Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
20

As cidades para fugitivos

Números 35.6-28; Deuteronômio 4.41-43; 19.1-13

201O Senhor Deus ordenou a Josué:

2— Diga ao povo de Israel: “Escolham algumas cidades para fugitivos. Eu falei dessas cidades a vocês por meio de Moisés. 3A pessoa que, sem querer ou por engano, matar alguém poderá fugir para uma dessas cidades, para escapar do parente da vítima, que está procurando vingança. 4O fugitivo irá ao lugar de julgamento na entrada da cidade e explicará aos líderes o que aconteceu. Então eles o deixarão ficar na cidade e lhe darão um lugar para morar ali. 5O povo da cidade não entregará o fugitivo ao parente que está procurando vingança. Eles protegerão o fugitivo porque matou alguém sem querer e não por ódio. 6O fugitivo ficará na cidade até ser julgado na presença do povo dali e até que morra o Grande Sacerdote que estiver servindo naquele tempo. Aí poderá voltar para a sua cidade, a cidade de onde fugiu.”

7Como cidades para fugitivos escolheram Quedes, na Galileia, na região montanhosa de Naftali; Siquém, na região montanhosa de Efraim; e Quiriate-Arba (ou Hebrom), na região montanhosa de Judá. 8A leste do rio Jordão, no planalto a leste de Jericó, no deserto, escolheram Bezer, da tribo de Rúben; Ramote, em Gileade, da tribo de Gade; e Golã, em Basã, da tribo de Manassés. 9Estas foram as cidades para fugitivos escolhidas para todo o povo de Israel e para todos os estrangeiros que moravam no meio dos israelitas. Qualquer pessoa que, sem querer, matasse alguém podia encontrar proteção nessas cidades. Essa pessoa não podia ser morta pelo parente que procurava vingança. Ela era julgada ali na presença do povo da cidade.

20.1-9
Nm 35.6-32
Dt 4.41-43
19.1-13

21

As cidades dos levitas

1Crônicas 6.54-81

211-2Os chefes das famílias dos levitas foram até a cidade de Siló, na terra de Canaã. Ali falaram com o sacerdote Eleazar, com Josué, filho de Num, e com os chefes das famílias de todas as tribos de Israel. Eles disseram:

— O Senhor Deus ordenou, por meio de Moisés, que nos dessem cidades para morar e também pastos ao redor delas para o nosso gado.

21.2
Nm 35.1-8

3E os israelitas, obedecendo à ordem de Deus, o Senhor, deram das suas terras cidades e pastos para os levitas.

4As famílias dos coatitas foram as primeiras a receber cidades. Os levitas que eram descendentes do sacerdote Arão receberam treze cidades das tribos de Judá, Simeão e Benjamim. 5Os outros coatitas receberam dez cidades das famílias das tribos de Efraim e de Dã e da metade oeste da tribo de Manassés.

6Os gersonitas receberam treze cidades das famílias das tribos de Issacar, Aser, Naftali e da metade da tribo de Manassés que estava em Basã, a leste do Jordão.

7As famílias dos meraritas receberam doze cidades das tribos de Rúben, Gade e Zebulom.

8O povo de Israel, por meio de sorteio, separou para os levitas essas cidades e os pastos ao redor delas, como o Senhor havia ordenado por meio de Moisés.

9São citadas a seguir as cidades das tribos de Judá e de Simeão que foram dadas 10aos descendentes de Arão que eram do grupo de famílias de Coate, filho de Levi. As terras dos coatitas foram as primeiras a serem sorteadas. 11Deram a essas famílias a cidade de Quiriate-Arba (Arba foi o pai de Anaque), que é Hebrom, na região montanhosa de Judá, e os pastos ao seu redor. 12Mas os campos em volta da cidade e os seus povoados tinham sido dados a Calebe, filho de Jefoné, como sua propriedade.

13Aos descendentes de Arão deram Hebrom com os seus pastos. Esta era uma das cidades para os fugitivos que tivessem matado alguém. Deram também as cidades de Libna, 14Jatir, Estemoa, 15Holom, Debir, 16Aim, Jutá e Bete-Semes, com os seus pastos. Ao todo nove cidades das tribos de Judá e de Simeão. 17Da tribo de Benjamim deram quatro cidades: Gibeão, Geba, 18Anatote e Almom. 19Ao todo foram dadas treze cidades com os seus pastos aos sacerdotes, que eram descendentes de Arão.

20Para as outras famílias coatitas, que eram levitas, eles deram algumas cidades da tribo de Efraim. 21Essas famílias receberam Siquém e os seus pastos na região montanhosa de Efraim. Siquém era uma das cidades para os fugitivos que tivessem matado alguém. Os coatitas receberam também Gezer, 22Quibzaim e Bete-Horom, com os seus pastos. Ao todo quatro cidades. 23Da tribo de Dã eles receberam quatro cidades: Elteque, Gibetom, 24Aijalom e Gate-Rimom, com os seus pastos. 25Da metade oeste da tribo de Manassés eles receberam duas cidades: Taanaque e Gate-Rimom, com os seus pastos. 26Essas famílias coatitas receberam ao todo dez cidades com os seus pastos.

