Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
26

As ofertas das colheitas

261Moisés disse ao povo:

— Vocês vão tomar posse da terra que o Senhor, nosso Deus, está dando a vocês. Depois de morarem lá algum tempo, 2cada um deve pegar a primeira parte de todas as colheitas produzidas pela terra que o Senhor Deus lhe deu, deve colocá-la num cesto e levar para o lugar que Deus tiver escolhido para nele ser adorado.

26.2
Êx 23.19
3Vá falar com o sacerdote que estiver servindo naquele dia e diga: “Declaro hoje que estou morando na terra que o Senhor, nosso Deus, prometeu dar aos nossos antepassados.” 4Aí o sacerdote pegará o cesto e o colocará na frente do altar do Senhor, nosso Deus. 5Então, na presença do Senhor, você fará esta declaração: “O meu antepassado foi um arameu26.5 Natural de Aram, terra que naquele tempo incluía o que hoje é a Síria e os países vizinhos. que não tinha lugar certo onde morar. Ele foi com a família para o Egito, e ali eles moraram como estrangeiros. Quando chegaram lá, eram poucos, mas aumentaram em número e se tornaram um povo grande e forte. 6Os egípcios nos maltrataram e nos obrigaram a fazer trabalhos pesados. 7Então oramos, pedindo socorro ao Senhor, o Deus dos nossos antepassados. Ele nos atendeu e viu a nossa aflição, a nossa miséria e como éramos perseguidos. 8Com a sua força e com o seu poder ele fez milagres, maravilhas e coisas espantosas, e nos tirou do Egito, 9e nos trouxe até esta terra que nos deu, uma terra boa e rica. 10E agora, ó Senhor Deus, eu te ofereço a primeira parte das colheitas da terra que me deste.”

— Depois, coloque a oferta diante do Senhor, nosso Deus, e ajoelhe-se na sua presença. 11Fique alegre por causa de todas as coisas boas que o Senhor deu a você e à sua família e faça uma festa com os levitas e com os estrangeiros que moram onde você vive.

Os dízimos

12— De três em três anos junte a décima parte das colheitas daquele ano e dê aos levitas, aos estrangeiros, aos órfãos e às viúvas que moram na sua cidade, para que tenham toda a comida que precisarem.

26.12
Dt 14.28-29
13Depois, na presença do Senhor, nosso Deus, você dirá o seguinte: “Entreguei aos levitas, aos estrangeiros, aos órfãos e às viúvas a parte das minhas colheitas que pertence a ti. Obedeci a todos os teus mandamentos; não deixei de cumprir nenhum deles e fiz tudo o que mandaste a respeito do dízimo. 14Não comi nenhuma porção do dízimo quando estava de luto, não levei nenhuma parte para fora da cidade quando estava impuro, nem dei nenhuma parte como oferta pelos mortos. Fiz tudo o que mandaste, ó Senhor, meu Deus, e obedeci à tua ordem. 15Olha do céu, onde moras, ó Deus, e abençoa-nos, o teu povo de Israel, e abençoa esta terra boa e rica que nos deste, conforme prometeste aos nossos antepassados.”

Israel, o povo de Deus

16Moisés disse ao povo:

— Hoje o Senhor, nosso Deus, está mandando que vocês obedeçam a esses mandamentos; portanto, cumpram as suas leis com todo o coração e com toda a alma. 17Hoje vocês afirmaram que o Senhor é o seu Deus e prometeram andar sempre nos caminhos dele, obedecendo às suas leis e aos seus mandamentos e fazendo tudo o que ele mandar. 18E hoje o Senhor Deus declara que, conforme prometeu, vocês são o povo que é somente dele, e ele manda que vocês obedeçam a todos os seus mandamentos.

26.18
Êx 19.5
Dt 4.20
7.6
14.2
Tt 2.14
1Pe 2.9
19Assim ele vai abençoá-los, dando-lhes mais fama, glória e honra do que a qualquer outro povo que ele criou. E, conforme ele disse, vocês serão o seu povo escolhido, o povo que é somente dele.

27

Preparativos para a entrada em Canaã

271Moisés, junto com as autoridades de Israel, deu ao povo as seguintes ordens:

— Obedeçam a todos esses mandamentos que hoje eu estou dando a vocês. 2Depois de atravessarem o rio Jordão e entrarem na terra que o Senhor, nosso Deus, está dando a vocês, levantem pedras grandes, pintem com cal 3e escrevam nelas todas essas leis e mandamentos. Vocês vão entrar na terra boa e rica que o Senhor, o Deus dos nossos antepassados, está dando a vocês, conforme prometeu. 4Quando isso acontecer, e vocês estiverem no outro lado do rio Jordão, levantem estas pedras no monte Ebal, como estou mandando hoje, e as pintem com cal. 5Construam ali um altar ao Senhor, nosso Deus, usando pedras que não tenham sido cortadas com ferramentas. 6Escolham pedras brutas para construírem o altar e sobre ele ofereçam ao Senhor sacrifícios que serão completamente queimados

