Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
10

A derrota dos amorreus

101Adoni-Zedeque, rei de Jerusalém10.1 Nessa época a cidade de Jerusalém pertencia aos jebuseus., ouviu dizer que Josué havia tomado e destruído completamente a cidade de Ai e matado o seu rei. E ouviu dizer que o mesmo havia acontecido com Jericó e o seu rei. Também soube que os gibeonitas tinham feito um acordo de paz com os israelitas e que viviam entre eles. 2Os moradores de Jerusalém ficaram com muito medo, pois a cidade de Gibeão era tão grande como qualquer outra governada por um rei. E era maior ainda do que Ai, e os seus homens eram soldados corajosos. 3Então Adoni-Zedeque enviou mensageiros a Hoão, rei de Hebrom, e a Pirã, rei de Jarmute, e a Jafia, rei de Laquis, e a Debir, rei de Eglom, com a seguinte mensagem:

4— Venham me ajudar a atacar Gibeão porque o povo de lá fez um acordo de paz com Josué e com o povo de Israel.

5E esses cinco reis amorreus — de Jerusalém, Hebrom, Jarmute, Laquis e Eglom — ajuntaram-se com todos os seus exércitos e cercaram e atacaram a cidade de Gibeão.

6Os gibeonitas então mandaram dizer a Josué no acampamento de Gilgal:

— Não abandone a gente! Venha depressa nos ajudar e salvar! Todos os reis amorreus que moram nas montanhas se ajuntaram contra nós!

7Então Josué e todo o seu exército partiram de Gilgal. 8E o Senhor Deus lhe disse:

— Não fique com medo desses reis, pois eu já lhe dei a vitória. Nenhum deles será capaz de resistir.

9Josué saiu de Gilgal e marchou a noite toda, subindo sempre. Ele atacou de surpresa. 10E o Senhor Deus fez com que os inimigos ficassem apavorados quando viram os exércitos de Israel. Assim os israelitas os derrotaram completamente em Gibeão e os perseguiram na descida de Bete-Horom, combatendo até Azeca e Maquedá. 11E, enquanto eles fugiam dos israelitas, correndo na descida de Bete-Horom até Azeca, o Senhor jogou do céu grandes pedras de gelo sobre os inimigos, e eles foram mortos. E morreram mais pessoas com essa chuva de pedras do que no combate com os israelitas.

12No dia em que o Senhor deu a vitória aos israelitas na luta contra os amorreus, Josué falou com ele. E, na presença dos israelitas, disse:

“Sol, fique parado sobre Gibeão!

Lua, pare sobre o vale de Aijalom!”

13O sol ficou parado,

e a lua também parou,

até que o povo se vingou dos seus inimigos.

Estas palavras estão escritas no Livro do Justo.

O sol ficou parado no meio do céu e atrasou a sua descida por quase um dia inteiro.

10.13
2Sm 1.18
14Nunca tinha havido e nunca mais houve um dia como este, um dia em que o Senhor obedeceu à voz de um homem. Isso aconteceu porque o Senhor combatia a favor de Israel.

15Depois disso Josué e o seu exército voltaram ao acampamento de Gilgal.

16Os cinco reis escaparam e se esconderam na caverna de Maquedá, 17mas foram descobertos. E Josué ficou sabendo que estavam escondidos lá.

18Então disse:

— Rolem algumas pedras grandes até a entrada da caverna e ponham alguns guardas. 19Mas não fiquem lá. Persigam os inimigos e ataquem os que ficarem para trás. Não deixem que eles voltem para as suas cidades porque o Senhor, nosso Deus, já os entregou a vocês para serem mortos.

20Josué e os soldados de Israel os mataram até acabar com quase todos eles. Os que escaparam ficaram dentro das suas cidades protegidas por muralhas. 21Então todos os soldados de Israel voltaram sãos e salvos para o acampamento de Maquedá, onde Josué estava. E ninguém tinha coragem de dizer nada contra os israelitas.

22Depois Josué disse:

— Tirem as pedras da entrada da caverna e tragam aqui os cinco reis.

23E isso foi feito. Tiraram da caverna os reis de Jerusalém, Hebrom, Jarmute, Laquis e Eglom 24e os levaram a Josué. Josué chamou os homens de Israel e ordenou aos oficiais do exército que tinham ido com ele:

— Venham aqui e ponham os pés no pescoço destes reis.

Eles fizeram isso. 25Aí Josué disse:

— Não tenham medo; não percam a coragem. Sejam fortes e corajosos porque o Senhor fará isso com todos os inimigos que vocês enfrentarem.

26Então Josué matou os reis e os pendurou em cinco postes de madeira. E eles ficaram pendurados ali até o anoitecer. 27Ao pôr do sol, Josué mandou que eles fossem tirados dos postes e jogados na caverna onde se haviam escondido. E puseram na entrada grandes pedras, que estão lá até hoje.

Outras vitórias de Josué

28Nesse mesmo dia Josué atacou e tomou Maquedá. Matou o rei e todos os moradores da cidade; ninguém ficou vivo. Ele fez com o rei de Maquedá o mesmo que havia feito com o rei de Jericó.

29Em seguida Josué e o seu exército foram de Maquedá até a cidade de Libna e atacaram. 30O Senhor Deus também deu aos israelitas a vitória sobre essa cidade e sobre o seu rei. Eles mataram todos os moradores e fizeram com o rei de Libna o mesmo que haviam feito com o rei de Jericó.

31Josué e o seu exército foram de Libna a Laquis. Eles cercaram e atacaram a cidade. 32No segundo dia de combate, o Senhor deu aos israelitas a vitória sobre a cidade de Laquis. E, como haviam feito em Libna, também em Laquis mataram todas as pessoas. 33Então Horã, rei de Gezer, saiu para ajudar Laquis. Porém Josué derrotou o rei de Gezer e o seu povo; não deixou ninguém vivo.

34Depois Josué e o seu exército foram de Laquis até Eglom. Eles cercaram e atacaram a cidade 35e a tomaram no mesmo dia. E mataram todos, como haviam feito em Laquis.

36Aí Josué e o seu exército subiram de Eglom até a cidade de Hebrom. Atacaram 37e tomaram a cidade de Hebrom. Mataram o rei e todos os moradores de Hebrom e das cidades vizinhas. Josué mandou que destruíssem completamente a cidade, como tinham feito com Eglom. Ninguém ficou vivo.

38Então Josué e o seu exército voltaram e atacaram Debir. 39Tomaram a cidade, o seu rei e também todas as cidades vizinhas, matando todas as pessoas dali. Josué fez com Debir e com o seu rei o mesmo que havia feito com Hebrom e Libna e com os seus reis.

40Assim Josué conquistou toda aquela terra. Derrotou os reis que moravam nas montanhas, na região sul, nas planícies e ao pé das montanhas. Ele não deixou ninguém vivo; todos foram mortos. Era isso o que o Senhor, o Deus de Israel, havia mandado. 41Josué os derrotou desde Cades-Barneia até Gaza e toda a região de Gosém até Gibeão. 42O Senhor, o Deus de Israel, lutava pelo seu povo, e por isso Josué dominou todos esses reis e as suas terras numa só guerra. 43Depois disso Josué e o seu exército voltaram para o acampamento de Gilgal.