Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
51

Palavras de consolo para Jerusalém

511O Senhor Deus diz:

“Escutem, os que procuram a salvação,

os que pedem a minha ajuda!

Lembrem da rocha da qual foram cortados,

da pedreira de onde foram tirados.

2Pensem no seu antepassado Abraão

e em Sara, de quem vocês são descendentes.

Abraão não tinha filhos quando eu o chamei,

mas eu o abençoei e lhe dei muitos descendentes.

51.2
Gn 12.1-3

3Eu, o Senhor, terei compaixão de Jerusalém

e de todas as suas casas que estão em ruínas.

Eu farei com que as suas terras secas virem um jardim,

como o jardim que plantei na região do Éden.

Ali haverá alegria e felicidade,

haverá música e cânticos de louvor a mim.

51.3
Gn 2.8
Ez 36.35

4“Escute, meu povo,

dê atenção ao que eu vou dizer:

Vou dar as minhas leis às nações,

e os meus mandamentos serão uma luz para os povos.

5Virei logo salvá-los;

está chegando o dia da minha vitória,

e eu governarei todos os povos.

Nações distantes esperam por mim

e confiam em mim para protegê-las.

6Olhem para o céu, lá em cima,

olhem para a terra, aqui embaixo.

O céu desaparecerá como fumaça,

a terra ficará gasta como uma roupa velha,

e os seus moradores morrerão como se fossem moscas.

Mas a minha vitória será total,

o meu poder durará para sempre.

51.6
Sl 102.25-28
Mt 24.35

7“Escutem, vocês que sabem o que é direito,

que têm a minha lei no seu coração!

Não fiquem com medo quando forem ofendidos,

não se aborreçam quando os outros zombarem de vocês.

8Pois eles desaparecerão como uma roupa de lã

destruída pelas traças.

Mas a minha vitória será total,

o meu poder durará para sempre.”

9Acorda, ó Senhor, acorda!

Salva-nos com o teu grande poder,

como fizeste antigamente,

no tempo dos nossos antepassados.

Tu cortaste Raabe51.9 Monstro que representava as forças da desordem e do mal; às vezes era maneira de falar a respeito do Egito (Is 30.7; ver também Jó 9.13, nota). em pedaços,

tu mataste aquele monstro do mar.

10Tu fizeste o mar secar,

secaste as águas profundas;

no meio do mar, abriste um caminho

para que por ele passasse o povo que salvaste.

51.10
Êx 14.21-22

11Aqueles a quem o Senhor salvar voltarão para casa,

voltarão cantando para Jerusalém

e ali viverão felizes para sempre.

A alegria e a felicidade os acompanharão,

e não haverá mais tristeza nem choro.

51.11
Is 35.10

12O Senhor diz ao seu povo:

“Eu, eu mesmo, lhes dou forças.

Então, por que vocês têm medo de pessoas,

de seres mortais que não duram mais do que a palha?

13Por que esquecem o Senhor, o seu Criador,

aquele que estendeu o céu e firmou a terra?

Por que estão sempre com medo de inimigos cruéis,

que os perseguem e estão prontos para destruí-los?

Que pode fazer a fúria deles contra vocês?

14Logo os prisioneiros serão postos em liberdade;

eles não morrerão, nem passarão fome.

15“Eu, o Senhor, sou o Deus de vocês.

Eu agito o mar e faço as suas ondas rugirem.

O meu nome é Senhor, o Todo-Poderoso.

16Eu dei a vocês os meus ensinamentos

e com a minha mão eu os protejo.

Eu, que estendi o céu e firmei a terra,

digo aos moradores de Jerusalém:

‘Vocês são o meu povo.’ ”

O sofrimento de Jerusalém vai terminar

17Acorde, Jerusalém, acorde e levante-se!

O Senhor fez com que você bebesse o vinho da sua ira;

você bebeu tudo e ficou bêbada.

51.17
Ap 14.10
16.19

18De todos os seus filhos,

de todos aqueles que você criou,

não houve um só que pegasse você pela mão

e que a ajudasse a andar.

19Você sofreu duas desgraças:

a sua terra foi arrasada pelos inimigos,

e a guerra e a fome mataram os seus moradores.

Quem tem pena de você?

Quem procura consolá-la?

20Os seus moradores desmaiam de fome

e estão caídos nas esquinas das ruas;

são como carneiros selvagens presos nas redes dos caçadores.

Eles caíram por causa da ira do Senhor,

por causa do castigo do seu Deus.

21Pobre Jerusalém!

Você está bêbada, mas não por ter bebido vinho.

22Agora, escute o que diz o seu Senhor e Deus,

aquele que vai defender a causa do seu povo.

O Senhor diz:

“Agora estou tirando das suas mãos

o copo cheio da minha ira,

o copo que fez você ficar bêbada.

Você nunca mais beberá dele.

23Darei esse copo aos seus inimigos,

aos que lhe disseram:

‘Deite-se no chão, que vamos pisar em cima de você.’

Você se deitou, e eles a pisaram,

como se você fosse o pó da rua.”