27.5-6
Êx 20.25
7e ofertas de paz. Comam dos sacrifícios e alegrem-se ali na presença de Deus, o Senhor. 8Nas pedras pintadas escrevam com cuidado todas as palavras da lei de Deus.
27.2-8
Js 8.30-32

9Então Moisés, junto com os sacerdotes levitas, disse a todos os israelitas:

— Povo de Israel, fique quieto e preste atenção! Hoje vocês se tornaram o povo do Senhor, nosso Deus. 10Portanto, obedeçam a tudo o que ele mandar e cumpram todos os mandamentos e todas as leis que eu estou dando a vocês hoje.

As maldições

11Nesse mesmo dia Moisés disse ao povo de Israel:

12— Depois que tiverem atravessado o rio Jordão, vocês serão abençoados do alto do monte Gerizim. Ficarão nesse monte as seguintes tribos: Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim.

27.12
Dt 11.29
Js 8.33-35
13As maldições serão ditas do monte Ebal, e ali ficarão as seguintes tribos: Rúben, Gade, Aser, Zebulom, Dã e Naftali. 14Os levitas falarão bem alto a todo o povo, assim:

15— “Maldito seja aquele que fizer imagens de pedra, de madeira ou de metal, para adorá-las em segredo; o Senhor detesta a idolatria!” E o povo responderá: “Amém!”

27.15
Êx 20.4
34.17
Lv 19.4
26.1
Dt 4.15-18
5.8

16— “Maldito seja aquele que desrespeitar o pai ou a mãe!” E o povo responderá: “Amém!”

27.16
Êx 20.12
Dt 5.16

17— “Maldito seja aquele que mudar de lugar os marcos de divisa do terreno do vizinho!” E o povo responderá: “Amém!”

27.17
Dt 19.14

18— “Maldito seja aquele que fizer um cego errar o caminho!” E o povo responderá: “Amém!”

27.18
Lv 19.14

19— “Maldito seja aquele que não respeitar os direitos dos estrangeiros, dos órfãos e das viúvas!” E o povo responderá: “Amém!”

27.19
Êx 22.21
23.9
Lv 19.33-34
Dt 24.17-18

20— “Maldito seja aquele que tiver relações com uma das mulheres do pai, pois isso é uma vergonha para o pai!” E o povo responderá: “Amém!”

27.20
Lv 18.8
20.11
Dt 22.30

21— “Maldito seja aquele que tiver relações com um animal!” E o povo responderá: “Amém!”

27.21
Êx 22.19
Lv 18.23
20.15

22— “Maldito seja aquele que tiver relações com a irmã, seja irmã por parte de pai e mãe ou somente por parte de pai!” E o povo responderá: “Amém!”

27.22
Lv 18.9
20.17

23— “Maldito seja aquele que tiver relações com a sogra!” E o povo responderá: “Amém!”

27.23
Lv 18.17
20.14

24— “Maldito seja aquele que matar outro israelita à traição!” E o povo responderá: “Amém!”

25— “Maldito seja aquele que receber dinheiro para matar uma pessoa inocente!” E o povo responderá: “Amém!”

26— “Maldito seja aquele que não obedecer a essas leis de Deus!” E o povo responderá: “Amém!”

27.26
Gl 3.10

28

Bênçãos para os obedientes

Levítico 26.3-13; Deuteronômio 7.12-24

281Moisés disse ao povo:

— Se vocês derem atenção a tudo o que o Senhor, nosso Deus, está dizendo a vocês e se obedecerem fielmente a todos os seus mandamentos que eu lhes estou dando hoje, Deus fará com que sejam mais poderosos do que qualquer outra nação do mundo. 2Obedeçam ao Senhor Deus, e ele lhes dará todas estas bênçãos:

3— Deus os abençoará nas cidades e nos campos.

4— Deus os abençoará dando-lhes muitos filhos, boas colheitas e muitas crias de gado e de ovelhas.

5— Deus os abençoará com boas colheitas de trigo e de cevada e com muita comida.

6— Deus os abençoará em tudo o que fizerem.

7— Quando os inimigos atacarem, o Senhor Deus os destruirá na presença de vocês. Eles atacarão juntos, em ordem, mas fugirão para todos os lados, em desordem.

8— O Senhor, nosso Deus, abençoará vocês em tudo o que fizerem e lhes dará tanto trigo, que os seus depósitos ficarão cheios. Ele os abençoará ricamente na terra que está dando a vocês.

