Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
11

111O Senhor Deus detesta quem usa balanças desonestas, mas gosta de quem usa pesos justos.

2O orgulhoso será logo humilhado; mas com os humildes está a sabedoria.

3As pessoas direitas são guiadas pela honestidade. A perversidade dos falsos é a sua própria desgraça.

4No Dia do Julgamento, as riquezas não adiantam nada, mas a honestidade livra da morte.

5A honestidade torna mais fácil a vida dos bons, porém os maus causarão a sua própria desgraça.

6A honestidade livra o homem correto, mas o desonesto é apanhado na armadilha da sua própria ganância.

7Quando o perverso morre, a sua esperança morre com ele; a esperança dos maus dá em nada.

8O homem honesto escapa da angústia, porém o mau a recebe em lugar dele.

9As palavras dos maus destroem os outros, mas a sabedoria livra do perigo os homens corretos.

10A cidade fica contente com o sucesso das pessoas honestas, e há gritos de alegria quando morre um homem mau.

11Quando as pessoas honestas abençoam uma cidade, ela se torna importante, mas as palavras dos maus a destroem.

12É tolice tratar os outros com desprezo; o homem prudente prefere ficar calado.

13O mexeriqueiro espalha segredos, mas a pessoa séria é discreta.

14O país que não tem um bom governo cairá; com muitos conselheiros, há segurança.

15Quem ficar como fiador de qualquer um acabará chorando. Será melhor não se comprometer.

16A mulher bondosa é estimada, mas a imoral é uma vergonha.

O preguiçoso nunca terá dinheiro, mas quem tem iniciativa acaba ficando rico.

17Quem age com bondade faz bem a si mesmo, e quem pratica a maldade acaba se prejudicando.

18Os maus não ganham nada com a sua maldade, mas quem faz o que é direito na certa será recompensado.

19Quem está resolvido a agir direito viverá, e quem insiste em fazer o mal morrerá.

20O Senhor Deus detesta quem tem coração perverso, mas se alegra com as pessoas corretas.

21Os maus certamente serão castigados por Deus, mas os bons escaparão do castigo.

22A beleza na mulher sem juízo é como uma joia de ouro no focinho de um porco.

23Os planos dos bons trazem felicidade; o que os maus planejam produz ódio.

24Algumas pessoas gastam com generosidade e ficam cada vez mais ricas; outras são econômicas demais e acabam ficando cada vez mais pobres.

25Quem é generoso progride na vida; quem ajuda será ajudado.

26O comerciante que armazena mantimento, esperando preço mais alto, é amaldiçoado pelo povo; mas o que põe à venda o que tem é estimado por todos.

27Quem procura o bem é respeitado, mas quem busca o mal será vítima do mal.

28Aquele que confia nas suas riquezas cairá, porém os honestos prosperarão como as folhagens.

29Quem dirige mal a sua casa acaba sem nada. Quem não tem juízo será sempre escravo de quem é sábio.

30Uma pessoa correta traz bênçãos para a vida dos outros; quem aumenta o número de amigos é sábio.

31Assim como os bons são recompensados aqui na terra, também os pecadores e os maus são castigados.

11.31
1Pe 4.18

12

121Aquele que quer aprender gosta que lhe digam quando está errado; só o tolo não gosta de ser corrigido.

2O Senhor Deus abençoa os bons, mas condena os que planejam o mal.

3Quem pratica a maldade não tem segurança, mas quem é honesto não será abalado.

4A boa esposa é o orgulho do marido, mas a esposa que traz vergonha ao marido é como câncer nos ossos dele.

5Quem é honesto trata todos com sinceridade, mas quem é mau vive enganando os outros.

6As palavras dos maus são uma armadilha mortal, mas as palavras das pessoas corretas salvam os que estão em perigo.

7Os maus serão destruídos e não deixarão descendentes, mas a família do homem correto permanecerá.

8Quem tem compreensão recebe elogios, mas quem tem coração perverso é desprezado.

9É melhor ser uma pessoa comum e trabalhar para viver do que bancar o rico e passar fome.

10Os bons cuidam bem dos seus animais, porém o coração dos maus é cruel.

11Quem cultiva a sua terra tem comida com fartura, mas quem gasta o tempo com coisas sem importância não tem juízo.

