Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
135

Hino de louvor

1351Aleluia!

Louvem a Deus, o Senhor,

vocês que são seus servos,

2vocês que estão na casa dele,

no Templo do nosso Deus!

3Louvem o Senhor porque ele é bom;

cantem louvores a ele porque é bondoso.

4Pois o Senhor escolheu Jacó

para ser dele,

escolheu o povo de Israel

para ser o seu tesouro.

5Eu sei que o Senhor é grande;

o nosso Deus está acima

de todos os deuses.

6O Senhor faz o que quer,

tanto no céu como na terra,

tanto nos mares

como nos oceanos profundos.

7Dos fins da terra, ele traz as nuvens,

prepara os relâmpagos

para as tempestades

e faz com que o vento

saia dos seus depósitos.

8Foi ele quem no Egito matou

todos os primeiros filhos,

tanto dos egípcios como dos seus animais.

9Ali fez milagres e coisas maravilhosas

para castigar o rei

e todos os seus servidores.

10O Senhor Deus destruiu muitas nações

e matou reis poderosos.

11Ele matou Seom, o rei dos amorreus,

Ogue, rei de Basã,

e todos os reis de Canaã.

12E a terra desses reis ele deu

a Israel, o seu povo,

para ser propriedade deles.

13Ó Senhor, todos sempre saberão

que tu és Deus;

todas as gerações futuras

lembrarão de ti.

14O Senhor defenderá o povo de Israel;

ele terá compaixão dos seus servos.

15Os deuses das outras nações

são de prata e de ouro,

são feitos por seres humanos.

16Eles têm boca, mas não falam;

têm olhos, mas não veem.

17Têm ouvidos, mas não ouvem;

e não podem respirar.

18Que fiquem iguais a esses ídolos

aqueles que os fazem

e também os que confiam neles!

135.15-18
Sl 115.4-8
Ap 9.20

19Louve o Senhor Deus, povo de Israel!

Sacerdotes de Deus, louvem o Senhor!

20Levitas, louvem o Senhor!

Todos os que o temem, louvem o Senhor!

21Louvem o Senhor em Sião,

em Jerusalém, onde ele mora.

Aleluia!

136

Hino de gratidão

1361Deem graças a Deus, o Senhor,

porque ele é bom;

o seu amor dura para sempre.

136.1
1Cr 16.34
2Cr 5.13
7.3
Ed 3.11
Sl 100.5
106.1
107.1
118.1
Jr 33.11

2Deem graças ao mais poderoso

de todos os deuses;

o seu amor dura para sempre.

3Deem graças ao mais poderoso

de todos os senhores;

o seu amor dura para sempre.

4Somente o Senhor faz grandes milagres;

o seu amor dura para sempre.

5Pela sua sabedoria, ele fez os céus;

o seu amor dura para sempre.

136.5
Gn 1.1

6Ele pôs a terra

sobre as águas profundas;

o seu amor dura para sempre.

136.6
Gn 1.2

7Ele fez o sol e a lua;

o seu amor dura para sempre.

8Fez o sol para governar o dia;

o seu amor dura para sempre.

9Fez a lua e as estrelas

para governarem a noite;

o seu amor dura para sempre.

136.7-9
Gn 1.16

10Em cada lar dos egípcios,

Deus matou o primeiro filho;

o seu amor dura para sempre.

136.10
Êx 12.29

11Ele tirou do Egito o povo de Israel;

o seu amor dura para sempre.

136.11
Êx 12.51

12Ele os tirou com a sua mão forte

e com o seu braço poderoso;

o seu amor dura para sempre.

13Ele dividiu o mar Vermelho

em duas partes;

o seu amor dura para sempre.

14Fez com que o povo de Israel passasse

pelo meio do mar;

o seu amor dura para sempre.

15Ali, no mar, ele afogou o rei do Egito

e o seu exército;

o seu amor dura para sempre.

136.13-15
Êx 14.21-29

16Deus guiou o seu povo pelo deserto;

o seu amor dura para sempre.

17Matou reis poderosos;

o seu amor dura para sempre.

18Matou reis famosos;

o seu amor dura para sempre.

19Matou Seom, o rei dos amorreus;

o seu amor dura para sempre.

136.19
Nm 21.21-30

20E matou Ogue, rei de Basã;

o seu amor dura para sempre.

136.20
Nm 21.31-35

21Ele deu ao seu povo

as terras desses reis;

o seu amor dura para sempre.

22Deu essas terras ao povo de Israel,

seu servo;

o seu amor dura para sempre.

23Quando fomos derrotados,

Deus não esqueceu de nós;

o seu amor dura para sempre.

24Ele nos livrou dos nossos inimigos;

o seu amor dura para sempre.

25Ele dá comida aos seres humanos

e aos animais;

o seu amor dura para sempre.

26Deem graças ao Deus do céu;

o seu amor dura para sempre.

137

Saudades da Pátria

1371Sentados na beira dos rios

da Babilônia,

chorávamos quando lembrávamos

de Jerusalém.

2Penduramos as nossas liras

nas árvores que havia ali.

3Aqueles que nos levaram

como prisioneiros

mandavam que cantássemos.

Eles diziam:

“Cantem para nós as canções de Sião.”

4Mas, em terra estrangeira,

como podemos cantar um hino

a Deus, o Senhor?

5Que nunca mais eu possa tocar harpa

se esquecer de você, ó Jerusalém!

6Que nunca mais eu possa cantar

se não lembrar de você,

se não pensar em você

como a maior alegria da minha vida!

7Lembra, Ó Senhor Deus,

do que os edomitas fizeram

no dia em que Jerusalém foi conquistada!

Lembra de como diziam:

“Arrasem Jerusalém até o chão!”

8Babilônia, você será destruída!

Feliz aquele que fizer com você

o mesmo que você fez conosco —

137.8
Ap 18.6

9aquele que pegar as suas crianças

e esmagá-las contra as pedras!