Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
27

271Naquele dia, o Senhor pegará a espada,

a sua espada enorme, forte e pesada,

e ferirá o monstro Leviatã,

a serpente que se torce e se enrola;

o Senhor matará o monstro27.1 O autor faz referência a dois monstros de lendas antigas que aqui representam as nações que dominavam Israel. que vive no mar.

27.1
Jó 41.1
Sl 74.14
104.26

2Naquele dia, o Senhor dirá:

“Cantem louvores à minha bela plantação de uvas27.2 Plantação de uvas é uma figura do povo de Deus (ver Is 5.1-7); no versículo 4 os espinheiros e o mato representam os inimigos de Israel.!

3Eu cuido dela e sempre a rego;

eu a vigio de dia e de noite

para que ninguém a estrague.

4Não estou mais irado com ela;

se os espinheiros e o mato a ameaçarem,

eu os atacarei e destruirei com fogo.

5Se os inimigos do meu povo querem a minha proteção,

então que façam as pazes comigo,

sim, que façam as pazes comigo.”

6Chegará o dia em que o povo de Israel,

como uma árvore viçosa,

criará raízes, brotará, e florescerá,

e dará frutas que encherão o mundo inteiro.

7O Senhor não castigou os israelitas tão duramente

como castigou os inimigos deles;

os israelitas que Deus matou foram poucos,

mas os assassinos deles que ele matou foram muitos.

8Ele castigou o seu povo,

enviando-os como prisioneiros para outro país.

Ele os expulsou com o seu sopro forte,

tão forte como o vento leste.

9Mas os pecados do povo serão perdoados,

e a sua culpa será tirada.

Isso acontecerá quando o povo destruir os altares pagãos

e fizer as suas pedras virarem pó,

como se fossem pedras de cal,

e quando destruir todos os postes da deusa Aserá e os altares de incenso.

10A cidade protegida por muralhas está vazia;

ninguém mais mora ali,

e ela parece um deserto.

Virou pasto para o gado,

onde os animais pastam e descansam.

11Os galhos das árvores estão secos e quebrados;

as mulheres os apanham para fazer fogo.

Esse povo não entende nada,

e por isso Deus, o seu Criador,

não terá dó nem piedade deles.

12Naquele dia, o Senhor Deus vai tirar o seu povo do meio de todos os outros povos, desde o rio Eufrates até a fronteira do Egito. Como o trigo é malhado e os grãos são separados da palha, assim os israelitas serão todos separados e ajuntados um por um.

13Naquele dia, uma grande trombeta será tocada, e os israelitas que estavam perdidos na Assíria e os que tinham sido levados como prisioneiros para o Egito voltarão para a sua terra e adorarão a Deus, o Senhor, no monte sagrado de Jerusalém.

28

Mensagem para Israel, o Reino do Norte

281Ai de Samaria,

orgulho e coroa dos bêbados de Israel!

Ai dessa bela cidade que fica acima de terras boas!

Os seus moradores estão embriagados,

e a beleza da cidade desaparece como uma flor que murcha.

2O Senhor vai enviar um homem forte e valente;

ele virá como uma chuva de pedra,

como uma tempestade destruidora,

como violentas trombas-d'água.

Ele arrasará tudo!

3Samaria, orgulho e coroa dos bêbados de Israel,

será pisada.

4A bela cidade que fica acima de terras boas,

cuja beleza desaparece como uma flor que murcha,

será como o primeiro figo maduro do verão:

logo que amadurece, alguém o apanha e come.

5Naquele dia, o Senhor Todo-Poderoso será como uma bela coroa de flores

para a gente do seu povo que ficar com vida.

6Aos juízes ele dará o desejo de fazer justiça;

e aos que defendem a cidade contra o inimigo

ele dará coragem.

Mensagem para Judá, o Reino do Sul

7Mas há outros que também andam tontos por terem bebido muito vinho,

que não podem ficar de pé por causa das bebidas:

são os sacerdotes e os profetas, que vivem embriagados e tontos.

Os profetas, quando recebem visões de Deus, estão bêbados,

e os sacerdotes também, quando julgam os casos no tribunal.

8As suas mesas estão cobertas de vômito,

não há um só lugar que esteja limpo.

9Eles falam mal de mim e perguntam:

“A quem é que esse profeta está querendo ensinar?

