sombra das tuas asas,

encontramos proteção.

8Ficamos satisfeitos com a comida

que nos dás com fartura;

tu nos deixas beber do rio

da tua bondade.

9Tu és a fonte da vida,

e, por causa da tua luz,

nós vemos a luz.

10Ó Deus, continua a amar

os que te conhecem

e a fazer o bem

aos que têm um coração honesto!

11Não deixes que os orgulhosos

e os maus me pisem

e me obriguem a fugir.

12Lá estão eles, caídos;

foram derrubados

e não podem se levantar.