Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
6

Leis para os nazireus

61O Senhor Deus disse a Moisés:

2— Fale com os israelitas e diga o seguinte: qualquer homem ou mulher que fizer uma promessa especial de ser nazireu e dedicar-se ao serviço do Senhor Deus, 3não deverá beber vinho nem cerveja. Não deverá beber nenhum tipo de vinho, nem qualquer outra bebida feita de suco de uvas; não comerá uvas frescas nem passas.

6.3
Lc 1.15
4Enquanto for nazireu, não comerá nada que venha da parreira, nem mesmo as sementes ou as cascas das uvas.

5— Durante todo o tempo do seu voto de nazireu, não deverá cortar o cabelo, nem fazer a barba. Até acabar o tempo que ele separou para se dedicar ao serviço de Deus, ele se dedicará somente ao Senhor e deixará crescer completamente o cabelo. 6-7O seu cabelo é um sinal da sua dedicação ao serviço de Deus. Por isso ele não deve se tornar impuro, chegando perto de algum morto, mesmo que seja o corpo do seu pai, ou da sua mãe, ou do seu irmão, ou da sua irmã. 8Enquanto for nazireu, ele está separado para o serviço de Deus, o Senhor.

9— Se alguém morrer de repente perto dele e fizer com que o seu cabelo de nazireu fique impuro, então sete dias depois ele deverá rapar a cabeça e fazer a barba e assim ficará puro. 10No oitavo dia deverá trazer duas rolas ou dois pombinhos para o sacerdote na entrada da Tenda Sagrada. 11O sacerdote apresentará um deles como oferta para tirar pecados e o outro como oferta que vai ser completamente queimada, para conseguir o perdão do pecado que cometeu quando chegou perto do morto. Naquele mesmo dia o nazireu dedicará de novo o seu cabelo. 12Então dedicará de novo ao serviço de Deus, o Senhor, o seu tempo como nazireu. Esse tempo em que o seu cabelo se tornou impuro não será contado. E, como oferta para tirar a culpa, ele trará um carneirinho de um ano.

13— A lei para o nazireu, quando chegar o fim do tempo da sua dedicação ao serviço de Deus, será esta: ele irá até a porta da Tenda 14e entregará a Deus, o Senhor, três animais sem defeito, isto é, um carneirinho de um ano como sacrifício que vai ser completamente queimado, uma ovelhinha de um ano como sacrifício para tirar pecados e um carneiro como oferta de paz. 15Ele também oferecerá uma cesta de pães feitos sem fermento, isto é, pães grandes de farinha misturada com azeite e pães pequenos e achatados, com um pouco de azeite passado por cima; e também apresentará as ofertas de cereais e as ofertas de vinho.

16— O sacerdote apresentará tudo isso diante de Deus, o Senhor, e oferecerá o seu sacrifício para tirar pecados e a oferta que será completamente queimada. 17Ele apresentará ao Senhor o carneiro como oferta de paz e também oferecerá a cesta de pães feitos sem fermento. Ele dará ainda as ofertas de cereais e as ofertas de vinho. 18Na porta da Tenda o nazireu rapará a cabeça, pegará o cabelo e o colocará no fogo onde está sendo queimada a oferta de paz.

19— Então, depois que o quarto dianteiro do carneiro estiver assado, o sacerdote o pegará e colocará nas mãos do nazireu, junto com dois pães tirados da cesta, um grande e um pequeno (Isso será feito depois que o nazireu rapar a cabeça.). 20Depois o sacerdote apresentará essas coisas como uma oferta especial a Deus, o Senhor. São uma oferta sagrada para o sacerdote junto com o peito e a coxa do carneiro, que, pela lei, pertencem ao sacerdote. Depois disso o nazireu poderá beber vinho.

21— Essa é a lei para quem faz o voto de dedicar-se como nazireu ao serviço de Deus, o Senhor. Porém, se um nazireu prometer uma oferta além do que o seu voto de nazireu exige, então deverá cumprir o que prometeu.

6.13-21
At 21.23-24

A bênção do sacerdote

22O Senhor Deus disse a Moisés:

23— Fale com Arão e com os seus filhos e diga-lhes que abençoem o povo de Israel do seguinte modo:

24“Que o Senhor os abençoe e os guarde;

25que o Senhor os trate com bondade e misericórdia;

26que o Senhor olhe para vocês com amor e lhes dê a paz.”

27E Deus disse:

— Assim, Arão e os seus filhos pedirão as minhas bênçãos para o povo de Israel, e eu os abençoarei.