Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
87

Jerusalém, a cidade de Deus

Salmo dos filhos de Corá. Cântico

871Fundada por ele

sobre os montes santos,

2o Senhor ama as portas de Sião

mais do que todas

as habitações de Jacó.

3Coisas gloriosas são ditas

a respeito de você,

ó cidade de Deus!

4“Dentre os que me conhecem,

farei menção de Raabe87.4 Referência ao Egito

e da Babilônia.

Eis aí a Filístia e Tiro

com a Etiópia;

‘nasceram em Sião’,

é o que se diz.”

5E a respeito de Sião se dirá:

“Este e aquele nasceram nela”;

e o próprio Altíssimo

a estabelecerá.

6O Senhor, ao registrar

os povos, dirá:

“Este nasceu lá.”

7Todos os cantores,

saltando de alegria, dirão:

“Todas as minhas fontes

estão em ti.”

88

Oração de um sofredor

Cântico. Salmo dos filhos de Corá. Ao mestre de canto. Para ser cantado com cítara. Salmo didático de Hemã, ezraíta

881Ó Senhor, Deus da minha

salvação,

dia e noite clamo diante de ti.

2Chegue à tua presença

a minha oração;

inclina os teus ouvidos

ao meu clamor.

3Pois a minha alma

está cheia de angústias,

e a minha vida

já se aproxima da morte.

4Sou contado

com os que descem ao abismo.

Sou como um homem sem força,

5atirado entre os mortos;

como os feridos de morte

que jazem na sepultura,

dos quais já não te lembras;

pois foram abandonados

pelas tuas mãos.

6Puseste-me

na mais profunda cova,

nos lugares tenebrosos,

nos abismos.

7Sobre mim pesa a tua ira;

tu me abates

com todas as tuas ondas.

8Afastaste de mim

os meus conhecidos

e me fizeste objeto de abominação

para com eles;

88.8
Sl 31.11

estou preso e não vejo como sair.

9Os meus olhos desfalecem

de aflição;

dia após dia,

venho clamando a ti, Senhor,

e a ti levanto as minhas mãos.

10Será que farás maravilhas

para os mortos?

Ou será que os finados

se levantarão para te louvar?

88.10
Sl 6.5
30.9

11A tua bondade será anunciada

na sepultura?

A tua fidelidade, nos abismos?

12Acaso nas trevas se manifestam

as tuas maravilhas?

E a tua justiça,

na terra do esquecimento?

13Mas eu, Senhor,

clamo a ti por socorro,

e de madrugada dirijo a ti

a minha oração.

88.13
Sl 5.3
119.147

14Por que rejeitas, Senhor,

a minha alma

e ocultas de mim o teu rosto?

88.14
Jó 13.24
Sl 13.1

15Ando aflito e prestes a morrer

desde moço;

sob o peso dos teus terrores,

estou desorientado.

16Sobre mim passou a tua ira;

os teus terrores acabaram comigo.

17O dia todo eles me rodeiam

como água;

a um tempo me circundam.

18Para longe de mim afastaste

os amigos e companheiros;

os meus conhecidos

agora são as trevas.

89

A promessa de Deus a Davi

Salmo didático de Etã,

89, título
1Rs 4.31
ezraíta

891Cantarei para sempre

as tuas misericórdias,

ó Senhor;

os meus lábios proclamarão

a todas as gerações

a tua fidelidade.

2Pois eu disse: “A misericórdia

está edificada para sempre;

a tua fidelidade,

tu a confirmarás nos céus.”

3Tu disseste: “Fiz uma aliança

com o meu escolhido

e jurei a Davi, meu servo:

4‘Para sempre estabelecerei

a sua posteridade

e firmarei o seu trono

de geração em geração.’”

89.3-4
2Sm 7.12-16
1Cr 17.11-14
Sl 132.11
At 2.30

5Os céus celebram

as tuas maravilhas,

89.5
Sl 19.1
50.6
97.6

ó Senhor,

e, na assembleia dos santos,

louvam a tua fidelidade.

6Pois quem nos céus

é comparável ao Senhor?

89.6
Sl 86.8
113.5

Entre os seres celestiais,

quem é semelhante ao Senhor?

7Deus infunde grande terror

na assembleia dos santos;

89.7
Sl 47.2
76.7

é temível sobre todos

os que o rodeiam.

8Ó Senhor, Deus dos Exércitos,

quem é poderoso

como tu és, Senhor,

com a tua fidelidade

ao redor de ti?!

9Dominas a fúria do mar;

quando as suas ondas se levantam,

tu as acalmas.

89.9
Sl 65.7

10Esmagaste o monstro Raabe

e o mataste;

com o teu braço forte

dispersaste os teus inimigos.

