Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
3

Mensagem contra as autoridades e os profetas

31Escutem, líderes e autoridades de Israel! Vocês deviam praticar a justiça 2e, no entanto, odeiam o bem e amam o mal. Vocês tiram a pele do meu povo e arrancam a carne dos seus ossos. 3Vocês devoram o meu povo: arrancam a pele, quebram os ossos e cortam a carne em pedaços, como se faz com a carne que vai ser cozinhada. 4Virá o dia em que vocês clamarão ao Senhor Deus, mas ele não os atenderá; vocês fazem o que é mau, e por isso ele não ouvirá as suas orações.

5Os profetas enganam o povo. Para os que lhes pagam eles prometem paz, mas ameaçam com guerra os que não lhes dão nada. O Senhor diz a esses profetas:

6— Em vez de visões vocês terão a escuridão, e em vez de revelações haverá somente trevas para vocês. A luz do dia vai desaparecer para vocês, e a escuridão da noite cairá sobre vocês. 7Os adivinhos e os que dizem o que vai acontecer no futuro passarão vergonha. Não receberão resposta de Deus e por isso ficarão desmoralizados.

8Mas, quanto a mim, o Espírito do Senhor me dá poder, amor pela justiça e coragem para condenar os pecados e as maldades do povo de Israel. 9Escutem, líderes e autoridades de Israel! Vocês odeiam o que é bom e torcem a justiça. 10Vocês estão construindo Jerusalém, a cidade santa, sobre um alicerce de injustiças e de crimes de sangue. 11As autoridades de Jerusalém aceitam dinheiro para torcer a justiça, os sacerdotes cobram para ensinar a Lei, e os profetas exigem pagamento para adivinhar o futuro. Mas mesmo assim eles afirmam que recebem ajuda de Deus. Eles dizem: “Nenhum mal vai acontecer porque o Senhor está do nosso lado.”

12Portanto, por causa de vocês, Jerusalém vai virar um montão de pedras, o monte Sião vai ser arado como um campo, e o lugar onde fica o Templo se tornará uma floresta.

3.12
Jr 26.18

4

O reinado de paz de Deus, o Senhor

Isaías 2.2-4

41No futuro, o monte do Templo do Senhor

será o mais alto de todos,

ficando acima de todos os montes.

Todas as nações irão correndo para lá,

2e esses povos dirão:

“Vamos subir o monte do Senhor,

vamos ao Templo do Deus de Israel.

Ele nos ensinará o que devemos fazer,

e nós andaremos nos seus caminhos.

Pois os ensinamentos do Senhor vêm de Jerusalém;

é do monte Sião que ele fala ao seu povo.”

3Ele será juiz entre muitos povos

e decidirá questões entre grandes nações distantes.

Os povos transformarão as suas espadas em arados

e as suas lanças em foices.

Nunca mais as nações farão guerra,

nem se prepararão novamente para batalhas.

4.3
Is 2.4
Jl 3.10

4Todos viverão seguros,

e cada um descansará calmamente

debaixo das suas figueiras e das suas parreiras.

Esta é a promessa do Senhor Todo-Poderoso.

4.4
Zc 3.10

5As outras nações adoram e obedecem aos seus deuses;

mas, quanto a nós, o Senhor é o nosso Deus,

e nós o adoraremos e lhe obedeceremos para sempre.

Deus salvará o seu povo

6O Senhor Deus diz:

— Virá o dia em que eu reunirei aqueles que sofrem, todos os que eu castiguei, quando os expulsei da sua pátria. 7Trarei de volta dos países distantes todos os que estiverem vivos e farei deles uma nação poderosa. Eu, o Senhor, reinarei no monte Sião, e, daquele tempo em diante e para sempre, eles serão novamente o meu povo. 8E Jerusalém, o lugar de onde eu, como pastor de ovelhas, olho e cuido do meu povo, voltará a ser a capital do país, a cidade mais importante de Israel.

9Jerusalém, por que é que você está chorando como uma mulher que está com dores de parto? Será que é porque você não tem rei e os seus conselheiros morreram? 10Jerusalém, torça-se de dor e grite como uma mulher que está dando à luz, pois os seus moradores vão sair e morar nos campos e depois irão até a Babilônia. Mas o Senhor os salvará e os livrará do poder dos inimigos.

11Muitas nações se reuniram para atacar Jerusalém. Essa gente diz: “Jerusalém deve ser destruída e profanada!” 12Mas eles não sabem o que o Senhor está pensando e planejando. Não sabem que ele os reuniu para os castigar, como se ajuntam as espigas para pisá-las e separar o trigo da palha.

13O Senhor Deus diz:

— Povo de Jerusalém, levante-se e ataque os inimigos! Eu darei a vocês a força de um touro com chifres de ferro e cascos de bronze. Vocês destruirão muitos povos e oferecerão a mim, o Senhor do mundo inteiro, as riquezas que eles conquistaram pela força.

5

51Povo de Jerusalém, prepare-se para se defender, pois as tropas inimigas estão cercando a cidade e querem matar o rei de Israel!

Deus promete um rei para o seu povo

2O Senhor Deus diz:

— Belém-Efrata, você é uma das menores cidades de Judá, mas do seu meio farei sair aquele que será o rei de Israel. Ele será descendente de uma família que começou em tempos antigos, num passado muito distante.

5.2
Mt 2.6
Jo 7.42

3Deus vai entregar os israelitas nas mãos do inimigo, que os dominará até que nasça o filho da mulher que está para dar à luz. Então os israelitas que estão no cativeiro voltarão a se reunir com os seus patrícios na Terra Prometida. 4O rei virá e será o pastor do seu povo, governando-o com a força que o Senhor lhe dará e em nome do Senhor, o seu glorioso Deus. O seu povo viverá em segurança, pois o seu poder alcançará os lugares mais distantes do mundo. 5E ele trará a paz.

Quando os assírios invadirem o nosso país e conquistarem as nossas fortalezas, nós mandaremos para lutar contra eles os nossos líderes mais importantes. 6Estes invadirão a terra de Ninrode, isto é, a Assíria, e a conquistarão. E assim, quando os assírios atacarem o nosso país, o rei nos salvará.

5.6
Gn 10.8-11

7Os israelitas que continuarem vivos serão para os outros povos como o sereno que o Senhor manda sobre a terra, como a chuva que cai nas plantas. Eles contarão com a ajuda de Deus e não com a dos seres humanos. 8Os israelitas que continuarem vivos serão no meio dos outros povos como um leão entre os animais selvagens, como um leão novo que ataca um rebanho de ovelhas e as agarra e despedaça, sem que ninguém as possa salvar. 9Assim o povo de Israel conquistará e matará todos os seus inimigos.

10O Senhor diz ao povo de Israel:

— Naquele dia, matarei os seus cavalos e destruirei os seus carros de guerra. 11Deixarei em ruínas as cidades e derrubarei as fortalezas. 12Acabarei com as suas feitiçarias e os deixarei sem adivinhos. 13Destruirei os seus ídolos e as colunas do deus Baal, e vocês nunca mais adorarão objetos feitos por vocês mesmos.

14Derrubarei todos os postes da deusa Aserá e destruirei as cidades. 15Na minha ira, no meu furor, eu me vingarei de todas as nações que me desobedeceram.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]