Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
21

Resposta de Jó

Cap. 21

Não me queixo de nenhum ser humano

211Então em resposta Jó disse:

2“O melhor consolo que vocês me podem dar

é escutar com atenção as minhas palavras.

3Tenham paciência enquanto falo;

depois que eu terminar, vocês podem zombar de mim.

4Não é de nenhum ser humano que me queixo

e é por isso que estou tão impaciente.

5Se vocês olharem para mim,

porão a mão na boca, assustados.

6Quando penso no que aconteceu, fico perturbado,

e o meu corpo todo treme.

Os maus cantam e se divertem

7“Por que será que os maus continuam vivos?

Por que chegam ricos à velhice?

8Eles têm filhos e netos

e vivem para vê-los bem-crescidos ao seu redor.

9Nada ameaça a segurança dos seus lares,

e Deus não os castiga.

10O seu gado se reproduz sem problemas,

dando crias sem nunca abortar.

11Os seus filhos correm como carneirinhos

e pulam de alegria;

12eles cantam e se divertem ao som de pandeiros, liras e flautas.

13Os maus têm sempre do bom e do melhor

e morrem em paz, sem sofrimento.

14“No entanto, a Deus eles dizem:

‘Deixa-nos em paz;

não queremos saber das tuas leis.

15Quem é o Deus Todo-Poderoso para que o adoremos?

Que adianta fazer orações a ele?’

16Os maus dizem que progridem pelos seus próprios esforços,

mas eu não aceito o seu modo de pensar.

Que o pecador receba castigo

17“Quando foi que se apagou a luz dos perversos?

Quantas vezes algum deles caiu na desgraça?

Será que Deus alguma vez ficou irado com eles e os fez sofrer?

18Quando foi que ele os espalhou como a palha

ou como a poeira que é levada pela ventania?

19“Vocês dizem que Deus castiga o filho

pelos pecados do pai.

Mas é o pai que deveria ser castigado

para que aprendesse a lição.

20Que o pecador receba o seu próprio castigo,

que ele sinta o peso da ira do Todo-Poderoso!

21Mas, se ele já está morto,

se já está no outro mundo,

que lhe importa que a sua família sofra?

22Por acaso, alguém pode dar lições ao Todo-Poderoso,

que julga até os seres celestiais?

23“Alguns homens levam uma vida feliz e tranquila

e morrem ricos,

24com saúde e cheios de força.

25Outros, ao contrário, nunca provaram um momento de felicidade

e morrem com o coração cheio de amargura.

26Mas uns e outros acabam morrendo,

são sepultados e ficam cobertos de vermes.

Meus amigos, as suas consolações são vazias

27“Eu conheço os pensamentos de vocês

e sei que pensam mal de mim.

28Vocês perguntam:

‘Onde está agora a casa daquele grande homem

que vivia uma vida de pecado?’

29“Será que vocês não têm conversado com pessoas que viajam?

Vocês não têm ouvido as suas histórias?

30Essas pessoas dizem que, quando Deus fica irado e castiga,

o homem mau sempre escapa.

31Ninguém o acusa das maldades que comete;

ninguém o faz pagar pelos seus atos.

32Ele é levado para o cemitério

e posto numa sepultura bem-guardada.

33Milhares de pessoas acompanham o corpo,

e até a terra que o cobre é leve.

34“Meus amigos, as suas consolações são vazias;

tudo o que vocês dizem é mentira.”

22

Terceiro diálogo

Caps. 22—27

Terceira fala de Elifaz

Cap. 22

Você cometeu muitos pecados

221Então Elifaz, da região de Temã, em resposta disse:

2“Será que uma pessoa, por mais sábia que seja,

poderia ser útil para Deus?

3Será que interessa ao Todo-Poderoso que você seja honesto?

Que lucro tem ele se você é correto em todas as coisas?

22.2-3
Jó 35.6-8

4Se ele o castiga e o chama para prestar contas,

não é porque você o adora com todo o respeito,

5mas sim porque cometeu muitos pecados,

e as suas maldades não têm conta.

6Como garantia de um pequeno empréstimo,

você ficava com as roupas dos seus patrícios

e assim os deixava nus.

