Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
2

Moabe

21O Senhor Deus diz:

— O povo de Moabe tem cometido tantos pecados, tantos mesmo, que eu tenho de castigá-los. Profanaram o corpo do rei de Edom, queimando-o até virar cinza. 2Por isso, eu vou pôr fogo no país de Moabe, e esse mesmo fogo destruirá também as fortalezas de Queriote. Haverá batalhas violentas, gritos de soldados e som de cornetas, e o povo morrerá. 3Acabarei com o rei e com as autoridades de Moabe. Eu, o Senhor, falei.

2.1-3
Is 15.1—16.14
25.10-12
Jr 48.1-47
Ez 25.8-11
Sf 2.8-11

Judá

4O Senhor Deus diz:

— O povo de Judá tem cometido tantos pecados, tantos mesmo, que eu tenho de castigá-los. Eles rejeitaram a minha lei e desobedeceram aos meus mandamentos. Adoraram os mesmos deuses falsos que os seus antepassados adoraram. 5Por isso, eu vou pôr fogo na terra de Judá, e esse mesmo fogo destruirá as fortalezas de Jerusalém.

Deus condena Israel

6O Senhor Deus diz:

— O povo de Israel tem cometido tantos pecados, tantos mesmo, que eu tenho de castigá-los. Vendem como escravos pessoas honestas que não podem pagar as suas dívidas e até aquelas que são tão pobres, que não podem pagar a dívida que fizeram para comprar um par de sandálias. 7Perseguem e humilham os pobres e fazem injustiças contra as pessoas simples. Pais e filhos têm relações com prostitutas nos templos pagãos2.7 Mulheres que ficavam nos templos cananeus, onde os deuses da fertilidade eram adorados. Pensava-se que relações com elas fariam que as terras dessem boas colheitas e que os animais tivessem muitas crias. e assim envergonham o meu santo nome. 8Perto de qualquer altar pagão, eles se assentam sobre roupas que receberam como garantia de pagamento de dívidas e comem dos sacrifícios oferecidos aos ídolos. Para comprar o vinho que bebem no templo do deus deles, usam o dinheiro que receberam de multas injustas.

9— Será que vocês já esqueceram o que fiz com os amorreus2.9 O povo que morava na terra de Canaã quando os israelitas conquistaram o país.? Eu destruí aqueles homens que eram altos como os cedros e fortes como os carvalhos. Acabei completamente com eles.

2.9
Dt 3.8-11
10Fui eu que tirei vocês do Egito, que os guiei quarenta anos pelo deserto e que lhes dei a terra dos amorreus. 11Escolhi alguns dos seus filhos para serem profetas e outros para serem nazireus. Não foi isso mesmo o que eu fiz?
2.11
Nm 6.1-8
12Mas vocês dão vinho aos nazireus e proíbem os profetas de anunciar a minha mensagem. 13Pois bem! Eu vou amontoar castigos em cima de vocês, e vocês vão ranger os dentes, como range uma carroça carregada de trigo. 14Os que correm depressa não poderão escapar, os fortes perderão toda a força, e os corajosos não salvarão a vida. 15Os homens armados de arcos e flechas não vencerão, e não escaparão com vida nem os que fugirem a pé, nem os que fugirem montados a cavalo. 16Naquele dia, até os soldados mais valentes jogarão fora as suas armas e fugirão. Eu, o Senhor, estou falando.

3

31Povo de Israel, escute o que o Senhor Deus disse a respeito de vocês, o povo que ele tirou do Egito:

2— No mundo inteiro, vocês são o único povo que eu escolhi para ser meu. Por isso, tenho de castigá-los por causa de todos os pecados que vocês cometeram.

O profeta não pode calar

3Por acaso, duas pessoas viajam juntas, sem terem combinado antes?

4Será que o leão ruge na floresta, sem ter achado algum animal para caçar?

Será que o leão novo fica rosnando na caverna, se não tiver pegado nada?

5Será que um passarinho cai numa armadilha que não estava armada?

Será que uma armadilha se desarma sem ter pegado algum animal?

6Quando tocam a corneta de alarme, será que o povo não fica com medo?

Por acaso, cai alguma desgraça sobre uma cidade, sem que o Senhor Deus a tenha feito acontecer?

