Nova Tradução na Linguagem de Hoje (2000) (NTLH)
21

Davi manda contar o povo

2Samuel 24.1-25

211Satanás quis criar problemas para o povo de Israel e por isso levou Davi a fazer uma contagem do povo. 2Davi deu a Joabe e aos outros oficiais a seguinte ordem:

— Vão por toda a terra de Israel, desde o Norte até o Sul, e façam a contagem do povo. Eu quero saber quantos somos.

3Mas Joabe respondeu:

— Que o Senhor, nosso Deus, faça o povo de Israel cem vezes mais numeroso do que é agora! Ó rei, todos eles são seus servidores. Por que é que o senhor quer fazer isso e tornar culpada toda a nossa nação?

4Mas o rei fez com que Joabe obedecesse à sua ordem. Então Joabe saiu, viajou por toda a terra de Israel e depois voltou para Jerusalém. 5Ele informou ao rei Davi que o total de homens capazes para o serviço militar era o seguinte: um milhão e cem mil em Israel e quatrocentos e setenta mil em Judá. 6Mas Joabe desaprovava a ordem do rei e por isso não fez a contagem nas tribos de Levi e Benjamim.

7O que foi feito desagradou a Deus, e por isso ele castigou o povo de Israel.

8Então Davi disse:

— Ó Deus, eu cometi um pecado terrível quando mandei contar o povo. Por favor, perdoa-me! O que fiz foi uma loucura.

9Então o Senhor Deus disse a Gade, o profeta de Davi:

10— Vá e diga a Davi que eu dou a ele o direito de escolher uma de três coisas; aquilo que ele escolher eu farei.

11-12Gade foi falar com Davi, contou o que o Senhor tinha dito e disse:

— Você pode escolher uma destas três coisas: três anos de fome, três meses fugindo dos exércitos dos seus inimigos ou três dias nos quais o Senhor atacará você com a espada dele, mandando peste para a terra de Israel e usando o seu anjo para trazer a morte por todo o país. O que você prefere? Que resposta devo dar a Deus?

13Davi respondeu:

— Estou desesperado; porém não quero ser castigado por homens. Que o próprio Senhor me castigue porque ele é misericordioso!

14Então Deus mandou que uma peste caísse sobre o povo de Israel, e morreram setenta mil israelitas. 15Depois mandou um anjo para destruir a cidade de Jerusalém, mas mudou de ideia e disse ao anjo:

— Pare! Já chega!

O anjo do Senhor estava perto do terreiro de malhar cereais que pertencia a Araúna, o jebuseu.

16Davi olhou e viu o anjo no ar, segurando a sua espada, pronto para destruir Jerusalém. Então Davi e os líderes do povo, todos eles vestindo roupas feitas de pano grosseiro, ajoelharam-se e encostaram o rosto no chão. 17Aí Davi orou assim:

— Ó Deus, fui eu que errei. Fui eu quem mandou fazer o recenseamento. O que foi que essa pobre gente fez? Ó Senhor, meu Deus, castiga a mim e a minha família e poupa o teu povo!

18Então o anjo do Senhor disse a Gade que mandasse Davi construir um altar para Deus no terreiro de malhar cereais que pertencia a Araúna. 19Davi obedeceu à ordem do Senhor e foi, como Gade lhe tinha dito. 20Ali, no terreiro, Araúna e os seus quatro filhos estavam malhando trigo. Quando viram o anjo, os filhos fugiram e se esconderam. 21Ao ver Davi chegando, Araúna saiu do terreiro, ajoelhou-se e encostou o rosto no chão.

22Então Davi lhe disse:

— Quero que você me venda o seu terreiro de malhar cereais a fim de que eu construa nele um altar para Deus, o Senhor, e assim a peste acabe. Eu pagarei um preço justo por ele.

23Araúna disse:

— Fique com o terreiro e faça com ele o que quiser. Aqui estão estes bois para serem queimados em sacrifício no altar, as tábuas de debulhar cereais para serem usadas como lenha e também trigo para dar como oferta. Eu lhe dou tudo isso.

24Mas Davi respondeu:

— Isso não! Eu pagarei o preço justo. Não vou dar como oferta ao Senhor coisas que são de você, coisas que não me custaram nada.

25E pagou a Araúna quase sete quilos de ouro pelo terreiro. 26Então construiu ali um altar para Deus e ofereceu sacrifícios que foram completamente queimados e ofertas de paz. Ele orou, e Deus respondeu, mandando fogo do céu para queimar os sacrifícios que estavam no altar.

