Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
6

61Também tenho visto outra coisa muito triste que acontece neste mundo: 2Deus dá a alguns tudo o que desejam — riquezas, propriedades e fama. Porém depois não deixa que eles aproveitem nada disso. E é algum estranho quem aproveita, e não ele. Isso também é ilusão e não está certo. 3Que adianta um homem viver muitos anos e ter cem filhos se não aproveitar as coisas boas da vida e não tiver um sepultamento decente? Eu digo que uma criança que nasce morta tem mais sorte do que ele. 4É inútil a vinda dessa criança; ela desaparece na escuridão, onde é esquecida. 5Não chega a ver a luz do dia, nem a saber como é a vida. Mas pelo menos encontra mais descanso do que aquele homem, 6que poderia ter vivido dois mil anos sem nunca ter aproveitado a vida. E, no fim, não vamos todos para o mesmo lugar?

7Todos trabalham duro para ter o que comer, mas nunca ficam satisfeitos. 8Que vantagem tem o sábio sobre o tolo? Que vantagem tem o pobre em saber enfrentar a vida? 9Isso também é ilusão, é correr atrás do vento. É muito melhor ficar satisfeito com o que se tem do que estar sempre querendo mais.

10Tudo o que se passa neste mundo já foi resolvido há muito tempo. Antes de uma pessoa nascer, já está decidido o que vai acontecer com ela. E nós sabemos que não podemos discutir com quem é mais forte do que a gente. 11Uma coisa é certa: quanto mais falamos, mais tolices dizemos; e não ganhamos nada com isso. 12De fato, como é que podemos saber o que é melhor para nós nesta vida de ilusões, vida que passa como uma sombra? Como podemos saber o que vai acontecer na terra depois da nossa morte?