Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
18

O pote de barro

181O Senhor Deus me disse:

2— Desça até a casa onde fazem potes de barro, e lá eu lhe darei a minha mensagem.

3Então eu fui e encontrei o oleiro trabalhando com o barro sobre a roda de madeira. 4Quando o pote que o oleiro estava fazendo não ficava bom, ele pegava o barro e fazia outro, conforme queria.

5Aí o Senhor me disse:

6— Será que eu não posso fazer com o povo de Israel o mesmo que o oleiro faz com o barro? Vocês estão nas minhas mãos assim como o barro está nas mãos do oleiro. Sou eu, o Senhor, quem está falando.

18.1-6
Is 29.16
45.9
64.8
7Em qualquer momento, posso dizer que vou arrancar, derrubar ou destruir qualquer nação ou reino. 8Mas, se essa nação ou esse reino abandonar a sua maldade, então eu mudarei de ideia a respeito daquilo que tinha prometido fazer. 9Mas eu também posso dizer que vou fundar ou construir qualquer nação ou reino. 10Mas, se essa nação fizer o que é mau e não me obedecer, então eu mudarei de ideia a respeito daquilo que tinha prometido fazer. 11Portanto, Jeremias, diga ao povo de Judá e aos moradores de Jerusalém que estou fazendo planos contra eles e me preparando para castigá-los. Diga que deixem de fazer o que é mau e que melhorem a sua maneira de viver e de agir. 12Eles vão responder: “Não adianta; nós vamos seguir os nossos planos. Todos nós vamos agir de acordo com a teimosia e a maldade do nosso coração.”

O povo rejeita a Deus

13“Portanto, eu, o Senhor, digo:

Perguntem a todas as nações

se, por acaso, já houve alguma coisa igual.

O povo de Israel fez uma coisa horrível!

14Será que alguma vez deixou de haver neve

nas altas rochas dos montes Líbanos?

Por acaso, secam as suas águas frias

que correm montanha abaixo?

15Mas o meu povo tem esquecido de mim

e queima incenso aos ídolos.

No caminho em que deviam andar, eles tropeçam.

Não seguem os caminhos antigos,

mas vão por atalhos que não estão marcados.

16Eles fizeram desta terra uma coisa horrorosa,

que será desprezada para sempre.

Todos os que passarem ficarão espantados

e balançarão a cabeça.

17Eu espalharei o meu povo diante dos inimigos,

como o pó que é soprado pelo vento leste.

Virarei as costas para eles

e não os ajudarei quando a desgraça chegar.”

O plano para matar Jeremias

18Aí o povo disse:

— Vamos dar um jeito de nos livrarmos de Jeremias! Pois sempre haverá sacerdotes para nos ensinar, sábios para nos dar conselhos e profetas para anunciar a mensagem de Deus. Vamos fazer acusações contra ele e deixar de ouvir o que ele diz.

19Então eu orei assim:

— Ó Senhor Deus, ouve-me e escuta o que os meus inimigos estão dizendo contra mim. 20Por acaso, é com o mal que se paga o bem? No entanto, eles cavaram um buraco para que eu caia nele. Lembra que fui falar contigo em favor deles, pedindo que não fizesses nada contra eles enquanto estavas irado. 21Mas, agora, ó Deus, deixa que os filhos deles morram de fome ou que sejam mortos na guerra. Que as mulheres percam os seus maridos e filhos, que os homens morram de doenças, e que os moços sejam mortos na guerra! 22Manda que uma quadrilha ataque de surpresa as suas casas e que eles gritem de medo. Pois cavaram um buraco para eu cair nele e armaram armadilhas para me pegar. 23Mas tu, ó Senhor, conheces todos os planos que eles fizeram para me matar. Não perdoes a maldade deles; não apagues o seu pecado. Joga-os no chão, derrotados. Trata-os assim enquanto estás irado.