Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
34

Os pastores de Israel

341O Senhor me disse o seguinte:

2Homem mortal, fale contra as autoridades que governam o meu povo de Israel. Profetize contra elas e diga que eu, o Senhor Deus, estou dizendo o seguinte: “Vocês, autoridades, são os pastores de Israel. Ai de vocês, pois cuidam de vocês mesmos, mas nunca tomam conta do rebanho! 3Vocês bebem o leite das ovelhas, usam a sua lã para fazer roupas e matam e comem as ovelhas mais bem-tratadas, porém não cuidam do rebanho. 4Vocês não tratam as fracas, não curam as doentes, não fazem curativos nas machucadas, não vão buscar as que se desviam, nem procuram as que se perdem. Pelo contrário, vocês tratam as ovelhas com violência e crueldade. 5E, por não terem pastor, elas se espalharam. Animais ferozes mataram e comeram as ovelhas.

34.5
Nm 27.17
1Rs 22.17
Mt 9.36
Mc 6.34
6As minhas ovelhas andam perdidas pelos morros e pelas altas montanhas. Estão espalhadas por toda parte. Ninguém busca essas ovelhas, ninguém procura encontrá-las.

7— Pois bem, pastores, escutem o que eu, o Senhor Deus, estou dizendo. 8Juro pela minha vida que é melhor vocês me escutarem. Por não terem pastor, as minhas ovelhas foram atacadas, mortas e devoradas por animais ferozes. Os meus pastores não foram procurá-las. Eles estavam cuidando de si mesmos e não das ovelhas. 9Por isso, vocês, pastores, prestem atenção. 10Eu, o Senhor Deus, declaro que estou contra vocês. Tirarei de vocês as minhas ovelhas e não deixarei que vocês sejam os seus pastores. E não deixarei que continuem a ser pastores que só cuidam dos seus próprios interesses. Livrarei as minhas ovelhas do poder de vocês para que vocês não possam devorá-las.”

O bom pastor

11— Eu, o Senhor Deus, digo que eu mesmo procurarei e buscarei as minhas ovelhas. 12Como um pastor busca as suas ovelhas que estão espalhadas, assim eu buscarei as minhas ovelhas e as trarei de volta de todos os lugares por onde foram espalhadas naquele dia de escuridão e desgraça. 13Eu as tirarei de países estrangeiros, e as ajuntarei, e as trarei de volta à sua própria terra. Eu as levarei para as montanhas de Israel e ali as alimentarei, perto dos ribeirões e em todos os lugares onde o povo vive. 14Deixarei que elas pastem em bons pastos, nas subidas das montanhas, nos vales e em todos os pastos verdes da terra de Israel. 15Eu mesmo serei o pastor do meu rebanho e encontrarei um lugar onde as ovelhas possam descansar. Sou eu, o Senhor Deus, quem está falando.

16— Procurarei as ovelhas perdidas, trarei de volta as que se desviaram, farei curativo nas machucadas e tratarei das doentes. Mas destruirei as que estão gordas e fortes, porque eu sou um pastor que faz o que é certo.

17— Eu, o Senhor Deus, digo o seguinte a vocês, o meu rebanho: “Eu vou julgar cada um de vocês. Vou separar os bons dos maus, as ovelhas dos bodes. 18Será que vocês não ficam satisfeitos com o melhor pasto? Por que precisam pisar o resto do capim? Vocês bebem a água limpa e sujam com os pés a água que não bebem. 19As minhas outras ovelhas têm de comer o capim que vocês pisaram e beber a água que vocês sujaram.”

20— Por isso, agora eu, o Senhor Deus, digo que vou decidir a questão que há entre vocês, ovelhas gordas, e as ovelhas magras. 21Vocês empurram as doentes para o lado e com chifradas as põem para fora do rebanho. 22Mas eu vou socorrer as minhas ovelhas e não deixarei mais que sejam maltratadas. Julgarei cada uma delas e separarei as boas das más. 23Eu darei às minhas ovelhas um rei que será como o meu servo Davi, para ser o seu único pastor. Ele será o seu pastor e cuidará delas.

34.23
Ap 7.17
24Eu, o Senhor, serei o Deus delas, e um rei como o meu servo Davi será o seu governador. Sou eu, o Senhor, quem está falando.
34.24
Ez 37.24
25Farei uma aliança com elas para garantir que tenham segurança. Acabarei com todos os animais ferozes que há na terra de Israel, e assim as minhas ovelhas poderão viver em segurança nos campos e dormir no mato.

