Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
14

Contra o luto pagão

141Moisés disse ao povo:

— Vocês são filhos do Senhor, nosso Deus. Portanto, quando chorarem a morte de alguém, não se cortem, nem rapem a cabeça, como os outros povos fazem.

14.1
Lv 19.28
21.5
2Pois vocês são o povo escolhido pelo Senhor, nosso Deus; entre todos os povos da terra ele os escolheu para serem somente dele.
14.2
Êx 19.5-6
Dt 4.20
7.6
26.18
Tt 2.14
1Pe 2.9

Os animais puros e os impuros

Levítico 11.1-47

3— Não comam nada que seja impuro. 4Vocês podem comer a carne dos seguintes animais: vacas, carneiros, cabritos, 5veados, gazelas, corços, cabritos selvagens, antílopes, carneiros selvagens e gamos. 6Todos esses animais têm o casco dividido em dois, e ruminam, e podem ser comidos. 7Mas nenhum animal deve ser comido, a não ser que tenha o casco dividido e que rumine. Portanto, não comam camelos, lebres ou coelhos selvagens, pois ruminam, mas não têm o casco dividido. Para vocês esses animais são impuros. 8Não comam carne de porco. Para vocês os porcos são impuros porque têm o casco dividido, mas não ruminam. Não comam nenhum desses animais, nem toquem neles quando estiverem mortos.

9— Vocês podem comer qualquer peixe que tenha barbatanas e escamas, 10mas não podem comer peixes que não tenham barbatanas nem escamas. Para vocês esses peixes são impuros.

11— Vocês podem comer qualquer ave pura, 12porém não comam as seguintes aves14.12 É impossível identificar com segurança todas as aves desta lista.: águias, urubus, águias marinhas, 13açores, falcões, 14corvos, 15avestruzes, corujas, gaivotas, gaviões, 16mochos, íbis, gralhas, 17pelicanos, abutres, corvos marinhos, 18cegonhas, garças e poupas; e também morcegos.

19— Todos os insetos que voam são impuros; vocês não podem comê-los. 20Mas podem comer todos os insetos puros.

21— Não comam qualquer animal que tenha tido morte natural. Vocês podem dar o animal aos estrangeiros que moram nas cidades de vocês ou podem vendê-lo a outros estrangeiros. Mas vocês não o podem comer, pois são o povo escolhido pelo Senhor, nosso Deus.

— Não cozinhem um cabrito ou um carneirinho no leite da sua própria mãe14.21 Os povos cananeus faziam isso nas reuniões de adoração aos deuses da fertilidade..

14.21
Êx 23.19
34.26

A lei dos dízimos

22— Todos os anos juntem uma décima parte de todas as colheitas 23e levem até o lugar que o Senhor, nosso Deus, tiver escolhido para nele ser adorado. Ali, na presença do Senhor, nosso Deus, comam aquela décima parte dos cereais, do vinho e do azeite e também a primeira cria das vacas e das ovelhas. Façam isso para aprender a temer a Deus para sempre. 24Mas, se o lugar de adoração ficar muito longe, e for impossível levar até lá a décima parte das colheitas com que Deus os abençoou, 25então façam isto: vendam aquela parte das colheitas, levem o dinheiro até o lugar de adoração que o Senhor tiver escolhido 26e ali comprem tudo o que quiserem comer: carne de vaca ou de carneiro, vinho, cerveja ou qualquer outra coisa que desejarem. E ali, na presença do Senhor, nosso Deus, vocês e as suas famílias comam essas coisas e se divirtam à vontade.

27— Porém não esqueçam os levitas que moram nas cidades de vocês. Eles não receberão terras em Canaã, como as outras tribos. 28De três em três anos juntem a décima parte das colheitas daquele ano e guardem nas cidades onde vocês moram. 29Essa comida é para os levitas, pois eles não têm terras próprias; é também para os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que moram nas cidades de vocês. Assim todos eles terão toda a comida que precisarem. Façam isso para que o Senhor, nosso Deus, abençoe todo o trabalho de vocês.

