Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
2

Ofertas de cereais

21Quando um homem oferecer cereais ao Senhor Deus, deverá moer o cereal, tirando dele a melhor farinha. Depois de misturar azeite e incenso na farinha, 2ele a entregará aos sacerdotes, que são descendentes de Arão. Um dos sacerdotes pegará um punhado da farinha com o azeite e o incenso e o queimará no altar para lembrar que a oferta toda é dada a Deus. É uma oferta de alimento que tem um cheiro agradável ao Senhor. 3O resto da oferta de cereais é dos sacerdotes, que são descendentes de Arão; é a parte mais sagrada, pois foi tirada da oferta dada a Deus, o Senhor.

4Se a oferta de cereais forem pães assados no forno, eles deverão ser feitos da melhor farinha, mas sem fermento. Os pães podem ser grandes, feitos de farinha misturada com azeite, ou então pequenos e achatados, passando-se um pouco de azeite por cima.

5Se a oferta forem pães assados na grelha, eles deverão ser feitos de farinha misturada com azeite, mas sem fermento. 6Quando fizer a oferta, o homem deverá partir o pão em pedaços e derramar azeite em cima.

7Se a oferta forem pães assados na frigideira, eles deverão ser feitos de farinha misturada com azeite.

8Apresente a Deus, o Senhor, essas ofertas de cereais; entregue ao sacerdote, e ele as levará ao altar. 9Ele pegará uma pequena parte da oferta e a queimará no altar para lembrar que a oferta toda é dada a Deus. É uma oferta de alimento que tem um cheiro agradável ao Senhor. 10O resto da oferta de cereais é dos sacerdotes, que são descendentes de Arão; é a parte mais sagrada, pois foi tirada da oferta dada a Deus, o Senhor.

11Nenhuma oferta de cereais será preparada com fermento; nem fermento nem mel deverão ser usados em nenhuma oferta apresentada a Deus, o Senhor. 12Ofereça ao Senhor os cereais que forem colhidos primeiro; mas essa oferta não será queimada no altar. 13Tempere com sal todas as ofertas de cereais, pois o sal representa a aliança que Deus fez com o seu povo. Toda oferta de cereais deverá ser temperada com sal. 14Quando a primeira parte da colheita de cereais for oferecida a Deus, o Senhor, leve grãos de espigas verdes, esmagados e torrados no fogo. 15Ponha azeite e incenso em cima dessa oferta. 16Aí o sacerdote queimará no altar uma parte dessa oferta de cereais, junto com o azeite e o incenso, para lembrar que a oferta toda é dada a Deus, o Senhor.

3

Ofertas de paz

31Quando um homem apresentar a Deus, o Senhor, uma oferta de paz, se o animal for tirado do gado, poderá ser um touro ou uma vaca, mas precisará ser sem defeito. 2Em frente da Tenda Sagrada o homem porá a mão na cabeça do animal e o matará. Os sacerdotes, que são descendentes de Arão, borrifarão os quatro lados do altar com o sangue. 3E um dos sacerdotes apresentará ao Senhor como uma oferta de alimento toda a gordura que cobre os miúdos, 4os dois rins com a gordura que os cobre e também a melhor parte do fígado, que ele tirará junto com os rins. 5Os sacerdotes queimarão tudo isso no altar, junto com a oferta queimada que foi posta em cima da lenha que está no altar. É uma oferta de alimento que tem um cheiro agradável a Deus, o Senhor.

6Se o homem oferecer a Deus, o Senhor, um animal do seu rebanho como oferta de paz, o animal poderá ser macho ou fêmea, mas precisará ser sem defeito. 7Se a oferta ao Senhor for um carneirinho, 8o homem porá a mão na cabeça do animal e o matará em frente da Tenda Sagrada. Os sacerdotes, que são descendentes de Arão, borrifarão os quatro lados do altar com o sangue. 9Um dos sacerdotes apresentará ao Senhor como uma oferta de alimento a gordura do animal, o rabo inteiro, que será cortado bem perto da espinha, a gordura que cobre os miúdos, 10os dois rins e a gordura que os cobre e também a melhor parte do fígado, que ele tirará junto com os rins. 11E o sacerdote queimará tudo isso no altar como uma oferta de alimento a Deus, o Senhor.

12Se a oferta ao Senhor for um cabrito, 13o homem porá a mão na cabeça do animal e o matará em frente da Tenda Sagrada. Os sacerdotes, que são descendentes de Arão, borrifarão os quatro lados do altar com o sangue. 14Um dos sacerdotes apresentará ao Senhor como uma oferta de alimento a gordura que cobre os miúdos do animal, 15e os dois rins, e a gordura que os cobre, e também a melhor parte do fígado, que ele tirará junto com os rins. 16E o sacerdote queimará tudo isso no altar como uma oferta de alimento que tem um cheiro agradável. Toda a gordura pertence a Deus, o Senhor. 17Por isso os israelitas, em todos os lugares onde morarem, não comerão nem a gordura nem o sangue. Essa é uma lei que deverá ser obedecida para sempre por vocês e pelos seus descendentes.

4

O sacrifício pelos pecados do Grande Sacerdote

41O Senhor Deus mandou que Moisés 2dissesse aos israelitas o que deveria fazer a pessoa que, sem querer, quebrasse uma das leis do Senhor e fizesse o que é proibido.