7Você não dava água para as pessoas cansadas

nem comida aos que tinham fome.

8Você usou a sua posição e o seu poder

para se tornar o dono da terra.

9Você roubou e maltratou os órfãos

e nunca ajudou as viúvas.

10Por isso, agora você está cercado de perigos,

e, de repente, o medo toma conta de você.

11A escuridão é tanta, que você não enxerga nada,

e uma enchente o arrasta.

Você quer andar no caminho dos maus?

12“Deus está nas alturas do céu;

ele olha para baixo e vê as estrelas,

embora elas estejam lá no alto.

13Mas você pergunta: ‘Será que Deus sabe alguma coisa?

As nuvens escuras ficam no meio;

como é que ele pode nos julgar?’

14Jó, você acha que as grossas nuvens não deixam que Deus nos veja,

quando ele está passeando pelo céu?

15“Será que você quer andar nos caminhos

que os maus têm seguido desde os tempos antigos?

16Eles morreram de repente,

como se fossem levados por uma enchente.

17A Deus eles diziam:

‘Deixa-nos em paz!’

E comentavam:

‘O que pode o Todo-Poderoso fazer em nosso favor?’

18Foi Deus quem encheu de coisas boas as casas dos maus,

porém eu não quero pensar como eles.

19As pessoas honestas ficam alegres,

e as corretas riem,

20ao verem que as riquezas dos maus são destruídas

e que as sobras são devoradas pelo fogo.

Faça as pazes com Deus

21“Jó, faça as pazes com Deus,

deixe de tratá-lo como inimigo,

e assim ele dará a você tudo o que há de bom.

22Deixe que Deus o ensine

e guarde as palavras dele no seu coração.

23Se você voltar para o Todo-Poderoso e se humilhar,

se você acabar com a maldade que há na sua casa,

24se o ouro mais precioso não tiver valor para você

e for como o pó ou as pedrinhas do ribeirão,

25então o Todo-Poderoso será o seu ouro puro,

será a sua prata mais preciosa.

26Ele será a sua alegria,

e você poderá olhar para ele com confiança.

27Ele ouvirá as suas orações,

e você lhe dará o que prometer.

28Tudo o que você fizer dará certo,

e a luz brilhará no seu caminho.

29Deus rebaixa os orgulhosos,

mas salva os humildes.

30Ele o salvará se você for inocente,

se for correto em tudo o que fizer.”

23

Resposta de Jó

Caps. 23—24

Gostaria de saber onde encontrar Deus

231Porém em resposta Jó disse:

2“Eu ainda estou revoltado e me queixo de Deus;

não posso parar de gemer.

3Gostaria de saber onde encontrá-lo;

gostaria de ir até o lugar onde ele está,

4para levar a ele a minha causa

e apresentar todas as razões que tenho a meu favor.

5Gostaria de saber o que ele me diria

e como me responderia.

6Será que Deus usaria todo o seu poder contra mim?

Não! Estou certo de que ele me ouviria.

7Sou um homem honesto.

Eu poderia apresentar a minha causa a ele,

e de uma vez por todas ele me declararia inocente.

Eu procuro Deus

8“Eu procuro no Leste, mas Deus não está ali;

e não o encontro no Oeste.

9E também não o vejo

quando age no Norte ou se esconde no Sul.

10Mas Deus conhece cada um dos meus passos;

se ele me puser à prova,

verá que sairei puro como o ouro.

11Eu sigo o caminho que ele me mostra

e nunca me desvio para lado nenhum.

12Obedeço aos mandamentos de Deus;

sempre faço a sua vontade e não a minha.

Deus fará comigo o que planejou fazer

13“Deus faz o que quer;

quando ele decide fazer alguma coisa,

ninguém pode impedir.

14Ele levará até o fim o que planejou fazer comigo

e também realizará todos os seus outros planos.

15Por isso, eu perco a coragem na presença dele

e, quando penso nisso, fico apavorado.

16-17A escuridão me deixou cego;

mas é o Deus Todo-Poderoso quem me põe medo,

e não a escuridão.