9— Se obedecerem a todas as leis do Senhor, nosso Deus, e cumprirem todas as suas ordens, ele fará com que sejam o seu único povo, o povo escolhido, como prometeu com juramento a vocês. 10Todos os outros povos do mundo verão que vocês pertencem a Deus, o Senhor, e terão medo de vocês. 11Ele lhes dará muitos filhos, muitos animais e boas colheitas na terra que está dando a vocês, de acordo com o juramento que fez aos nossos antepassados. 12Deus abrirá o céu, onde guarda as suas ricas bênçãos, e lhes dará chuvas no tempo certo e assim abençoará o trabalho que vocês fizerem. Vocês emprestarão a muitas nações, porém não tomarão emprestado de ninguém. 13Se obedecerem fielmente a todos os mandamentos do Senhor Deus que hoje eu estou dando a vocês, ele fará com que fiquem no primeiro lugar entre as nações e não no último; e fará também com que a fama de vocês sempre cresça e nunca diminua. 14Não se desviem desses mandamentos que hoje eu estou dando a vocês, nem para um lado nem para o outro, e nunca adorem nem sirvam outros deuses.

28.1-14
Dt 11.13-17

Castigos para os desobedientes

Levítico 26.14-46

15— Porém, se vocês não derem atenção ao que o Senhor, nosso Deus, está mandando e não obedecerem às suas leis e aos seus mandamentos que lhes estou dando hoje, vocês serão castigados com as seguintes maldições:

16— Deus os amaldiçoará nas cidades e nos campos.

17— Deus os amaldiçoará dando-lhes pequenas colheitas de trigo e de cevada e pouco alimento.

18— Deus os amaldiçoará dando-lhes poucos filhos, colheitas pequenas e poucas crias de gado e de ovelhas.

19— Deus os amaldiçoará em tudo o que fizerem.

20— Se vocês abandonarem o Senhor e começarem a praticar maldades, ele fará cair sobre vocês maldição, confusão e castigo. Ele os amaldiçoará em tudo o que fizerem e acabará logo com vocês. 21O Senhor os castigará com doenças e mais doenças, até que todos morram na terra que vão invadir e que vai ser de vocês. 22Ele os castigará com doenças contagiosas, infecções, inflamações e febres; mandará secas e ventos muito quentes; e fará com que pragas ataquem as plantas. Essas desgraças continuarão até que vocês morram. 23Não haverá chuva, e o chão ficará duro como ferro. 24Em vez de chuva, o Senhor Deus mandará pó e areia sobre a terra, até que vocês sejam destruídos. 25O Senhor fará com que sejam derrotados pelos inimigos. Vocês atacarão juntos, em ordem, mas fugirão para todos os lados, em desordem. Todos os povos do mundo ficarão espantados quando souberem do que aconteceu com vocês. 26Vocês morrerão, e o corpo de vocês servirá de comida para as aves e para os animais ferozes, e ninguém os enxotará. 27O Senhor Deus castigará vocês com tumores, como fez com os egípcios; vocês sofrerão de úlceras, chagas e coceiras sem cura. 28O Senhor os castigará, fazendo com que fiquem loucos, cegos e confusos. 29Ao meio-dia vocês andarão sem rumo, como um cego apalpando o caminho. Vocês fracassarão em tudo o que fizerem, serão perseguidos e explorados a vida inteira, e não haverá ninguém que os socorra.

30— Você contratará casamento, mas outro homem terá relações com a moça; você construirá uma casa, mas não morará nela; plantará uma parreira, mas não colherá as uvas. 31Você verá o seu gado sendo morto, mas não comerá da carne. Verá outros levarem embora os seus jumentos, e estes não serão devolvidos. Os inimigos levarão as suas ovelhas, e não haverá ninguém para socorrê-lo.

32— Na presença de vocês, estrangeiros pegarão os seus filhos e as suas filhas e os levarão embora como escravos. Vocês morrerão de saudade deles, mas não poderão fazer nada para trazê-los de volta. 33Estrangeiros virão e levarão os cereais que com tanto trabalho vocês plantaram e colheram. Todos os dias vocês serão maltratados e perseguidos 34e ficarão loucos por causa dos maus-tratos que vão receber. 35O Senhor Deus os castigará com tumores incuráveis nas pernas; da ponta dos pés até a cabeça, o corpo de vocês ficará coberto de feridas que nunca saram.

36— O Senhor Deus levará todos vocês, junto com o rei que tiverem escolhido, para um país estrangeiro, que nem vocês nem os seus antepassados conheciam. Ali vocês adorarão deuses de madeira e de pedra. 37Os povos dos países para onde o Senhor os levar ficarão espantados quando souberem do que aconteceu com vocês. Eles falarão mal e zombarão de vocês.

