Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
22

A festa de casamento

Lucas 14.15-24

221De novo Jesus usou parábolas para falar ao povo. Ele disse:

2— O Reino do Céu é como um rei que preparou uma festa de casamento para seu filho. 3Depois mandou os empregados chamarem os convidados, mas eles não quiseram vir. 4Então mandou outros empregados com o seguinte recado: “Digam aos convidados que tudo está preparado para a festa. Já matei os bezerros e os bois gordos, e tudo está pronto. Que venham à festa!”

5— Mas os convidados não se importaram com o convite e foram tratar dos seus negócios: um foi para a sua fazenda, e outro, para o seu armazém. 6Outros agarraram os empregados, bateram neles e os mataram. 7O rei ficou com tanta raiva, que mandou matar aqueles assassinos e queimar a cidade deles. 8Depois chamou os seus empregados e disse: “A minha festa de casamento está pronta, mas os convidados não a mereciam. 9Agora vão pelas ruas e convidem todas as pessoas que vocês encontrarem.”

10— Então os empregados saíram pelas ruas e reuniram todos os que puderam encontrar, tanto bons como maus. E o salão de festas ficou cheio de gente. 11Quando o rei entrou para ver os convidados, notou um homem que não estava usando roupas de festa 12e perguntou: “Amigo, como é que você entrou aqui sem roupas de festa?”

— Mas o homem não respondeu nada. 13Então o rei disse aos empregados: “Amarrem os pés e as mãos deste homem e o joguem fora, na escuridão. Ali ele vai chorar e ranger os dentes de desespero.”

22.13
Mt 8.12
25.30
Lc 13.28

14E Jesus terminou, dizendo:

— Pois muitos são convidados, mas poucos são escolhidos.

A pergunta sobre os impostos

Marcos 12.13-17; Lucas 20.20-26

15Os fariseus saíram e fizeram um plano para conseguir alguma prova contra Jesus. 16Então mandaram que alguns dos seus seguidores e alguns membros do partido de Herodes22.16 Partido formado de judeus que queriam que um dos descendentes do rei Herodes governasse, em vez do Governador romano. fossem dizer a Jesus:

— Mestre, sabemos que o senhor é honesto, ensina a verdade sobre a maneira de viver que Deus exige e não se importa com a opinião dos outros, nem julga pela aparência. 17Então o que o senhor acha: é ou não é contra a nossa Lei pagar impostos ao Imperador romano?

18Mas Jesus percebeu a malícia deles e respondeu:

— Hipócritas! Por que é que vocês estão procurando uma prova contra mim? 19Tragam a moeda com que se paga o imposto!

Trouxeram a moeda, 20e ele perguntou:

— De quem são o nome e a cara que estão gravados nesta moeda?

21Eles responderam:

— São do Imperador.

Então Jesus disse:

— Deem ao Imperador o que é do Imperador e deem a Deus o que é de Deus.

22Eles ficaram admirados quando ouviram isso. Então deixaram Jesus e foram embora.

A pergunta sobre a ressurreição

Marcos 12.18-27; Lucas 20.27-40

23Naquele mesmo dia chegaram perto de Jesus alguns saduceus, afirmando que ninguém ressuscita.

22.23
At 23.8
24Eles disseram a Jesus:

— Mestre, Moisés ensinou assim: “Se um homem morrer e deixar a esposa sem filhos, o irmão dele deve casar com a viúva, para terem filhos, que serão considerados filhos do irmão que morreu.”

22.24
Dt 25.5
25Acontece que havia entre nós sete irmãos. O mais velho casou e morreu sem deixar filhos. Assim, ele deixou a viúva para o segundo irmão. 26A mesma coisa aconteceu com este, e também com o terceiro, e, finalmente, com todos os sete. 27Depois de todos eles, a mulher também morreu. 28Portanto, no dia da ressurreição, de qual dos sete a mulher vai ser esposa? Pois todos eles casaram com ela!

29Jesus respondeu:

— Como vocês estão errados, não conhecendo nem as Escrituras Sagradas nem o poder de Deus! 30Pois, quando os mortos ressuscitarem, serão como os anjos do céu, e ninguém casará. 31E, quanto à ressurreição dos mortos, será que vocês nunca leram o que Deus disse? Ele afirmou: 32“Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó.” E Deus não é Deus dos mortos e sim dos vivos.

22.32
Êx 3.6

33Quando a multidão ouviu isso, ficou admirada com o ensinamento dele.

O mandamento mais importante

Marcos 12.28-34; Lucas 10.25-28

34Os fariseus se reuniram quando souberam que Jesus tinha feito os saduceus calarem a boca. 35E um deles, que era mestre da Lei, querendo conseguir alguma prova contra Jesus, perguntou:

36— Mestre, qual é o mais importante de todos os mandamentos da Lei?

37Jesus respondeu:

— “Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a alma e com toda a mente.”

22.37
Dt 6.5
38Este é o maior mandamento e o mais importante. 39E o segundo mais importante é parecido com o primeiro: “Ame os outros como você ama a você mesmo.”
22.39
Lv 19.18
40Toda a Lei de Moisés e os ensinamentos dos Profetas se baseiam nesses dois mandamentos.

A pergunta sobre o Messias

Marcos 12.35-37; Lucas 20.41-44

41Quando os fariseus estavam reunidos, Jesus perguntou a eles:

42— O que vocês pensam sobre o Messias? De quem ele é descendente?

— De Davi! — responderam eles.

43Jesus tornou a perguntar:

— Então, por que é que Davi, inspirado pelo Espírito Santo, chama o Messias de Senhor? Pois Davi disse:

44“O Senhor Deus disse ao meu Senhor:

‘Sente-se do meu lado direito,

até que eu ponha os seus inimigos

debaixo dos seus pés.’ ”

22.44
Sl 110.1

45Portanto, se Davi chama o Messias de Senhor, como é que o Messias pode ser descendente de Davi?

46Ninguém podia responder mais nada, e daquele dia em diante não tiveram coragem de lhe fazer mais perguntas.