Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
80

Oração pela restauração de Israel

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lírios”. Testemunho de Asafe. Salmo

801Dá ouvidos, ó pastor de Israel,

tu que conduzes José

como um rebanho;

tu que estás entronizado

acima dos querubins,

mostra o teu esplendor.

2Diante de Efraim,

Benjamim e Manassés,

desperta o teu poder

e vem salvar-nos.

3Restaura-nos, ó Deus;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

4Ó Senhor, Deus dos Exércitos,

até quando estarás indignado

contra a oração do teu povo?

5Para comer, tu lhe deste

pão de lágrimas

e, para beber,

pranto em abundância.

6Fizeste de nós

um motivo de conflito

entre os nossos vizinhos,

e os nossos inimigos

zombam de nós a valer.

7Restaura-nos,

ó Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

8Trouxeste uma videira do Egito;

expulsaste as nações e a plantaste.

9Preparaste-lhe o terreno,

ela deitou profundas raízes

e encheu a terra.

10Com a sombra dela

os montes se cobriram,

e os seus ramos se estenderam

por cima dos cedros de Deus.

11Ela estendeu a sua ramagem

até o mar

e os seus rebentos, até o rio.

12Por que derrubaste as cercas

que havia em volta dela,

deixando que todos os que passam

pelo caminho arranquem

as suas uvas?

13O javali da selva a devasta,

e os animais do campo

se alimentam dela.

14Ó Deus dos Exércitos,

volta-te, nós te rogamos!

Olha do céu, vê

e visita esta vinha!

15Protege o que

a tua mão direita plantou,

o ramo que para ti fortaleceste.

16Foi cortada, foi queimada.

Pereçam os nossos inimigos

pela repreensão do teu rosto.

17Seja a tua mão sobre aquele

que escolheste,

sobre o filho do homem

que fortaleceste para ti.

18E assim não nos afastaremos de ti.

Vivifica-nos, e invocaremos

o teu nome.

19Restaura-nos, ó Senhor,

Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

81

Exortação a louvor e obediência

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lagares”. Salmo de Asafe

811Cantem de júbilo a Deus,

força nossa;

celebrem o Deus de Jacó.

2Cantem louvores

e façam soar os tamborins,

a suave harpa e também a lira.

3Toquem a trombeta

na Festa da Lua Nova,

na lua cheia, dia da nossa festa.

4É preceito para Israel,

é prescrição do Deus de Jacó.

5Ele o ordenou, como lei, a José,

ao marchar contra a terra do Egito.

Ouvi uma linguagem

que eu não conhecia,

dizendo:

6“Livrei os seus ombros do peso,

e as mãos de vocês

ficaram livres dos cestos.

7Na angústia, vocês clamaram

e eu os livrei;

do esconderijo do trovão

eu lhes respondi;

e eu os pus à prova

junto às águas de Meribá.

8Escute, meu povo,

as minhas admoestações.

Ó Israel, se ao menos

você me escutasse!

9Não haja no meio de vocês

nenhum deus estranho,

nem se prostrem diante de

um deus estrangeiro.

10Eu sou o Senhor,

o Deus de vocês,

que os tirei da terra do Egito.

Abram bem a boca,

e eu a encherei.

11Mas o meu povo

não escutou a minha voz;

Israel não quis saber de mim.

12Assim, deixei que andassem

na teimosia do seu coração,

e seguissem

as suas próprias inclinações.

13Ah! Se o meu povo

me escutasse,

se Israel andasse

nos meus caminhos!

14Eu derrotaria logo

os seus inimigos

e voltaria a minha mão

contra os seus adversários.

15Os que odeiam o Senhor

se submeteriam a ele,

e isto duraria para sempre.

16Mas a vocês eu sustentaria

com o trigo mais fino

e os saciaria com o mel

que escorre da rocha.”

82

Deus, o juiz de todos

Salmo de Asafe

821Deus toma o seu lugar

na congregação divina;

no meio dos deuses, ele julga:

2“Até quando julgarão injustamente

e tomarão partido

pela causa dos ímpios?

3Defendam o direito dos fracos

e dos órfãos,

façam justiça aos aflitos

e desamparados.

4Socorram os fracos

e os necessitados,

tirando-os das mãos dos ímpios.”

5“Eles nada sabem,

nem entendem;

vagueiam em trevas;

todos os fundamentos da terra

vacilam.

6Eu disse: ‘Vocês são deuses;

todos vocês são filhos do Altíssimo.

7Mas vocês morrerão

como simples mortais,

e, como qualquer dos príncipes,

vocês sucumbirão.’”

8Levanta-te, ó Deus,

julga a terra,

pois a ti pertencem

todas as nações.