38— Vocês plantarão muitas sementes, mas a colheita será pequena porque os gafanhotos acabarão com tudo. 39Vocês farão plantações de uvas e cuidarão delas, mas não colherão as uvas, nem beberão do vinho, pois os bichos acabarão com as plantas. 40No país inteiro haverá muitas oliveiras, mas vocês não terão azeite para se ungirem, pois as azeitonas cairão das árvores antes de ficarem maduras. 41Vocês terão filhos e filhas, mas estrangeiros os levarão como prisioneiros. 42Os gafanhotos destruirão todas as árvores e todas as plantas da terra de vocês.

43— Os estrangeiros que moram no meio de vocês ficarão cada vez mais poderosos, ao passo que vocês ficarão cada vez mais fracos. 44Eles emprestarão a vocês, mas não tomarão emprestado de vocês; eles ficarão no primeiro lugar entre as nações, e vocês ficarão no último.

Fim do segundo discurso de Moisés

45Moisés disse ao povo:

— Todas essas maldições cairão sobre vocês e os perseguirão até os destruírem completamente. Pois vocês não deram atenção ao que o Senhor, nosso Deus, disse e não obedeceram às leis e aos mandamentos que deu a vocês. 46Essas desgraças serão para sempre a prova de que Deus castigou vocês e os seus descendentes. 47O Senhor lhes dará tudo o que é bom; mas, se vocês não o servirem com alegria e gratidão, 48serão escravos dos inimigos que o Senhor mandará contra vocês. Vocês os servirão com fome e com sede, sem roupa e precisando de tudo. Deus tratará vocês com crueldade até os destruir.

49— O Senhor Deus fará vir contra vocês, de longe, lá do fim do mundo, um povo estrangeiro que fala uma língua que vocês não entendem. Eles os atacarão como uma águia. 50São gente cruel, que não respeita os velhos, nem tem pena dos moços. 51Eles vão devorar todo o seu gado e todas as suas colheitas, e vocês morrerão de fome. Eles não deixarão para vocês nem cereais, nem vinho, nem azeite, nem crias de vacas e de ovelhas. 52Cercarão as cidades onde vocês moram, até que caiam as muralhas altas e fortes em que vocês confiavam. Todas as cidades da terra que o Senhor, nosso Deus, lhes deu serão cercadas pelo inimigo. 53O cerco será terrível. Os moradores das cidades ficarão tão desesperados, que comerão os próprios filhos que Deus lhes deu. 54-55A situação será tão terrível, que não haverá nada para comer. Até o homem mais educado e carinhoso ficará tão desesperado, que comerá os próprios filhos, e será tão mau, que não repartirá a carne com os irmãos, nem com a sua querida mulher, nem com os outros filhos. 56-57A situação será tão terrível, que até a mulher mais delicada e carinhosa, que nunca precisou andar a pé quando saía de casa, ficará tão desesperada, que comerá, às escondidas, seu bebê recém-nascido e a placenta também. Ela será tão má, que não dará nenhum pedaço para o seu querido marido, nem para os outros filhos.

28.56-57
2Rs 6.28-29
Lm 4.10

58— Se vocês não cumprirem todas as leis que estão escritas neste livro e se não respeitarem o nome do Senhor, nosso Deus, esse nome que é glorioso e causa medo, 59então ele castigará vocês e os seus descendentes com pragas e com doenças terríveis e demoradas. 60Ele os castigará com as mesmas doenças com que castigou os egípcios, doenças que não têm cura e que deixam vocês com tanto medo. 61O Senhor mandará também doenças e pragas que não estão escritas neste Livro da Lei e os destruirá. 62Vocês, que já foram tão numerosos como as estrelas do céu, ficarão um punhado de gente porque não obedeceram às ordens do Senhor, nosso Deus. 63E assim como o Senhor tinha prazer em abençoá-los e fazer com que aumentassem em número, assim também terá prazer em castigá-los e destruí-los. Vocês serão arrancados da terra que vão invadir e que vai ser de vocês.

64— O Senhor Deus os espalhará por todos os países, de uma ponta do mundo à outra. Ali vocês adorarão deuses de madeira e de pedra, que nem vocês nem os seus antepassados conheciam. 65E também nesses países vocês não terão sossego nem paz; o Senhor fará com que fiquem cheios de aflição, desespero e medo. 66A vida de vocês estará sempre em perigo; dia e noite o medo os acompanhará, e vocês ficarão desesperados da vida. 67Vocês terão tanto medo e verão coisas tão terríveis, que de manhã dirão: “Tomara que já fosse noite!” E ao cair a noite dirão: “Quem dera que já fosse dia!” 68O Senhor Deus os fará voltar em navios para o Egito, ainda que ele tenha dito que vocês nunca mais iriam para lá. Ali vocês procurarão vender-se como escravos e escravas aos seus inimigos, os egípcios, mas ninguém vai querer comprá-los.