Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
18

Deus castigará a Etiópia

181Como vai sofrer a nação que fica às margens dos rios da Etiópia,

a terra onde se ouve o zumbido de insetos!

2Esse país nos manda os seus mensageiros18.2 Mandados para Judá a fim de procurar fazer uma aliança com este país contra a Assíria.

que descem o rio Nilo em barcos feitos de junco.

Mensageiros velozes, voltem para casa!

Voltem para o seu povo forte e poderoso,

aquela gente alta e de pele lustrosa;

um povo de quem o mundo inteiro tem medo

e que vive numa região dividida por rios.

3Escutem, todos os povos do mundo,

todos os moradores da terra!

Vejam a bandeira que será levantada nas montanhas

e ouçam o som da corneta.

4Pois o Senhor Deus me disse:

“Do meu lar, no céu, olharei calmo e tranquilo

como o sol que brilha num dia de verão,

como as gotas de orvalho que aparecem no tempo da colheita.”

5Quando as flores da parreira18.5 Aqui a parreira representa a Assíria, que iria atacar os etíopes (ver Is 20.1-6); o profeta anuncia que o exército assírio será derrotado. já tiverem caído,

e as uvas estiverem amadurecendo,

mas antes do tempo da colheita,

Deus podará a parreira com o seu facão,

cortará os galhos e os jogará fora.

6Os corpos dos soldados mortos serão abandonados;

no verão, serão comidos pelos urubus,

e no inverno os animais selvagens os devorarão.

7Naquele dia, ofertas serão apresentadas ao Senhor Todo-Poderoso

por um povo corajoso e forte,

uma gente alta e de pele lustrosa;

um povo de quem o mundo inteiro tem medo

e que vive numa região dividida por rios.

Eles apresentarão as suas ofertas no monte Sião,

no Templo onde o Senhor Todo-Poderoso é adorado.

18.1-7
Sf 2.12