Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
13

A roupa estragada

131O Senhor Deus me mandou comprar uma roupa de baixo, isto é, um calção novo, e vesti-lo. Mas disse que eu não o lavasse antes. 2Eu fiz o que o Senhor mandou: comprei o calção e vesti. 3Aí o Senhor falou comigo outra vez. Ele disse:

4— Vá até o rio Eufrates e esconda o calção num buraco na rocha.

5Eu fui e o escondi perto do rio Eufrates, como o Senhor havia mandado. 6Algum tempo depois, o Senhor me disse que voltasse ao rio e apanhasse o calção que ele me havia mandado esconder ali. 7Voltei lá, procurei e achei o lugar onde o havia escondido. Mas o calção tinha apodrecido e não prestava mais.

8Então o Senhor me falou de novo. Ele disse:

9— É assim que eu vou destruir o orgulho do povo de Judá e o grande orgulho de Jerusalém. 10Esse povo mau não quer ouvir o que eu digo e sempre foi teimoso. Eles adoram e seguem outros deuses. Por isso, vão ficar como essa roupa, que não presta mais para nada. 11E, assim como o calção fica bem justo na cintura, eu gostaria que todo o povo de Israel e de Judá ficasse bem perto de mim. Eu queria que eles fossem o meu povo para darem louvor e glória ao meu nome; mas eles não quiseram me obedecer.

A jarra de vinho

12Deus me disse:

— Jeremias, fale ao povo de Israel que eu, o Senhor, estou dizendo: Toda jarra de vinho deve ficar bem cheia. Eles vão dizer que sabem muito bem que toda jarra de vinho deve ficar bem cheia. 13Diga-lhes então que eu, o Senhor, vou encher de vinho o povo desta terra até que todos fiquem bêbados: os reis, que são descendentes de Davi, os sacerdotes, os profetas e todo o povo de Jerusalém. 14Então quebrarei todos, tanto os velhos quanto os jovens, como se quebram os jarros que são jogados uns contra os outros. Destruirei essa gente sem dó, sem piedade e sem misericórdia.

Orgulho e castigo

15Povo de Israel,

é Deus quem está falando.

Sejam humildes e prestem atenção.

16Confessem os seus pecados ao Senhor, seu Deus,

antes que ele faça vir a escuridão,

e, no escuro, vocês tropecem nas montanhas.

Vocês esperam a luz,

mas ele a mudará em sombras escuras,

ele a transformará em profunda escuridão.

17Se vocês não prestarem atenção,

eu chorarei em segredo por causa do seu orgulho.

Chorarei amargamente,

derramarei lágrimas

porque o povo de Deus foi levado como prisioneiro.

18Deus me disse mais isto:

— Diga ao rei e à mãe do rei que desçam dos seus tronos porque as suas lindas coroas caíram da sua cabeça. 19As cidades da região sul estão cercadas pelos inimigos, e ninguém pode chegar lá. Todo o povo de Judá foi levado prisioneiro, foram todos levados para fora do país.

20— Olhe, povo de Jerusalém! Os inimigos vêm vindo do Norte! Onde estão as pessoas que foram entregues para que vocês cuidassem delas? Onde está o povo que é o seu lindo rebanho? 21O que é que vocês vão dizer quando aqueles que vocês pensavam que eram seus amigos forem colocados acima de vocês, como seus governadores? Vocês vão sentir dores como a mulher que está dando à luz. 22Jerusalém, você pode perguntar a você mesma: “Por que aconteceu isso comigo? Por que arrancaram as minhas roupas? Por que abusaram de mim?” Então fique sabendo que é porque os seus pecados são muitos.

23— Por acaso, um homem preto pode mudar a cor da sua pele ou um leopardo tirar as suas manchas? Se isso fosse possível, vocês, que só sabem fazer o mal, também poderiam aprender a fazer o bem. 24Deus os espalhará como a palha que voa quando sopra o vento do deserto. 25O Senhor Deus disse que esta será a recompensa de vocês; é isso que vão receber porque vocês o esqueceram e confiaram em falsos deuses. 26Deus mesmo arrancará as roupas de vocês e os fará passar vergonha. 27Deus tem visto vocês fazendo coisas que ele detesta. Como um homem que anda atrás da mulher do seu vizinho, como um cavalo que procura a égua, assim vocês vão atrás de deuses pagãos nas montanhas e nos campos. O povo de Jerusalém está condenado! Quando é que vocês vão se purificar?