27Os gersonitas, que eram outra família de levitas, receberam da metade leste da tribo de Manassés a cidade de Golã, em Basã, com os seus pastos. Esta era uma das cidades para os fugitivos que tivessem matado alguém. Os gersonitas receberam também a cidade de Beesterá com os seus pastos. 28Da tribo de Issacar eles receberam quatro cidades: Quisião, Daberate, 29Jarmute e En-Ganim, com os seus pastos. 30Da tribo de Aser eles receberam quatro cidades: Misal, Abdom, 31Helcate e Reobe, com os seus pastos. 32Da tribo de Naftali receberam a cidade de Quedes, na Galileia, com os seus pastos. Quedes era uma cidade para os fugitivos que tivessem matado alguém. Os gersonitas receberam também Hamote-Dor e Cartã, com os seus pastos. Ao todo três cidades. 33As várias famílias dos gersonitas receberam ao todo treze cidades com os seus pastos.

34Os outros levitas, isto é, as famílias meraritas, receberam da tribo de Zebulom quatro cidades: Jocneão, Cartá, 35Dimna e Naalal, com os seus pastos. 36Da tribo de Rúben eles receberam quatro cidades: Bezer, Jasa, 37Quedemote e Mefaate, com os seus pastos. 38Da tribo de Gade eles receberam Ramote, em Gileade, com os seus pastos. Ramote era uma das cidades para os fugitivos que tivessem matado alguém. Os meraritas receberam também Maanaim, 39Hesbom e Jazer, com os seus pastos. Ao todo quatro cidades. 40Esses levitas, isto é, as várias famílias meraritas, receberam doze cidades ao todo.

41Das terras dos israelitas foram dadas aos levitas, ao todo, quarenta e oito cidades com os seus pastos. 42Cada uma dessas cidades tinha pastos ao seu redor.

O povo de Israel toma posse da terra

43Assim o Senhor Deus deu aos israelitas toda a terra que havia prometido aos seus antepassados. E, quando tomaram posse da terra, eles passaram a morar nela. 44O Senhor lhes deu paz com os povos vizinhos, conforme havia prometido aos seus antepassados. Nenhum dos inimigos conseguiu resistir, pois o Senhor deu ao povo de Israel a vitória sobre eles. 45O Senhor cumpriu todas as boas promessas que havia feito ao povo de Israel.

22

A volta das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste

221Então Josué reuniu o povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste 2e disse:

— Vocês têm feito tudo o que Moisés, servo do Senhor, mandou e têm obedecido a todas as minhas ordens também.

22.2
Nm 32.20-32
Js 1.12-15
3Durante todo esse tempo, até hoje, vocês não abandonaram os seus irmãos israelitas. Vocês têm obedecido com cuidado aos mandamentos do Senhor. 4Agora o Senhor, o Deus de vocês, deu aos seus irmãos israelitas a paz, como havia prometido. Voltem, pois, para a terra que vocês conquistaram do outro lado do rio Jordão, a terra que Moisés, servo do Senhor, lhes deu. 5Obedeçam com muito cuidado ao mandamento e à lei que Moisés, servo do Senhor, lhes deu. Amem o Senhor, o Deus de vocês, façam a vontade dele, obedeçam aos seus mandamentos, fiquem ligados com ele e o sirvam com todo o coração e com toda a alma.

6Aí Josué os abençoou e se despediu deles. E eles voltaram para casa.

7Moisés tinha dado terras a leste do rio Jordão, em Basã, a uma das metades da tribo de Manassés. Mas para a outra metade Josué tinha dado terras a oeste do rio, junto com as outras tribos. Quando Josué se despediu deles, abençoou-os 8e disse:

— Vocês estão voltando para casa muito ricos, com muito gado, prata, ouro, bronze, ferro e grande quantidade de roupas. Repartam com os seus irmãos israelitas aquilo que vocês tomaram dos inimigos.

9Então o povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste voltou para casa. Eles deixaram os outros israelitas em Siló, na terra de Canaã, e foram para Gileade, a terra deles, que haviam conquistado conforme o Senhor tinha ordenado por meio de Moisés.

O altar na beira do Jordão

10Quando chegaram a Gelilote, do lado oeste do rio Jordão, as duas tribos e meia construíram ali um altar grande, que podia ser visto de longe.

11Os israelitas das outras tribos ouviram falar disso e comentavam:

— Escutem! O povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste construiu um altar em Gelilote, do nosso lado do rio Jordão!

12Quando o povo de Israel ouviu isso, todos se reuniram em Siló para fazer guerra contra eles.