Será que ele pensa que vai explicar a mensagem para nós?

Será que somos bebês desmamados há pouco tempo?

10Ele está pensando que nós somos crianças

e quer nos ensinar o beabá.”

11Se vocês não quiserem ouvir o que eu digo,

então o Senhor falará com vocês

por meio de estrangeiros, que falam uma língua estranha.

12Há tempo, eu disse a vocês:

“Deus lhes dará descanso;

ele lhes dará segurança.

Aqui vocês estarão seguros.”

Mas vocês não quiseram ouvir.

28.11-12
1Co 14.21

13Por isso, o Senhor vai ensinar-lhes o beabá,

como se vocês fossem crianças.

Então vocês tentarão andar, mas cairão de costas;

serão feridos, cairão em armadilhas e serão presos.

Cuidado com a falsa segurança!

14Autoridades de Jerusalém,

homens orgulhosos que governam esse povo,

escutem a mensagem de Deus, o Senhor!

15Vocês dizem:

“Fizemos um acordo com a morte,

já combinamos tudo com o mundo dos mortos.

Portanto, quando vier a terrível desgraça,

nós não sofreremos nada.”

Mas vocês estão confiando em mentiras

e pensam que a desonestidade os protegerá.

16Por isso, o Senhor Deus diz:

“Estou colocando em Sião uma pedra,

uma pedra preciosa que eu escolhi,

para ser a pedra principal do alicerce.

Nela está escrito isto:

‘Quem tem fé não tem medo.’

28.16
Sl 118.22-23
Rm 9.33
10.11
1Pe 2.6

17Como prumo, usarei a justiça,

e a honestidade será a minha medida.”

Os abrigos em que vocês confiam não são seguros;

eles serão destruídos por chuvas de pedra,

serão arrasados por trombas-d'água.

18O acordo que vocês fizeram com a morte será anulado,

o que vocês combinaram com o mundo dos mortos será desfeito.

E, quando chegar a terrível desgraça,

ela os arrastará como se fosse uma enchente.

19Todas as vezes que chegar, ela os arrastará;

chegará todos os dias, de manhã e de noite.

Cada mensagem de Deus trará um novo pavor.

20Vocês serão como o homem de que fala aquele provérbio:

“A cama é tão curta, que ele não pode se deitar,

o cobertor é tão estreito, que não dá para ele se cobrir.”

21Pois o Senhor vai se levantar,

como se levantou no monte Perazim;

ele vai ficar irado,

como ficou no vale de Gibeão.

Ele vai realizar o seu plano misterioso;

vai fazer o seu trabalho estranho.

28.21 a
2Sm 5.20
1Cr 14.11

22Portanto, parem de zombar;

se não, as correntes que os prendem serão apertadas ainda mais.

Pois ouvi o Senhor, o Deus Todo-Poderoso,

ordenar a destruição do país inteiro.

A sabedoria de Deus

23Escutem o que vou dizer! Deem atenção à minha mensagem! 24Um homem que está preparando o terreno para semear trigo não gasta todo o seu tempo arando a terra, cavando e remexendo nela. 25Depois de ter aplanado a terra, ele semeia o endro e o cominho e planta o trigo, a cevada e outros cereais nos lugares certos. 26Ele faz tudo direito porque Deus o ensinou. 27E no tempo da colheita ele não usa um instrumento pesado para debulhar os grãos de endro e de cominho; pelo contrário, ele usa varas pequenas e leves. 28Quando malha o trigo, ele não continua malhando até quebrar os grãos. Ele sabe passar a carreta por cima das espigas sem esmagar os grãos. 29Esse conhecimento também vem do Senhor Todo-Poderoso. Os seus planos são maravilhosos, e ele é sábio em tudo o que faz.

29

Mensagem contra Jerusalém

291Ai de Jerusalém, o altar de Deus29.1 O altar de Deus traduz a palavra hebraica “ariel”, que em Ez 43.15-16 quer dizer a parte de cima do altar. Aqui é um nome poético de Jerusalém.,

a cidade onde o rei Davi armou o seu acampamento!

Deixem passar alguns anos

com as suas festas religiosas,

2e então Deus castigará a cidade que se chama “O Altar de Deus”.

Os seus moradores chorarão e se lamentarão;

a cidade ficará parecendo um altar coberto de sangue.