27O Senhor Deus mandou que o anjo colocasse a sua espada na bainha, e ele obedeceu. 28Naquele instante Davi entendeu que Deus havia respondido à sua oração e por isso ofereceu sacrifícios no altar do terreiro de malhar cereais. 29Naquele tempo a Tenda da Presença de Deus, que Moisés havia feito no deserto, e o altar onde os sacrifícios eram queimados ainda estavam no lugar de adoração que ficava em Gibeão. 30Mas Davi não podia ir até lá para adorar a Deus porque estava com medo da espada do anjo do Senhor.

22

221Então Davi disse:

— Neste lugar será construído o Templo de Deus, o Senhor. Neste altar o povo de Israel deverá apresentar sacrifícios que serão completamente queimados.

Preparativos para a construção do Templo

2Davi mandou que fossem reunidos todos os estrangeiros que moravam em Israel e os pôs para trabalhar. Alguns deles preparavam blocos de pedra para a construção do Templo. 3Davi ajuntou uma grande quantidade de ferro para fazer pregos e braçadeiras para os portões de madeira e ajuntou tanto bronze, que não foi possível pesar. 4E o povo de Tiro e de Sidom lhe mandou uma grande quantidade de toras de cedro. 5Davi pensou assim: “O templo que o meu filho Salomão vai construir deverá ser esplêndido e famoso no mundo inteiro. Mas ele é jovem e sem experiência; por isso, eu preciso ajuntar o material necessário para a construção.”

Por isso, Davi, antes de morrer, ajuntou uma grande quantidade de material.

6Ele mandou chamar o seu filho Salomão e ordenou que ele construísse um templo para o Senhor, o Deus de Israel. 7Davi disse:

— Meu filho, eu quis construir um templo em honra do Senhor, meu Deus. 8Mas ele disse que eu havia matado muita gente e feito muitas guerras. Portanto, por causa de todo o derramamento de sangue que eu causei, ele não me deixaria construir um templo para ele. 9Porém Deus me fez uma promessa. Ele disse: “Você terá um filho que governará em paz porque eu farei com que ele viva em paz com todos os seus inimigos. O seu nome será Salomão22.9 Salomão vem da palavra hebraica “shalom”, que quer dizer “paz e segurança”. porque durante o seu reinado eu darei paz e segurança ao povo de Israel. 10Ele construirá um templo para mim. Ele será meu filho, e eu serei seu pai. Os seus descendentes governarão Israel para sempre.”

22.7-10
2Sm 7.1-16
1Cr 17.1-14

11Davi continuou:

— Agora, meu filho, que o Senhor, seu Deus, esteja com você para que você consiga construir um templo para ele, conforme ele prometeu que você faria. 12E que o Senhor, seu Deus, lhe dê inteligência e sabedoria para que você possa governar o povo de Israel de acordo com a Lei dele! 13Se você obedecer a todas as leis que o Senhor deu a Moisés para o povo de Israel, tudo irá bem para você. Seja forte e corajoso; não desanime, nem tenha medo.

22.13
Js 1.6-9
14Quanto ao Templo, com muito esforço eu ajuntei mais de três mil e quatrocentas toneladas de ouro e mais de trinta e quatro mil toneladas de prata para serem usados na construção. Além disso, há uma quantidade tão grande de bronze e ferro, que nem dá para contar. Também armazenei madeira e pedras preparadas, mas você deve arranjar mais. 15Para o serviço você tem muitos trabalhadores. Há homens para trabalhar nas pedreiras, e há carpinteiros e pedreiros, e também uma grande quantidade de especialistas em todo tipo de trabalho 16em ouro, prata, bronze e ferro. Portanto, mãos à obra, e que o Senhor Deus o ajude!

17Davi ordenou a todos os líderes de Israel que ajudassem Salomão. 18Ele disse:

— O Senhor, nosso Deus, tem estado com vocês e lhes tem dado paz por todos os lados. Ele deixou que eu conquistasse todos os povos que moravam nesta terra, e agora eles são dominados por vocês e por Deus. 19Portanto, sirvam o Senhor, seu Deus, com todo o coração e alma. Comecem a construir o Templo para que possam colocar nele a arca da aliança do Senhor e os outros objetos usados na sua adoração.

23

231Quando já estava bem velho, Davi pôs o seu filho Salomão como rei de Israel.