26— Eu abençoarei as ovelhas e deixarei que vivam em volta do meu monte santo. Quando precisarem, eu as abençoarei com muita chuva. 27As árvores darão frutas, os campos produzirão colheitas, e todos viverão em segurança na sua própria terra. Quando eu livrar o meu povo daqueles que o escravizaram e quebrar as suas correntes, aí todos ficarão sabendo que eu sou o Senhor. 28Os pagãos não roubarão o que eles têm, e os animais ferozes não vão matá-los, nem comê-los. Eles viverão em segurança, e ninguém mais fará com que fiquem com medo. 29Eu lhes darei terras boas e acabarei com a fome que há na terra de Israel. As outras nações não zombarão mais deles. 30Todos ficarão sabendo que eu protejo Israel e que Israel é o meu povo. Sou eu, o Senhor Deus, quem está falando.

31— Vocês, minhas ovelhas, ovelhas que eu alimento, vocês são seres humanos, e eu sou o seu Deus! — diz o Senhor Deus.

35

Deus castiga Edom

351O Senhor falou comigo. Ele disse:

2Homem mortal, fale contra o país de Edom. 3Diga ao povo que eu, o Senhor Deus, estou dizendo o seguinte: “Montanhas de Edom, eu estou contra vocês! Farei de você, Edom, um deserto sem moradores. 4Deixarei a sua terra e as suas cidades arrasadas e em ruínas. Aí você ficará sabendo que eu sou o Senhor.

5— “Você sempre tem sido inimigo de Israel. No tempo da desgraça dos israelitas, no tempo do seu castigo final por causa dos seus pecados, você deixou que eles fossem mortos. 6Por isso, eu, o Senhor Deus, juro pela minha vida que o seu fim é a morte e que você não poderá escapar. Você é culpado de crime de morte, e a morte o perseguirá. 7Farei com que a região montanhosa de Edom vire um deserto e matarei todos os que passarem por ali. 8Cobrirei as montanhas e os morros com cadáveres; os corpos dos que forem mortos em combate encherão os vales e os ribeirões. 9Farei de você um deserto para sempre, e nunca mais ninguém viverá nas suas cidades. Aí você ficará sabendo que eu sou o Senhor.

10— “Você disse que a nação de Judá, a nação de Israel e as terras delas são suas e que você vai tomar posse delas, mesmo que eu, o Senhor, esteja ali. 11Por isso, eu, o Senhor Deus, juro pela minha vida que o tratarei com a mesma ira, inveja e ódio com que você tratou o meu povo. Eles ficarão sabendo que eu o estou castigando pelo que você fez com eles. 12E você ficará sabendo que eu, o Senhor, ouvi você dizer com desprezo que as montanhas de Israel estavam arrasadas e que você ia devorá-las. 13Muitas vezes, eu o ouvi falar contra mim com desprezo.”

14O Senhor Deus diz:

— Eu o arrasarei de tal forma, que o mundo inteiro se alegrará com a sua queda, 15do mesmo modo que você se alegrou quando a minha propriedade particular, a terra de Israel, virou um deserto. Toda a região montanhosa de Edom se tornará um deserto. Aí todos ficarão sabendo que eu sou o Senhor.

35.1-15
Is 34.5-17
63.1-6
Jr 49.7-22
Ez 25.12-14
Am 1.11-12
Ob 1-14
Ml 1.2-5

36

Deus abençoa o povo de Israel

361O Senhor disse:

Homem mortal, fale com as montanhas de Israel e diga-lhes que escutem a mensagem que eu, 2o Senhor Deus, tenho para elas: “Os inimigos de Israel zombaram de vocês e disseram: Aquelas velhas montanhas são nossas!”

3— Agora profetize e anuncie aquilo que eu, o Senhor Deus, estou dizendo. Quando as nações vizinhas tomaram as montanhas de Israel e roubaram o que havia nelas, todos zombaram dos israelitas. 4Por isso, agora vocês, montanhas de Israel, ouçam o que eu, o Senhor Deus, estou dizendo às montanhas e aos morros, aos ribeirões e aos vales, aos lugares arrasados e às cidades desertas que todas as nações vizinhas roubaram e de que zombaram.

5— Eu, o Senhor Deus, no calor da minha ira, falei contra essas nações vizinhas e especialmente contra Edom. Com alegria e com desprezo, elas tomaram a minha terra e ficaram com os seus pastos.

6— Por isso, homem mortal, profetize a respeito da terra de Israel; diga às montanhas, morros, ribeirões e vales o que eu, o Senhor Deus, estou dizendo com ira e ciúmes por causa da maneira como as nações zombaram deles.

7— Eu, o Senhor Deus, juro que as nações vizinhas de Israel cairão na desgraça. 8Porém nas montanhas de Israel as árvores de novo terão folhas e produzirão frutas para vocês, meu povo de Israel. Logo vocês voltarão para a sua pátria. 9Eu estou do lado de vocês. E garantirei que a sua terra será arada de novo para que nela sejam feitas plantações. 10Farei aumentar a população. Vocês viverão nas cidades e construirão de novo tudo o que estava arrasado. 11Farei com que haja muita gente e muito gado. Entre vocês haverá mais gente do que nunca, e vocês terão muitos filhos. Deixarei que vivam ali como antes e farei com que fiquem mais ricos do que nunca. Aí vocês ficarão sabendo que eu sou o Senhor. 12Farei com que vocês, meu povo de Israel, vivam de novo na terra. Ela será a terra de vocês e nunca mais deixará que os seus filhos morram de fome.

