Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
79

Apelo à misericórdia divina

Salmo de Asafe

791Ó Deus, as nações invadiram

a tua herança,

profanaram o teu santo templo,

reduziram Jerusalém

a um montão de ruínas.

79.1
2Rs 25.8-10
2Cr 36.17-19
Jr 52.12-14

2Deram os cadáveres

dos teus servos

por alimento às aves dos céus

e a carne dos teus santos,

às feras da terra.

79.2
Dt 28.26

3Derramaram como água

o sangue deles

ao redor de Jerusalém,

e não houve quem

lhes desse sepultura.

4Tornamo-nos objeto de deboche

para os nossos vizinhos,

de escárnio e de zombaria

dos que nos rodeiam.

79.4
Sl 44.13
80.6

5Até quando, Senhor?

79.5
Sl 13.1
89.46

Será para sempre a tua ira?

Queimará como o fogo o teu zelo?

6Derrama o teu furor

sobre as nações

que não te conhecem

e sobre os reinos

que não invocam o teu nome.

79.6
Jr 10.25

7Porque eles devoraram Jacó

e destruíram as suas moradas.

8Não nos faças pagar

pelas iniquidades

de nossos pais;

que as tuas misericórdias

venham depressa

ao nosso encontro,

pois estamos muito abatidos.

9Ajuda-nos, ó Deus

e Salvador nosso,

pela glória do teu nome;

livra-nos e perdoa

os nossos pecados,

por amor do teu nome.

79.9
Sl 25.11

10Por que diriam as nações:

“Onde está o Deus deles?”

79.10
Sl 42.3
115.2

Seja manifesta entre as nações

e diante dos nossos olhos

a vingança do sangue

dos teus servos,

que foi derramado.

11Chegue à tua presença

o gemido dos prisioneiros;

com o teu grande poder,

preserva os que estão

condenados à morte.

12Retribui, Senhor,

aos nossos vizinhos

sete vezes mais

as afrontas com que te afrontaram.

13Quanto a nós, teu povo

e ovelhas do teu pasto,

79.13
Sl 74.1
95.7
100.3

para sempre te daremos graças;

de geração em geração

proclamaremos

os teus louvores.

80

Oração pela restauração de Israel

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lírios”. Testemunho de Asafe. Salmo

801Dá ouvidos, ó pastor de Israel,

tu que conduzes José

como um rebanho;

tu que estás entronizado

acima dos querubins,

80.1
Êx 25.22
2Sm 6.2
Sl 99.1

mostra o teu esplendor.

2Diante de Efraim,

Benjamim e Manassés,

desperta o teu poder

e vem salvar-nos.

3Restaura-nos, ó Deus;

faze resplandecer o teu rosto,

80.3
Nm 6.25
Sl 4.6
31.16
67.1
119.135

e seremos salvos.

4Ó Senhor, Deus dos Exércitos,

até quando estarás indignado

contra a oração do teu povo?

5Para comer, tu lhe deste

pão de lágrimas

e, para beber,

pranto em abundância.

80.5
Sl 42.3
102.9

6Fizeste de nós

um motivo de conflito

entre os nossos vizinhos,

e os nossos inimigos

zombam de nós a valer.

80.6
Sl 44.13
79.4

7Restaura-nos,

ó Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

8Trouxeste uma videira do Egito;

80.8
Is 5.2
Jr 2.21
Ez 17.6
19.10

expulsaste as nações e a plantaste.

9Preparaste-lhe o terreno,

ela deitou profundas raízes

e encheu a terra.

10Com a sombra dela

os montes se cobriram,

e os seus ramos se estenderam

por cima dos cedros de Deus.

11Ela estendeu a sua ramagem

até o mar

e os seus rebentos, até o rio.

12Por que derrubaste as cercas

que havia em volta dela,

deixando que todos os que passam

pelo caminho arranquem

as suas uvas?

80.12
Is 5.5

13O javali da selva a devasta,

e os animais do campo

se alimentam dela.

14Ó Deus dos Exércitos,

volta-te, nós te rogamos!

Olha do céu, vê

e visita esta vinha!

80.14
Is 63.15

15Protege o que

a tua mão direita plantou,

o ramo que para ti fortaleceste.

16Foi cortada, foi queimada.

Pereçam os nossos inimigos

pela repreensão do teu rosto.

17Seja a tua mão sobre aquele

que escolheste,

sobre o filho do homem

que fortaleceste para ti.

18E assim não nos afastaremos de ti.

Vivifica-nos, e invocaremos

o teu nome.

19Restaura-nos, ó Senhor,

Deus dos Exércitos;

faze resplandecer o teu rosto,

e seremos salvos.

80.19
Sl 80.3,7

81

Exortação a louvor e obediência

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lagares”. Salmo de Asafe

811Cantem de júbilo a Deus,

força nossa;

celebrem o Deus de Jacó.

2Cantem louvores

e façam soar os tamborins,

a suave harpa e também a lira.

3Toquem a trombeta

81.3
Nm 10.10

na Festa da Lua Nova,

na lua cheia, dia da nossa festa.

4É preceito para Israel,

é prescrição do Deus de Jacó.

5Ele o ordenou, como lei, a José,

ao marchar contra a terra do Egito.

Ouvi uma linguagem

que eu não conhecia,

dizendo:

6“Livrei os seus ombros do peso,

e as mãos de vocês

ficaram livres dos cestos.

7Na angústia, vocês clamaram

e eu os livrei;

do esconderijo do trovão

eu lhes respondi;

e eu os pus à prova

junto às águas de Meribá.

81.7
Êx 17.7
Nm 20.13

8Escute, meu povo,

as minhas admoestações.

Ó Israel, se ao menos

você me escutasse!

9Não haja no meio de vocês

nenhum deus estranho,

81.9
Êx 20.2-3
Dt 5.6-7

nem se prostrem diante de

um deus estrangeiro.

10Eu sou o Senhor,

o Deus de vocês,

que os tirei da terra do Egito.

Abram bem a boca,

e eu a encherei.

11Mas o meu povo

não escutou a minha voz;

Israel não quis saber de mim.

12Assim, deixei que andassem

na teimosia do seu coração,

e seguissem

as suas próprias inclinações.

13Ah! Se o meu povo

me escutasse,

se Israel andasse

nos meus caminhos!

14Eu derrotaria logo

os seus inimigos

e voltaria a minha mão

contra os seus adversários.

15Os que odeiam o Senhor

se submeteriam a ele,

e isto duraria para sempre.

16Mas a vocês eu sustentaria

com o trigo mais fino

e os saciaria com o mel

que escorre da rocha.”

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]