12Os perversos querem viver daquilo que os maus conseguem, mas os bons continuam firmes fazendo o bem.

13Os maus são apanhados na armadilha das suas próprias palavras, mas os homens direitos conseguem sair das dificuldades.

14Você será recompensado pelas coisas boas que disser e receberá de volta aquilo que fizer.

15O tolo pensa que sempre está certo, mas os sábios aceitam conselhos.

16Quando o tolo é ofendido, logo todos ficam sabendo, mas quem é prudente faz de conta que não foi insultado.

17Quando a verdade é dita, a justiça é feita; mas a mentira produz a injustiça.

18As palavras do falador ferem como pontas de espada, mas as palavras do sábio podem curar.

19A mentira tem vida curta, mas a verdade vive para sempre.

20Aqueles que planejam o mal acabarão mal, porém os que trabalham para o bem dos outros encontrarão a felicidade.

21Nada de ruim acontece com os homens honestos, porém os maus só encontram dificuldades.

22O Senhor Deus detesta os mentirosos, porém ama os que dizem a verdade.

23A pessoa prudente esconde a sua sabedoria, mas os tolos anunciam a sua própria ignorância.

24O homem esforçado mandará nos outros, mas o preguiçoso se tornará escravo.

25As preocupações roubam a felicidade da gente, mas as palavras amáveis nos alegram.

26Quem é direito serve de guia para o seu companheiro, porém os maus se perdem pelo caminho.

27O preguiçoso não consegue o que deseja, mas o homem trabalhador ficará rico.

28A honradez é o caminho para a vida, mas a falta de juízo é a estrada para a morte.

13

131O filho sábio aceita os ensinamentos do pai, mas o que zomba de tudo nunca reconhece que está errado.

2Os bons serão recompensados pelo que dizem; os traiçoeiros só desejam a violência.

3Quem toma cuidado com o que diz está protegendo a sua própria vida, mas quem fala demais destrói a si mesmo.

4Por mais que o preguiçoso deseje alguma coisa, ele não conseguirá, mas a pessoa esforçada consegue o que deseja.

5Os homens honestos odeiam a mentira, porém os maus dizem coisas indecentes e vergonhosas.

6A justiça protege os inocentes, mas a maldade do pecador o leva à desgraça.

7Algumas pessoas não têm nada, mas fazem de conta que são ricas; outras têm muito dinheiro, mas fingem que são pobres.

8O rico tem de usar o seu dinheiro para pagar o resgate por sua vida, mas ninguém ameaça o pobre.

9Os homens corretos são como uma luz brilhante, porém os maus são como uma vela que está se apagando.

10O orgulho só traz brigas; é mais sábio pedir conselhos.

11A riqueza que é fácil de ganhar é fácil de perder; quanto mais difícil for para ganhar, mais você terá.

12A esperança adiada faz o coração ficar doente, mas o desejo realizado enche o coração de vida.

13Quem despreza os bons conselhos acabará mal, mas quem os segue será recompensado.

14Os ensinamentos das pessoas sábias são uma fonte de vida; eles ajudam a evitar as armadilhas da morte.

15Quem tem juízo ganha o respeito de todos, mas quem não merece confiança está caminhando para a desgraça.

16O homem sensato sempre pensa antes de agir, mas o tolo anuncia a sua ignorância.

17O mensageiro perverso causa a desgraça, mas o de confiança traz a paz.

18Quem rejeita a correção acabará pobre e na desgraça, mas quem aceita a repreensão é respeitado.

19Como é bom conseguir o que a gente deseja!

Os que não têm juízo não querem abandonar o mal.

20Quem anda com os sábios será sábio, mas quem anda com os tolos acabará mal.

21A desgraça persegue os pecadores por toda parte, porém as pessoas corretas serão recompensadas com a prosperidade.

22O homem bom terá uma herança para deixar para os seus netos, mas a riqueza dos pecadores ficará para as pessoas honestas.

23As terras dos pobres produzem boas colheitas, mas os homens desonestos não deixam que elas sejam aproveitadas.

24Quem não castiga o filho não o ama. Quem ama o filho castiga-o enquanto é tempo.

25As pessoas direitas têm bastante para comer, porém os maus passam fome.