Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
19

Elias no monte Sinai

191O rei Acabe contou à sua esposa Jezabel tudo o que Elias havia feito e como havia matado à espada todos os profetas do deus Baal. 2Aí ela mandou um mensageiro a Elias com o seguinte recado:

— Que os deuses me matem, se até amanhã a esta hora eu não fizer com você o mesmo que você fez com os profetas!

3Elias ficou com medo e, para salvar a vida, fugiu com o seu ajudante para a cidade de Berseba, que ficava na região de Judá. Deixou ali o seu ajudante 4e foi para o deserto, andando um dia inteiro. Aí parou, sentou-se na sombra de uma árvore e teve vontade de morrer. Então orou assim:

— Já chega, ó Senhor Deus! Acaba agora com a minha vida! Eu sou um fracasso, como foram os meus antepassados19.4 Referência aos israelitas que morreram no deserto quando estavam indo para a Terra Prometida..

19.4
Jn 4.3

5Elias se deitou debaixo da árvore e caiu no sono. De repente, um anjo tocou nele e disse:

— Levante-se e coma.

6Elias olhou em volta e viu perto da sua cabeça um pão assado nas pedras e uma jarra de água. Ele comeu, e bebeu, e dormiu de novo. 7O anjo do Senhor Deus voltou e tocou nele pela segunda vez, dizendo:

— Levante-se e coma; se não, você não aguentará a viagem.

8Elias se levantou, comeu e bebeu, e a comida lhe deu força bastante para andar quarenta dias e quarenta noites até o Sinai, o monte sagrado. 9Ali ele entrou numa caverna para passar a noite, e, de repente, o Senhor Deus lhe perguntou:

— O que você está fazendo aqui, Elias?

10Ele respondeu:

— Ó Senhor, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar!

11O Senhor Deus disse:

— Saia e vá ficar diante de mim no alto do monte.

Então o Senhor passou por ali e mandou um vento muito forte, que rachou os morros e quebrou as rochas em pedaços. Mas o Senhor não estava no vento. Quando o vento parou de soprar, veio um terremoto; porém o Senhor não estava no terremoto. 12Depois do terremoto veio um fogo, mas o Senhor não estava no fogo. E depois do fogo veio um sussurro calmo e suave.

13Quando Elias ouviu o sussurro, cobriu o rosto com a capa. Então saiu e ficou na entrada da caverna. E uma voz lhe disse:

— O que você está fazendo aqui, Elias?

14Ele respondeu:

— Ó Senhor, Deus Todo-Poderoso, eu sempre tenho servido a ti e só a ti. Mas o povo de Israel quebrou a sua aliança contigo, derrubou os teus altares e matou todos os teus profetas. Eu sou o único que sobrou, e eles estão querendo me matar!

19.10,14
Rm 11.3

15Então o Senhor Deus disse:

— Volte para o deserto que fica perto de Damasco. Chegando lá, entre na cidade e unja Hazael como rei da Síria.

19.15
2Rs 8.7-13
16Unja Jeú, filho de Ninsi, como rei de Israel e unja Eliseu, filho de Safate, de Abel-Meolá, como profeta, para ficar em lugar de você.
19.16
2Rs 9.1-6
17As pessoas que não forem mortas por Hazael serão mortas por Jeú, e todos os que escaparem de Jeú serão mortos por Eliseu. 18Mas eu deixarei sete mil pessoas vivas em Israel, isto é, todos aqueles que não adoraram o deus Baal e não beijaram a sua imagem.
19.18
Rm 11.4

A chamada de Eliseu

19Elias saiu e encontrou Eliseu, que estava arando a terra. Na frente dele iam doze pares de bois, e ele estava arando com o último par. Elias passou perto de Eliseu e jogou a sua capa em cima dele. 20Então Eliseu largou os seus bois, correu atrás de Elias e disse:

— Deixe que eu vá beijar o meu pai e a minha mãe e depois eu irei com você.

Elias respondeu:

— Está bem. Pode ir. Eu não estou impedindo.

21Aí Eliseu deixou Elias e foi até o lugar onde estavam os dois bois e matou-os. Então fez fogo com a madeira da canga e cozinhou a carne.

Depois deu a carne ao povo, e eles comeram. Então saiu, e foi com Elias, e ficou trabalhando como seu ajudante.