Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
18

Deus castigará a Etiópia

181Como vai sofrer a nação que fica às margens dos rios da Etiópia,

a terra onde se ouve o zumbido de insetos!

2Esse país nos manda os seus mensageiros18.2 Mandados para Judá a fim de procurar fazer uma aliança com este país contra a Assíria.

que descem o rio Nilo em barcos feitos de junco.

Mensageiros velozes, voltem para casa!

Voltem para o seu povo forte e poderoso,

aquela gente alta e de pele lustrosa;

um povo de quem o mundo inteiro tem medo

e que vive numa região dividida por rios.

3Escutem, todos os povos do mundo,

todos os moradores da terra!

Vejam a bandeira que será levantada nas montanhas

e ouçam o som da corneta.

4Pois o Senhor Deus me disse:

“Do meu lar, no céu, olharei calmo e tranquilo

como o sol que brilha num dia de verão,

como as gotas de orvalho que aparecem no tempo da colheita.”

5Quando as flores da parreira18.5 Aqui a parreira representa a Assíria, que iria atacar os etíopes (ver Is 20.1-6); o profeta anuncia que o exército assírio será derrotado. já tiverem caído,

e as uvas estiverem amadurecendo,

mas antes do tempo da colheita,

Deus podará a parreira com o seu facão,

cortará os galhos e os jogará fora.

6Os corpos dos soldados mortos serão abandonados;

no verão, serão comidos pelos urubus,

e no inverno os animais selvagens os devorarão.

7Naquele dia, ofertas serão apresentadas ao Senhor Todo-Poderoso

por um povo corajoso e forte,

uma gente alta e de pele lustrosa;

um povo de quem o mundo inteiro tem medo

e que vive numa região dividida por rios.

Eles apresentarão as suas ofertas no monte Sião,

no Templo onde o Senhor Todo-Poderoso é adorado.

18.1-7
Sf 2.12

19

Deus castigará o Egito

191Esta é a mensagem contra o Egito:

O Senhor, montado numa nuvem,

vai indo depressa para o Egito.

Os ídolos daquele país tremerão diante dele,

e todos os egípcios ficarão com medo.

2O Senhor Deus diz:

“Vou atiçar os egípcios uns contra os outros;

irmão lutará contra irmão, vizinho contra vizinho,

cidade contra cidade, província contra província.

3Os egípcios perderão a coragem,

e eu farei com que os seus planos fracassem.

Então eles consultarão os ídolos e os adivinhos,

os médiuns e os feiticeiros.

4Mas eu entregarei os egípcios nas mãos de um rei mau,

e ele os governará com crueldade.

Eu, o Senhor, o Deus Todo-Poderoso, falei.”

5As águas do Nilo vão baixar;

o rio vai ficar completamente seco.

6As águas irão baixando;

os canais do rio ficarão todos secos

e vão cheirar mal.

Nas margens, as taboas e os juncos murcharão,

7todas as outras plantas também morrerão,

e as plantações das beiras do rio secarão.

Tudo o que foi plantado será levado pelo vento

e desaparecerá.

8Os pescadores ficarão desanimados e chorarão;

os seus anzóis e as suas redes não prestarão para nada.

9Os que fazem tecidos de linho ficarão aflitos;

10os tecelões e os artesãos cairão no desespero.

11As autoridades da cidade de Zoã não têm juízo;

os sábios conselheiros do rei lhe dão conselhos tolos.

Como é que vocês se atrevem a dizer ao rei:

“Somos descendentes dos antigos sábios;

os nossos antepassados eram reis”?

12Rei do Egito, onde estão agora os seus sábios?

Que eles lhe digam o que é que o Senhor Todo-Poderoso

está planejando fazer contra o Egito!

13As autoridades de Zoã perderam o juízo,

e as da cidade de Mênfis estão enganadas.

Os governadores das províncias estão fazendo o povo do Egito

errar o caminho.

14O Senhor pôs neles um espírito de confusão;

os conselhos que eles dão só confundem ainda mais os egípcios,

e estes parecem bêbados

escorregando no seu próprio vômito.

15Ninguém, seja rico ou pobre, importante ou humilde,

pode fazer nada para ajudar o Egito.

O Egito e a Assíria voltarão para Deus, o Senhor

16Naquele dia, os egípcios parecerão mulheres: ficarão todos tremendo de medo quando o Senhor Todo-Poderoso levantar a mão para castigá-los. 17Eles terão medo da terra de Judá; e, todas as vezes que ouvirem falar dessa terra, eles ficarão apavorados pensando naquilo que o Senhor Todo-Poderoso já planejou fazer contra eles.

18Naquele dia, haverá no Egito cinco cidades em que os moradores falarão hebraico e jurarão obedecer ao Senhor Todo-Poderoso; uma dessas cidades será chamada de “Cidade do Sol”.

19Naquele dia, haverá no Egito um altar dedicado a Deus, o Senhor, e na fronteira do país será levantada uma coluna em honra do Senhor. 20Eles serão construídos para serem sinais e testemunhas da presença do Senhor Todo-Poderoso na terra do Egito. E, quando os egípcios forem perseguidos e clamarem ao Senhor pedindo ajuda, ele lhes enviará um salvador e defensor que os livrará dos seus inimigos. 21E o Senhor mostrará aos egípcios quem ele é, e eles o conhecerão. Eles adorarão o Senhor e lhe apresentarão sacrifícios e ofertas de cereais. Farão promessas ao Senhor e as cumprirão. 22E o Senhor ferirá os egípcios, mas depois os curará. Eles se arrependerão e voltarão para o Senhor, e ele atenderá os seus pedidos e os curará.

23Naquele dia, haverá uma estrada ligando o Egito com a Assíria: os egípcios irão até a Assíria, e os assírios irão até o Egito, e juntos os dois povos adorarão o Senhor.

24Naquele dia, estas três nações — Israel, Egito e Assíria — serão uma bênção para o mundo inteiro.

19.24
Gn 12.3
25O Senhor Todo-Poderoso as abençoará, dizendo: “Eu abençoo o Egito, o meu povo; a Assíria, que eu criei; e Israel, o meu povo escolhido.”
19.1-25
Jr 46.2-26
Ez 29.1—32.32

20

A Assíria conquistará o Egito e a Etiópia

201Sargão, o rei da Assíria, enviou o seu exército, comandado pelo comandante-em-chefe, para atacar a cidade de Asdode, e ele a conquistou.

2Três anos antes disso, o Senhor Deus tinha dito a Isaías, filho de Amoz:

— Tire a roupa de pano grosseiro que você está vestindo e tire também as sandálias.

Isaías tinha obedecido e havia andado meio nu e descalço.

3Depois da conquista de Asdode, o Senhor disse:

— Durante três anos, o meu servo Isaías andou meio nu e descalço como um sinal e aviso daquilo que vai acontecer com o Egito e com a Etiópia. 4O rei da Assíria levará como prisioneiros os egípcios e os etíopes, tanto os moços como os velhos. Eles irão meio nus e descalços, com as nádegas descobertas, trazendo assim vergonha para o Egito. 5Então aqueles que confiavam na Etiópia e que se gabavam do Egito ficarão desiludidos e decepcionados. 6E os povos20.6 Isto é, os filisteus e o povo de Judá. que vivem no litoral do mar Mediterrâneo dirão: “Vejam só o que aconteceu com aqueles em quem nós confiávamos e a quem fomos pedir proteção contra o rei da Assíria! E, agora, como é que nós vamos escapar?”

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]