3Se o Grande Sacerdote cometer um pecado, tornando assim o povo culpado, ele, para tirar o pecado, oferecerá a Deus, o Senhor, um touro novo sem defeito. 4Ele levará o animal até a entrada da Tenda Sagrada, porá a mão na cabeça do animal e o matará ali na presença do Senhor. 5Em seguida pegará uma parte do sangue do animal e a levará para dentro da Tenda. 6Ali ele molhará um dedo no sangue e na presença do Senhor borrifará o sangue sete vezes em frente da cortina do Lugar Santo. 7Depois, ainda na presença do Senhor, ele porá um pouco do sangue nas pontas do altar que está dentro da Tenda, onde o incenso sagrado é queimado. O resto do sangue ele derramará na base do altar onde os sacrifícios são queimados, em frente da Tenda. 8O sacerdote tirará toda a gordura do animal, isto é, a gordura dos miúdos, 9os dois rins e a gordura que os cobre e também a melhor parte do fígado, que ele tirará junto com os rins, 10do mesmo jeito que se tira tudo isso do touro sacrificado como uma oferta de paz. E o sacerdote queimará tudo no altar de ofertas queimadas. 11Mas ele pegará o couro do animal, a carne toda, a cabeça, as pernas, os miúdos e também os intestinos, 12e os levará para fora do acampamento, até um lugar puro, onde são jogadas as cinzas, e ali queimará o animal todo em cima da lenha.

O sacrifício pelos pecados do povo

Números 15.22-26

13Pode acontecer que o povo todo, sem querer, quebre uma das leis de Deus, o Senhor, fazendo o que é proibido. Nesse caso, se forem culpados, sem saber que pecaram, 14logo que reconhecerem que pecaram, levarão um touro novo para oferecer em sacrifício a fim de tirar o pecado e o apresentarão em frente da Tenda Sagrada. 15Ali, na presença do Senhor, os líderes porão as mãos na cabeça do animal e o matarão. 16Depois o Grande Sacerdote levará uma parte do sangue do animal para dentro da Tenda. 17Ele molhará o dedo no sangue e na presença do Senhor borrifará o sangue sete vezes em frente da cortina, no Lugar Santo. 18Depois, ainda na presença do Senhor, ele porá um pouco do sangue nas pontas do altar que está dentro da Tenda; o resto do sangue ele derramará na base do altar onde os sacrifícios são queimados, em frente da Tenda. 19Em seguida ele tirará toda a gordura do animal, e queimará essa gordura no altar, 20e fará com esse animal o mesmo que fez com aquele que ele ofereceu para tirar o seu próprio pecado. O sacerdote oferecerá esse sacrifício para conseguir o perdão de pecados, e o povo será perdoado. 21Por fim, como fez com o outro touro novo, o sacerdote levará esse touro novo para fora do acampamento e o queimará. Essa é a oferta para tirar o pecado do povo.

O sacrifício pelo pecado de uma autoridade

22Se um homem que ocupa uma posição de autoridade quebrar, sem querer, uma das leis de Deus e for culpado de fazer aquilo que o Senhor, nosso Deus, mandou que não se fizesse, 23logo que for avisado do pecado que cometeu, ele trará como sua oferta a Deus um bode sem defeito. 24O homem porá a mão na cabeça do animal e na presença do Senhor o matará no lado norte do altar, onde são mortos os animais que são queimados. Esta é a oferta para tirar o seu pecado. 25Então o sacerdote molhará o dedo no sangue do animal, e o porá nas pontas do altar onde os animais são queimados, e derramará o resto do sangue na base do altar. 26Como no caso da oferta de paz, toda a gordura do bode será queimada no altar. Assim, o sacerdote oferecerá o sacrifício para conseguir o perdão de pecados, e o homem será perdoado.

O sacrifício pelos pecados de uma pessoa

27Se uma pessoa do povo, sem querer, quebrar uma das leis de Deus e for culpada de fazer aquilo que o Senhor proibiu, 28logo que for avisada de que cometeu o pecado, trará como sua oferta a Deus uma cabra sem defeito, para tirar o pecado que cometeu. 29A pessoa porá a mão na cabeça do animal e o matará no lado norte do altar, onde são mortos os animais que são queimados em sacrifício. 30O sacerdote molhará o dedo no sangue do animal, e o porá nas pontas do altar onde os animais são queimados, e derramará o resto do sangue na base do altar. 31Depois ele tirará toda a gordura do animal e queimará essa gordura no altar, como costuma fazer com a oferta de paz. O cheiro dessa oferta é agradável a Deus, o Senhor. Assim, o sacerdote oferecerá o sacrifício para conseguir o perdão de pecados, e a pessoa será perdoada.

4.27-31
Nm 15.27-28

32Se uma pessoa trouxer uma ovelha como oferta para tirar o seu pecado, o animal deverá ser sem defeito. 33Essa pessoa porá a mão na cabeça da ovelha e no lado norte do altar, onde são mortos os animais que são queimados, ela matará a ovelha como um sacrifício para tirar o seu pecado. 34O sacerdote molhará o dedo no sangue da ovelha, e o porá nas pontas do altar onde os animais são queimados, e derramará o resto do sangue na base do altar. 35Como costuma fazer com a oferta de paz, o sacerdote tirará toda a gordura da ovelha e queimará essa gordura no altar, em cima das ofertas que foram queimadas em sacrifício a Deus, o Senhor. Assim, o sacerdote oferecerá o sacrifício para conseguir o perdão de pecados, e a pessoa será perdoada.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]