23.1
1Rs 1.1-40

O trabalho dos levitas

2O rei Davi reuniu todos os líderes israelitas e todos os sacerdotes e levitas. 3Foram contados os levitas de trinta anos para cima, e o total foi de trinta e oito mil homens. 4O rei nomeou vinte e quatro mil deles para administrarem o trabalho de construção do Templo. Nomeou também seis mil para fazerem a escrita e resolverem os problemas que surgissem. 5E ainda nomeou quatro mil para serem guardas dos portões e quatro mil para louvarem o Senhor com os instrumentos que o próprio rei tinha mandado fazer para isso.

6Davi dividiu os levitas de acordo com os seus três grupos de famílias, que descendiam de Gérson, Coate e Merari.

7Gérson foi pai de dois filhos: Ladã e Simei. 8Ladã foi pai de três filhos: Jeiel, Zetã e Joel, 9que foram os chefes dos grupos de famílias descendentes de Ladã. (Simei foi pai de três filhos: Selomite, Haziel e Harã.)

10-11Simei foi pai de quatro filhos: Jaate, Ziza, Jeús e Berias, pela ordem de idade. Jeús e Berias não tiveram muitos descendentes e por isso foram contados como um só grupo de famílias.

12Coate foi pai de quatro filhos: Anrão, Isar, Hebrom e Uziel. 13Anrão, o filho mais velho, foi o pai de Arão e Moisés. (Arão e os seus descendentes foram separados para sempre a fim de tomar conta dos objetos sagrados, para queimarem incenso na adoração a Deus, o Senhor, para o servirem e para abençoarem o povo em seu nome.

23.13
Êx 28.1
14Mas os filhos de Moisés, homem de Deus, foram contados entre os levitas.) 15Moisés foi pai de dois filhos: Gérson e Eliézer. 16O líder dos filhos de Gérson foi Sebuel. 17Eliézer foi pai de somente um filho, chamado Reabias, mas Reabias teve muitos descendentes.

18Isar, o segundo filho de Coate, foi pai de um filho chamado Selomite, que foi o chefe do seu grupo de famílias. 19Hebrom, o terceiro filho de Coate, foi pai de quatro filhos: Jerias, Amariá, Jaaziel e Jecameão. 20Uziel, o quarto filho de Coate, foi pai de dois filhos: Mica e Issias.

21Merari foi pai de dois filhos: Mali e Musi. Mali também foi pai de dois filhos: Eleazar e Quis, 22mas Eleazar morreu sem deixar nenhum filho homem; só deixou filhas. Estas casaram com os primos, os filhos de Quis. 23Musi, o segundo filho de Merari, foi pai de três filhos: Mali, Éder e Jerimote.

24Foram estes os descendentes de Levi, por famílias e por grupos de famílias, registrados nome por nome. Todos os seus descendentes da idade de vinte anos para cima eram responsáveis pelos serviços do Templo de Deus, o Senhor.

25Davi disse:

— O Senhor, o Deus de Israel, tem dado paz ao seu povo e morará em Jerusalém para sempre. 26Por isso, os levitas não precisam mais carregar a Tenda da Presença de Deus nem os objetos usados na adoração.

23.26
Dt 10.8

27Assim, de acordo com as últimas ordens de Davi, quando completavam vinte anos de idade, os levitas eram registrados para o serviço. 28Então eram escalados para ajudar os sacerdotes descendentes de Arão na adoração no Templo, para cuidar dos seus pátios e salas e para conservar puro tudo o que era sagrado; 29para serem responsáveis pelos pães oferecidos a Deus, pela farinha de trigo usada nas ofertas, pelos pães achatados feitos sem fermento, pelas ofertas assadas em frigideiras e pela farinha de trigo misturada com azeite. Eram também encarregados de pesar e medir as ofertas para o Templo; 30de louvar e glorificar o Senhor todas as manhãs e todas as tardes 31e sempre que as ofertas a Deus eram queimadas no sábado, na Festa da Lua Nova e em outras festas. Foram feitas regras a respeito do número de levitas escalados de cada vez para fazerem esse trabalho. Eles ficaram encarregados para sempre da adoração ao Senhor. 32Eles receberam a responsabilidade de cuidar da Tenda da Presença de Deus e do Templo e de ajudar os seus parentes, os sacerdotes descendentes de Arão, na adoração no Templo.

23.28-32
Nm 3.5-9