14.22-29
Lv 27.30-33
Nm 18.21

15

O Sétimo Ano

Levítico 25.1-7

151Moisés disse ao povo:

— De sete em sete anos todas as dívidas serão perdoadas. 2Isso será feito assim: quem tiver emprestado dinheiro a outro israelita perdoará a dívida. Ele não exigirá pagamento, pois o Senhor Deus declara que a dívida foi perdoada. 3Vocês podem exigir que os estrangeiros paguem, mas devem perdoar as dívidas dos seus patrícios israelitas.

4— O Senhor, nosso Deus, os abençoará ricamente na terra que lhes vai dar. Portanto, não haverá nenhum israelita pobre, 5se todos derem atenção ao que o Senhor ordena e obedecerem a todos os mandamentos que hoje eu estou dando a vocês. 6Conforme prometeu, o Senhor Deus os abençoará: vocês emprestarão a muitos povos, mas não tomarão emprestado de ninguém; terão domínio sobre muitos povos, mas não serão dominados por ninguém.

7— Se houver um israelita pobre em qualquer cidade da terra que o Senhor, nosso Deus, vai dar a vocês, tenham pena dele e o ajudem. 8Sejam generosos e emprestem todo o dinheiro que ele precisar.

15.7-8
Lv 25.35
9Se isso acontecer quando estiver perto o sétimo ano, o ano em que as dívidas são perdoadas, talvez você pense em não ajudar o necessitado. Afaste esse mau pensamento e ajude o seu patrício israelita; se não, ele gritará a Deus contra você, e você será culpado de pecado. 10Não dê com tristeza no coração, mas seja generoso com ele; assim o Senhor, nosso Deus, abençoará tudo o que você planejar e tudo o que fizer.

11— Sempre haverá pobres e necessitados no meio do povo, e por isso eu ordeno que vocês sejam generosos com todos eles.

15.11
Mt 26.11
Mc 14.7
Jo 12.8

Os escravos

Êxodo 21.1-11

12— Se um israelita, seja homem ou mulher, for vendido a você como escravo, ele será o seu escravo seis anos; no sétimo ano você lhe dará a liberdade. 13E, quando ele for embora, não o deixe ir sem lhe dar alguma coisa. 14Seja generoso com as bênçãos que o Senhor Deus derramou sobre você: dê ao escravo ovelhas, cereais e vinho. 15Lembre que você foi escravo no Egito e que o Senhor, nosso Deus, o tirou de lá. É por isso que eu estou dando essa ordem a você hoje.

16— Mas talvez o escravo goste tanto de você e da sua família e se sinta tão bem na sua casa, que não queira ir embora. 17Nesse caso você deve levá-lo para a porta da casa e furar a orelha dele com um furador. Então ele será seu escravo por toda a vida. E faça o mesmo com a escrava que quiser ficar. 18Não fique aborrecido quando você precisar dar a liberdade ao seu escravo. Afinal de contas, ele foi seu escravo seis anos, ganhando metade do que se paga a um empregado. Faça o que eu mando, e o Senhor Deus abençoará tudo o que você fizer.

15.12-18
Lv 25.39-46

A primeira cria de vacas e de ovelhas

19— A primeira cria das vacas e das ovelhas, se for macho, pertence ao Senhor, nosso Deus. Portanto, não usem no trabalho essas crias das vacas e não cortem a lã dessas crias das ovelhas.

15.19
Êx 13.12
20Todos os anos levem esses animais para o lugar de adoração escolhido por Deus, o Senhor, e ali, na presença de Deus, vocês e as suas famílias comam a carne deles. 21Porém, se um desses animais tiver algum defeito, se for cego, ou aleijado, ou tiver outro defeito grave, não poderá ser oferecido em sacrifício ao Senhor. 22A carne desse animal deverá ser comida em casa; todos vocês, tanto os que estão puros como os que estão impuros, poderão comer a carne desses animais defeituosos como se comessem carne de gazela ou de veado15.22 Ver Dt 12.15, nota.. 23Porém não comam o sangue; despejem o sangue no chão, como se fosse água.
15.23
Gn 9.4
Lv 7.26-27
17.10-14
19.26
Dt 12.16,23

16

A Festa da Páscoa — Pães sem Fermento

Êxodo 12.1-20; Levítico 23.5-8; Números 28.16-25

161Moisés disse ao povo:

