Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
137

Saudades da Pátria

1371Sentados na beira dos rios

da Babilônia,

chorávamos quando lembrávamos

de Jerusalém.

2Penduramos as nossas liras

nas árvores que havia ali.

3Aqueles que nos levaram

como prisioneiros

mandavam que cantássemos.

Eles diziam:

“Cantem para nós as canções de Sião.”

4Mas, em terra estrangeira,

como podemos cantar um hino

a Deus, o Senhor?

5Que nunca mais eu possa tocar harpa

se esquecer de você, ó Jerusalém!

6Que nunca mais eu possa cantar

se não lembrar de você,

se não pensar em você

como a maior alegria da minha vida!

7Lembra, Ó Senhor Deus,

do que os edomitas fizeram

no dia em que Jerusalém foi conquistada!

Lembra de como diziam:

“Arrasem Jerusalém até o chão!”

8Babilônia, você será destruída!

Feliz aquele que fizer com você

o mesmo que você fez conosco —

137.8
Ap 18.6

9aquele que pegar as suas crianças

e esmagá-las contra as pedras!