13Então o povo de Israel enviou Fineias, filho do sacerdote Eleazar, à terra de Gileade, para falar com o povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste. 14Junto com Fineias foram dez líderes, um de cada uma das tribos de Israel. 15Eles foram até a terra de Gileade para falar com o povo de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste. Eles disseram:

16— Todo o povo de Deus reunido mandou dizer isto: “Por que vocês fizeram essa traição contra o Deus de Israel? Por que se revoltaram contra o Senhor, construindo vocês mesmos esse altar? Será que não estão mais seguindo o Senhor?

22.16
Dt 12.13-14
17Vocês não lembram do pecado cometido em Peor, quando o Senhor castigou o seu povo? Nós ainda estamos sofrendo por causa disso. Será que aquele pecado não bastava?
22.17
Nm 25.1-9
18Será que agora vão deixar de seguir o Senhor? Se hoje vocês se revoltarem contra o Senhor, amanhã ele ficará irado com todo o povo de Israel. 19Agora, se acham que a terra de vocês é impura, então passem para cá, para a terra de Deus, o Senhor, onde está a Tenda Sagrada em que ele mora. Peçam um pedaço de terra aqui do nosso lado. Porém não se revoltem contra o Senhor nem contra nós, construindo vocês mesmos outro altar além do altar do Senhor, nosso Deus. 20Lembrem que Acã, filho de Zera, não quis obedecer ao mandamento a respeito das coisas que deviam ser destruídas, e todo o povo de Israel foi castigado por causa disso. E Acã não foi o único que morreu por causa do seu pecado.”
22.20
Js 7.1-26

21Então o povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste respondeu aos chefes das famílias de Israel:

22— Deus é o Poderoso! Ele é o Senhor! Deus é o Poderoso! Ele é o Senhor! Ele sabe por que fizemos isso, e fiquem sabendo vocês também. Se nós nos revoltamos e se não fomos fiéis ao Senhor, não nos deixem continuar a viver. 23Nós não construímos o nosso altar para oferecer sacrifícios a serem completamente queimados, nem para colocar sobre ele ofertas de cereais ou ofertas de paz. Que o Senhor mesmo nos castigue se construímos este altar para desobedecer a ele! 24Pelo contrário, fizemos isso porque ficamos com medo de que um dia os descendentes de vocês venham a dizer aos nossos: “Que ligação vocês têm com o Senhor, o Deus de Israel? 25O Senhor pôs o rio Jordão como divisa entre nós e vocês, tribos de Rúben e de Gade. Vocês não têm nada a ver com Deus, o Senhor.” E assim os descendentes de vocês poderiam fazer com que os nossos descendentes deixassem de adorar o Senhor. 26Por isso o altar que construímos não foi para apresentar ofertas a serem completamente queimadas, nem para oferecer sacrifícios. 27Pelo contrário, queríamos que fosse um sinal para nós, e para vocês, e para os nossos descendentes depois de nós. Seria um sinal para adorarmos o Senhor com as nossas ofertas a serem completamente queimadas, com sacrifícios de animais e com ofertas de paz. Isso foi feito para evitar que um dia os seus descendentes venham a dizer aos nossos: “Vocês não têm nenhuma ligação com o Senhor.” 28Nós pensamos que, se um dia isso acontecer, os nossos descendentes poderão dizer: “Vejam! Os nossos antepassados fizeram um altar igual ao altar de Deus, o Senhor. Ele não foi construído a fim de apresentarmos ofertas a serem completamente queimadas nem sacrifícios de animais, mas a fim de ser um sinal para nós e para vocês.” 29Nunca tivemos a intenção de nos revoltar contra o Senhor, nem pensamos em deixar de segui-lo. Nós não iríamos construir um altar para apresentar ofertas a serem completamente queimadas ou ofertas de cereais, nem para oferecer sacrifícios de animais. Nunca faríamos outro altar além do altar do Senhor, nosso Deus, que fica em frente da Tenda onde ele mora.

30O sacerdote Fineias, os líderes do povo e os chefes das famílias de Israel que estavam com ele ouviram o que disse o povo das tribos de Rúben, de Gade e de Manassés do Leste e ficaram satisfeitos. 31E Fineias, filho do sacerdote Eleazar, disse ao povo de Rúben, de Gade e de Manassés:

— Agora sabemos que o Senhor está entre nós, pois vocês não se revoltaram contra ele. Vocês salvaram o povo de Israel do castigo do Senhor.

32Então Fineias e os líderes deixaram a gente de Rúben e de Gade na região de Gileade, voltaram para a terra de Canaã e contaram tudo ao povo de Israel. 33O que disseram agradou aos israelitas. Então eles louvaram a Deus e não pensaram mais em fazer guerra, nem em destruir a terra onde a gente de Rúben e de Gade estava morando. 34E a gente das tribos de Rúben e de Gade chamou o altar de “Testemunha” porque disseram: “É uma testemunha entre nós de que o Senhor é Deus.”