7Por acaso, o Senhor Deus faz alguma coisa sem revelar aos seus servos, os profetas?

8Quando o leão ruge, quem não fica com medo?

Quando o Senhor Deus fala, quem não anuncia a sua mensagem?

O castigo da cidade de Samaria

9Anunciem nos palácios de Asdode e do Egito o seguinte: “Reúnam-se nos montes que ficam ao redor de Samaria e vejam a desordem que existe na cidade e os crimes que são cometidos.”

10O Senhor Deus diz:

— O povo de Samaria não sabe fazer nada com honestidade, e os seus palácios estão cheios de coisas roubadas com violência. 11Por isso, os inimigos cercarão o seu país, destruirão as suas fortalezas e levarão embora tudo o que está nos palácios.

12O Senhor Deus diz:

— Quando um leão pega uma ovelha, às vezes o pastor somente consegue salvar duas pernas ou uma orelha. Assim também serão salvos somente alguns moradores de Samaria, que agora descansam em camas de luxo. 13Escutem o que eu digo e acusem o meu povo, os descendentes de Jacó — diz Deus, o Senhor Todo-Poderoso. 14— Quando eu castigar o povo de Israel por causa dos seus pecados, destruirei os altares de Betel. As quatro pontas de todos os altares serão quebradas e cairão no chão.

3.14
2Rs 23.15
15Destruirei as casas de inverno e as de verão; as casas luxuosas, as casas enfeitadas de marfim, todas elas serão destruídas. Sou eu, o Senhor, quem está falando.

4

41— Ouçam isto, mulheres da cidade de Samaria, que estão satisfeitas e gordas como as vacas de Basã! Vocês maltratam os necessitados, exploram os pobres e ficam sempre pedindo aos maridos que lhes tragam mais vinho para beber. 2Eu, o Senhor, juro pelo meu santo nome que virá o tempo em que vocês serão arrastadas para fora da cidade com anzóis, como se fossem peixes; nenhuma de vocês escapará. 3Vocês sairão em fila pelas brechas das muralhas e serão jogadas na direção do monte Hermom.

Israel não quer arrepender-se

4O Senhor Deus diz:

— Povo de Israel, vocês querem pecar? Pois vão aos santuários de Betel e de Gilgal e ali pequem à vontade! Todas as manhãs ofereçam sacrifícios e de três em três dias deem os seus dízimos. 5Apresentem os pães da oferta de gratidão a Deus e depois saiam para contar a todo mundo que fizeram ofertas de livre e espontânea vontade. E como vocês gostam de fazer isso!

6— Eu fiz com que faltasse comida em todas as cidades e que todos passassem fome, mas assim mesmo vocês não voltaram para mim. 7Não deixei que chovesse durante três meses antes das colheitas. Fiz com que caísse chuva numa cidade, mas, em outra, não; choveu numa plantação, mas, em outra, não, e nesta tudo secou. 8As pessoas iam de cidade em cidade procurando água, mas não achavam o bastante nem para matar a sede. Assim mesmo vocês não voltaram para mim. Sou eu, o Senhor, quem está falando.

9— Eu os castiguei com ventos muito quentes e com pragas nas plantas; os gafanhotos acabaram com as hortas, com as parreiras, com as figueiras e com as oliveiras. Assim mesmo vocês não voltaram para mim. 10Fiz cair sobre vocês uma praga como as que mandei contra o Egito. Fiz com que os moços morressem nos campos de batalha e deixei que os inimigos levassem embora os cavalos de guerra. Fiz com que o mau cheiro dos corpos que estavam apodrecendo se espalhasse pelo acampamento. Assim mesmo vocês não voltaram para mim. Sou eu, o Senhor, quem está falando.

11— Eu destruí cidades, como fiz com Sodoma e com Gomorra; vocês escaparam como se fossem um galho que no último momento é tirado do fogo. Assim mesmo vocês não voltaram para mim.

4.11
Gn 19.24
12Por isso, povo de Israel, eu os castigarei. E, já que vou castigá-los, preparem-se para se encontrar com o seu Deus. Eu, o Senhor, falei.

13Foi Deus quem fez as montanhas e criou o vento.

Ele revela os seus planos aos seres humanos.

Ele faz o dia virar noite

e anda por cima das montanhas.

Este é o seu nome: o Senhor, o Deus Todo-Poderoso.