11Teus são os céus, e tua é a terra;

o mundo e a sua plenitude,

89.11
Sl 24.1

tu os estabeleceste.

12O Norte e o Sul, tu os criaste;

o Tabor e o Hermom

exultam em teu nome.

13O teu braço é poderoso;

forte é a tua mão,

e elevada é a tua mão direita.

14Justiça e direito

são o fundamento

do teu trono;

89.14
Sl 97.2

graça e verdade te precedem.

89.14
Sl 85.10

15Bem-aventurado o povo

que conhece

os gritos de alegria,

que anda, ó Senhor,

na luz da tua presença.

16Em teu nome se alegra o dia todo

e na tua justiça se exalta,

17porque tu és a glória

de sua força;

no teu favor é exaltado

o nosso poder.

89.17
Sl 75.10
92.10
148.14

18Pois ao Senhor pertence

o nosso escudo,

e ao Santo de Israel, o nosso rei.

19Outrora falaste em visão

aos teus santos e disseste:

“A um herói concedi

o poder de socorrer;

do meio do povo,

exaltei um escolhido.

20Encontrei Davi,

89.20
1Sm 13.14
16.12
At 13.22
meu servo;

com o meu santo óleo o ungi.

21A minha mão estará

sempre com ele,

o meu braço o fortalecerá.

22O inimigo jamais o surpreenderá,

nem será ele humilhado

pelo filho da perversidade.

23Esmagarei diante dele

os seus adversários

e destruirei aqueles que o odeiam.

24A minha fidelidade

e a minha bondade

o acompanharão,

e em meu nome crescerá

o seu poder.

25Porei a sua mão sobre o mar

e a sua direita, sobre os rios.

26Ele me invocará, dizendo:

‘Tu és o meu pai,

meu Deus e a rocha

da minha salvação.’

27Por isso, farei dele

o meu primogênito,

89.27
Ap 1.5

o mais elevado

entre os reis da terra.

28Conservarei para sempre

a minha bondade para com ele

e lhe confirmarei a minha aliança.

29Farei durar para sempre

a sua descendência;

89.29
Jr 33.17

e o seu trono ficará firme

enquanto o céu existir.”

30“Se os filhos dele

desprezarem a minha lei

e não andarem nos meus juízos,

31se violarem os meus preceitos

e não guardarem

os meus mandamentos,

32então punirei com vara

as suas transgressões

e com açoites, a sua iniquidade.

33Mas jamais retirarei dele

a minha bondade,

89.33
2Sm 7.15

nem desmentirei

a minha fidelidade.

34Não violarei a minha aliança,

89.34
Jr 33.20-21

nem modificarei o que

os meus lábios prometeram.”

35“Uma vez jurei

por minha santidade

que nunca mentiria a Davi.

36A sua posteridade

durará para sempre,

e o seu trono,

como o sol diante de mim.

37Ele será estabelecido

para sempre como a lua

89.37
Sl 72.5

e fiel como a testemunha

nos céus.”

38Tu, porém, o repudiaste

e o rejeitaste;

e te indignaste com o teu ungido.

39Quebraste a aliança

com o teu servo;

profanaste a sua coroa,

jogando-a no chão.

40Arrasaste

todas as suas muralhas;

reduziste a ruínas

as suas fortificações.

41Todos os que passam

pelo caminho o saqueiam;

89.41
Sl 80.12

ele se tornou objeto de deboche

para os vizinhos.

89.41
Sl 44.13
79.4

42Exaltaste a mão direita

dos seus adversários

e deste alegria

a todos os seus inimigos.

43Deixaste sem fio a sua espada

e não o sustentaste na batalha.

44Fizeste cessar o seu esplendor

e deitaste por terra o seu trono.

45Abreviaste

os dias da sua mocidade

e o cobriste de vergonha.

46Até quando, Senhor?

89.46
Sl 13.1
79.5

Ficarás escondido para sempre?

Até quando a tua ira

queimará como fogo?

47Lembra-te de como é breve

a minha existência!

89.47
Jó 7.7
Sl 39.5

Terias criado em vão

todos os filhos dos homens?

48Quem é que pode viver

e não ver a morte?

Ou quem pode livrar a sua alma

do poder da sepultura?

49Senhor, onde estão

as tuas misericórdias de outrora,

juradas a Davi por tua fidelidade?

50Lembra-te, Senhor, dos insultos

contra os teus servos

e de como trago no peito

a injúria de muitos povos,

51com que os teus inimigos,

Senhor, têm insultado,

sim, insultado

os passos do teu ungido.

52Bendito seja o Senhor

para sempre!

89.52
Sl 41.13
72.19
106.48

Amém e amém!

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]