— Comemorem a Festa da Páscoa em honra de Deus, no mês de abibe, pois foi numa noite desse mês que o Senhor, nosso Deus, tirou vocês do Egito. 2Vão ao lugar que o Senhor tiver escolhido para nele ser adorado e ali ofereçam em sacrifício a ele um animal tirado do seu rebanho de ovelhas e do seu gado para a Festa da Páscoa. 3Durante a semana da festa não comam pão feito com fermento; comam somente pão feito sem fermento, pois era assim o pão que vocês comeram quando saíram às pressas do Egito. É esse pão, chamado “pão do sofrimento”, que vocês deverão comer durante a festa, para que nunca esqueçam o dia em que saíram do Egito. 4Durante os sete dias da festa ninguém em todo o país deverá ter fermento em casa. E o animal que tiver sido morto no primeiro dia da festa será comido na noite daquele mesmo dia, não devendo sobrar nada para o dia seguinte.

5-6— Os animais oferecidos em sacrifício na Páscoa deverão ser mortos em um lugar só, isto é, no lugar de adoração escolhido pelo Senhor, nosso Deus. Em nenhum outro lugar da terra que Deus lhes está dando, vocês poderão matar os animais. Matem os animais ao pôr do sol, pois foi nessa hora que vocês saíram do Egito. 7Cozinhem e comam o animal ali no lugar de adoração escolhido por Deus e na manhã seguinte voltem para casa. 8Nos seis dias seguintes só poderá ser comido pão sem fermento. E no sétimo dia haverá uma reunião especial em honra do Senhor, nosso Deus. Nesse dia vocês não trabalharão.

A Festa da Colheita

Êxodo 34.22; Levítico 23.15-21; Números 28.26-31

9— Sete semanas depois de começarem a colher os cereais, 10comemorem a Festa da Colheita, em honra do Senhor, nosso Deus. Ofereçam a ele o que quiserem, de acordo com as bênçãos que Deus tiver dado a vocês. 11E na presença de Deus, no lugar que ele tiver escolhido para nele ser adorado, todos deverão festejar e se alegrar: vocês, os seus filhos e as suas filhas, os seus escravos e as suas escravas e os levitas, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que moram nas cidades onde vocês vivem. 12Não esqueçam que vocês foram escravos no Egito; obedeçam fielmente a essas leis.

16.9-12
Nm 28.26-31

A Festa das Barracas

Levítico 23.33-43; Números 29.12-38

13— Depois de separarem os cereais da palha e de espremerem todas as uvas, comemorem a Festa das Barracas durante sete dias. 14Todos devem festejar alegremente: vocês, os seus filhos e as suas filhas, os seus escravos e as suas escravas e os levitas, os estrangeiros, os órfãos e as viúvas que moram nas cidades onde vocês vivem. 15Festejem durante sete dias em honra do Senhor, nosso Deus, no lugar que ele tiver escolhido para nele ser adorado. Fiquem contentes e alegres, pois o Senhor lhes dará boas colheitas e abençoará tudo o que vocês fizerem.

16.13-15
Nm 29.12-38

16— São estas as três ocasiões em que todo homem israelita deverá apresentar-se na presença de Deus, no lugar que ele tiver escolhido para nele ser adorado: a Festa da Páscoa, a Festa da Colheita e a Festa das Barracas. Que ninguém vá sem levar alguma coisa para oferecer a Deus; 17porém cada um deve fazer a sua oferta de acordo com as bênçãos que o Senhor, nosso Deus, lhe tiver dado.

Os deveres dos juízes

Êxodo 23.1-9

18— Nas cidades que o Senhor, nosso Deus, lhes der, vocês devem escolher juízes e outras autoridades para cada tribo. Eles julgarão todos com justiça e honestidade. 19Não serão injustos nas suas sentenças; tratarão todos igualmente e não aceitarão suborno. O suborno faz com que homens sábios e honestos fiquem cegos e deem sentenças injustas.

16.19
Lv 19.15
20Sejam honestos; sejam sempre corretos para que vivam e tomem posse da terra que o Senhor, nosso Deus, está dando a vocês.

Contra a idolatria

21Moisés continuou, dizendo:

— Quando vocês construírem um altar para adorar a Deus, o Senhor, não coloquem perto dele um poste da deusa Aserá

16.21
Êx 34.13
22ou uma coluna do deus Baal. O Senhor, nosso Deus, detesta esses ídolos pagãos.
16.22
Lv 26.1