3Deus enviará um exército para atacar a cidade;

os soldados inimigos a cercarão

e levantarão rampas de ataque contra as muralhas.

4A cidade será arrasada,

e os seus moradores ficarão caídos no chão;

falarão como se fossem espíritos,

cochichando e murmurando como fantasmas.

5-6Mas, de repente, num instante,

o Senhor Todo-Poderoso atacará os inimigos,

aquela multidão de estrangeiros.

Com trovões, terremotos e estrondos,

com ventanias, tempestades e fogo devorador,

ele fará os inimigos virarem um pó fino;

eles serão como a palha que o vento carrega.

7Aí todos os inimigos que estiverem atacando “O Altar de Deus”,

todos os exércitos que estiverem cercando a cidade com rampas de ataque

desaparecerão como se fossem um sonho ou uma visão.

8Todas as nações que atacarem o monte Sião

serão como um homem faminto que sonha que está comendo

e acorda ainda com fome;

serão como uma pessoa sedenta que sonha que está bebendo água

e acorda ainda com sede.

Aviso para os moradores de Jerusalém

9Continuem sendo tolos, se quiserem!

Continuem cegos, se preferirem!

E, sem terem tomado vinho ou cerveja,

fiquem bêbados e andem por aí tontos.

10Pois o Senhor Deus fez com que vocês caíssem num sono profundo;

ele cobriu as cabeças de vocês e fechou os seus olhos.

As cabeças e os olhos são os profetas,

que não veem as visões que Deus envia.

29.10
Rm 11.8

11Agora, para vocês, todas as visões são como se fossem uma mensagem escrita num livro fechado e lacrado. Se levarem o livro para alguém que sabe ler e pedirem que leia a mensagem, a pessoa dirá: “Não posso; o livro está lacrado.” 12E, se pedirem a alguém que não sabe ler, a pessoa dirá: “Não sei ler.”

13O Senhor diz:

“Esse povo ora a mim com a boca

e me louva com os lábios,

mas o seu coração está longe de mim.

A religião que eles praticam

não passa de doutrinas e ensinamentos humanos

que eles só sabem repetir de cor.

29.13
Mt 15.8-9
Mc 7.6-7

14Por isso, mais uma vez vou deixar esse povo espantado

com as coisas estranhas e terríveis que farei no meio dele.

Com toda a sua sabedoria, os seus sábios não poderão explicá-las,

e o conhecimento dos que são instruídos não adiantará nada.”

29.14
1Co 1.19

15Ai dos que escondem os seus planos do Senhor,

que fazem as suas maldades na escuridão e dizem:

“Ninguém nos pode ver! Ninguém sabe o que estamos fazendo!”

16Vocês invertem as coisas,

como se o barro valesse mais do que o oleiro!

O pote não vai dizer ao homem que o fez:

“Você não me fez.”

Uma vasilha não dirá ao oleiro:

“Você não sabe o que está fazendo.”

29.16
Is 45.9
Rm 9.20

Promessa de salvação

17Daqui a pouco, as matas virgens vão virar jardins,

e os jardins voltarão a ser mato.

29.17
Is 32.15

18Naquele dia, os surdos ouvirão a mensagem que será lida no livro fechado e lacrado,

e os cegos ficarão livres da escuridão e poderão ver.

19O Senhor dará alegria aos necessitados,

o Santo Deus de Israel fará com que os pobres fiquem alegres.

20Pois Deus acabará com os que exploram o seu povo;

os que zombam de Deus serão destruídos,

e os que fazem planos para prejudicar os outros desaparecerão.

21Deus acabará com os que acusam os outros falsamente;

acabará com os que procuram enganar os juízes

e com os que, por meio de mentiras, conseguem que os inocentes sejam condenados.

22Portanto, o Senhor, que livrou Abraão de perigos, diz o seguinte a respeito do povo de Israel:

“O meu povo não ficará desiludido outra vez,

eles nunca mais sentirão vergonha.

23Pois, quando virem o que vou fazer no meio deles,

confessarão que o meu nome é santo,

reconhecerão que eu sou o Santo Deus de Israel

e me temerão.

24Então os que perderam o juízo se tornarão sábios,

e os que se revoltaram contra mim

aceitarão os meus ensinamentos.”

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]