Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
6

Sete auxiliares para os apóstolos

61Algum tempo depois, o número de judeus que se tornaram seguidores de Jesus aumentou muito, e os que tinham sido criados fora da terra de Israel começaram a se queixar dos que tinham sido criados em Israel. A queixa deles era que as viúvas do seu grupo estavam sendo esquecidas na distribuição diária de dinheiro. 2Então os doze apóstolos reuniram todo o grupo de seguidores e disseram:

— Não está certo nós deixarmos de anunciar a palavra de Deus para tratarmos de dinheiro. 3Por isso, irmãos, escolham entre vocês sete homens de confiança, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, e nós entregaremos esse serviço a eles. 4Assim nós poderemos continuar usando todo o nosso tempo na oração e no trabalho de anunciar a palavra de Deus.

5Todos concordaram com a proposta dos apóstolos. Então escolheram Estêvão, um homem cheio de fé e do Espírito Santo, e também Filipe, Prócoro, Nicanor, Timom, Pármenas e Nicolau de Antioquia, um não judeu que antes tinha se convertido ao Judaísmo. 6Esses homens foram levados aos apóstolos, que oraram e puseram as mãos sobre a cabeça deles.

7A palavra de Deus continuava a se espalhar. Em Jerusalém o número dos seguidores de Jesus crescia cada vez mais, e era grande o número de sacerdotes judeus que aceitavam a fé cristã.

A prisão de Estêvão

8Estêvão, um homem muito abençoado por Deus e cheio de poder, fazia grandes maravilhas e milagres entre o povo. 9Mas ficaram contra ele alguns membros da “Sinagoga dos Homens Livres6.9 Judeus que tinham sido escravos, ou seus descendentes, e que haviam sido postos em liberdade pelos seus donos.”, que era a sinagoga dos judeus que tinham vindo das cidades de Cirene e Alexandria. Estes e outros judeus da região da Cilícia e da província da Ásia começaram a discutir com Estêvão. 10Mas o Espírito de Deus dava tanta sabedoria a Estêvão, que ele ganhava todas as discussões. 11Então eles pagaram algumas pessoas para dizerem:

— Nós ouvimos este homem dizer blasfêmias contra Moisés e contra Deus!

12Dessa maneira eles atiçaram o povo, os líderes e os mestres da Lei. Depois foram, agarraram Estêvão e o levaram ao Conselho Superior. 13Então arranjaram alguns homens para dizerem mentiras a respeito dele. Essas pessoas afirmaram o seguinte:

— Este homem não para de falar contra o nosso santo Templo e contra a Lei de Moisés. 14Nós o ouvimos quando ele dizia que esse Jesus de Nazaré vai destruir o Templo e mudar todos os costumes que Moisés nos deu.

15Todos os que estavam sentados na sala do Conselho Superior olhavam firmemente para Estêvão e viram que o rosto dele parecia o rosto de um anjo.