13— Eu, o Senhor Deus, afirmo que, de fato, o povo chama a terra de Israel de “comedora de gente” e diz que ela rouba do país os seus filhos36.13 Referência a terras fracas que produziam colheitas pequenas ou à morte de crianças oferecidas em sacrifício nos altares pagãos.. 14Mas, de agora em diante, ela não será mais a comedora de gente que rouba de vocês os seus filhos. Sou eu, o Senhor Deus, quem está falando. 15A terra não precisará mais de ouvir as nações zombarem, nem fazerem pouco caso dela. A terra não roubará mais do país os seus filhos. Eu, o Senhor Deus, estou falando.

A vida nova do povo de Israel

16O Senhor me disse o seguinte:

17Homem mortal, quando os israelitas viviam na sua terra, eles a tornaram impura por causa da sua maneira de viver e de agir. O comportamento deles era tão impuro como a menstruação de uma mulher. 18Eu os fiz sentir a força da minha ira, por causa dos crimes de morte que haviam cometido na terra e por causa dos ídolos com que eles a tornaram impura. 19Eu os condenei pela sua maneira de viver e de agir e os espalhei por nações estrangeiras. 20Mas, em todos os lugares aonde eles foram, só envergonharam o meu santo nome, pois as pessoas diziam: “Esse povo é de Deus, o Senhor, mas eles tiveram de sair da terra que ele mesmo lhes deu.” 21Aí eu me preocupei com o meu santo nome porque os israelitas o profanaram em todos os lugares aonde foram.

22— Por isso, dê aos israelitas esta mensagem que eu, o Senhor Deus, tenho para eles: “O que vou fazer não é por amor de vocês, israelitas, mas por amor do meu santo nome, que vocês profanaram em todas as nações para onde foram. 23Quando eu mostrar às nações a santidade do meu grande nome — o nome que vocês profanaram no meio deles —, aí eles ficarão sabendo que eu sou o Senhor. Sou eu, o Senhor Deus, quem está falando. Usarei vocês para mostrar às nações que eu sou santo. 24Eu os tirarei de todas as nações e países e os trarei de volta para a sua própria terra. 25Borrifarei água limpa sobre vocês e os purificarei de todos os seus ídolos e de todas as coisas nojentas que vocês têm feito. 26Eu lhes darei um coração novo e porei em vocês um espírito novo. Tirarei de vocês o coração de pedra, desobediente, e lhes darei um coração bondoso, obediente. 27Porei o meu Espírito dentro de vocês e farei com que obedeçam às minhas leis e cumpram todos os mandamentos que lhes dei. 28Aí vocês viverão na terra que dei aos seus antepassados. Vocês serão o meu povo, e eu serei o seu Deus.

36.26-28
Ez 11.19-20
29Eu os livrarei de todas as coisas que os tornam impuros. Darei ordem para que haja bastante trigo, e assim não haverá mais tempos de fome no meio de vocês. 30Aumentarei a produção de frutas e das plantações de cereais, de modo que não haverá mais épocas de fome que façam vocês passarem vergonha no meio das outras nações. 31Vocês lembrarão da sua má conduta e das maldades que cometeram e ficarão aborrecidos com vocês mesmos por causa dos seus pecados e maldades. 32Povo de Israel, quero que saibam que eu não estou fazendo tudo isso por amor de vocês. Quero que vocês sintam como é vergonhoso e desonroso aquilo que estão fazendo. Eu, o Senhor Deus, estou falando.”

33O Senhor Deus diz:

— No dia em que eu os purificar de todos os seus pecados, deixarei que construam de novo as suas cidades arrasadas e vivam nelas. 34Todos os que passavam pelas lavouras de vocês viam que estavam abandonadas e que o capim havia crescido; mas eu deixarei que vocês façam plantações de novo. 35Todos dirão isto a respeito desta terra: “Ela era um deserto, mas agora ficou igual ao jardim do Éden.” Falarão também a respeito das cidades que foram roubadas, destruídas e arrasadas e que naquele tempo estarão cercadas por muralhas e habitadas. 36Então as nações vizinhas que sobrarem ficarão sabendo que eu, o Senhor, construí de novo as cidades destruídas e fiz novas plantações nas terras abandonadas. Eu, o Senhor, disse que ia fazer isso e farei.

37O Senhor Deus diz:

— Mais uma vez deixarei que os israelitas peçam a minha ajuda. Deixarei que cresçam em número como se fossem um rebanho de ovelhas. 38As cidades que agora estão arrasadas ficarão tão cheias de gente como Jerusalém ficava cheia de ovelhas que eram oferecidas em sacrifício num dia de festa. Aí eles ficarão sabendo que eu sou o Senhor.