Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
68

A vitória de Deus sobre os inimigos

Ao mestre de canto. Salmo de Davi. Cântico

681Deus se levanta; os seus inimigos

se dispersam;

os que o odeiam

fogem da sua presença.

2Como se dissipa a fumaça,

assim tu os dispersas;

como a cera se derrete

perto do fogo,

assim os ímpios somem

da presença de Deus.

3Os justos, porém, se alegram;

68.3
Sl 32.11
64.10
97.12

exultam na presença de Deus

e transbordam de alegria.

4Cantem a Deus, cantem louvores

ao seu nome;

exaltem aquele que cavalga

sobre as nuvens.

Senhor é o seu nome;

68.4
Sl 83.18

exultem diante dele.

5Pai dos órfãos e juiz das viúvas

68.5
Dt 10.18
Sl 146.9

é Deus em sua santa morada.

6Deus faz com que o solitário

more em família;

68.6
Sl 113.9

liberta os cativos

e lhes dá prosperidade;

só os rebeldes habitam

em terra estéril.

7Ao saíres, ó Deus,

à frente do teu povo,

ao avançares pelo deserto,

8a terra tremeu;

também os céus gotejaram

na presença de Deus;

o próprio Sinai

68.8
Êx 19.18
tremeu

na presença de Deus,

do Deus de Israel.

9Chuva abundante derramaste,

ó Deus, sobre a tua herança;

68.9
Sl 65.9

quando ela já estava exausta,

tu a restabeleceste.

10Aí habitou o teu povo;

em tua bondade, ó Deus,

fizeste provisão

para os necessitados.

11O Senhor deu a palavra,

e grande é o exército

das mensageiras

das boas-novas:

12“Reis de exércitos fogem!

Eles fogem!”

E a dona de casa

reparte os despojos.

13Por que estão repousando

entre as cercas dos apriscos?

68.13
Jz 5.16

As asas da pomba

são cobertas de prata,

cujas penas maiores

têm o brilho do ouro puro.

14Quando o Todo-Poderoso ali

dispersa os reis,

cai neve sobre o monte Salmom.

15Monte altíssimo

é o monte de Basã;

serra de elevações

é o monte de Basã.

16Por que olham com inveja,

ó montes elevados,

para o monte que Deus escolheu

para sua habitação?

O Senhor habitará nele

para sempre.

68.16
Sl 132.13-14

17Os carros de Deus são vinte mil,

sim, milhares de milhares.

No meio deles, está o Senhor;

o Sinai tornou-se em santuário.

18Subiste às alturas,

levaste cativo o cativeiro;

68.18
Ef 4.8

recebeste homens por dádivas,

até mesmo rebeldes,

para que o Senhor Deus

habite no meio deles.

19Bendito seja o Senhor que,

dia a dia, leva o nosso fardo!

Deus é a nossa salvação.

20O nosso Deus é

o Deus libertador;

com Deus, o Senhor,

está o escaparmos da morte.

21Sim, Deus parte a cabeça

dos seus inimigos

e racha o crânio do que anda

nos seus próprios delitos.

22O Senhor disse:

“Eu os trarei de Basã,

eu os farei voltar

das profundezas do mar,

23para que você banhe

o seu pé em sangue,

e a língua dos seus cães tenha

a sua porção dos inimigos.”

24Viu-se, ó Deus, o teu cortejo,

o cortejo do meu Deus,

do meu Rei, no santuário.

25Os cantores iam na frente,

atrás vinham os tocadores

de instrumentos de cordas,

em meio às moças com tamborins.

26Bendigam a Deus

nas congregações,

bendigam o Senhor, vocês que são

da linhagem de Israel.

68.26
Sl 22.23

27Ali está o mais novo,

Benjamim, que os precede,

os príncipes de Judá,

em grande número,

os príncipes de Zebulom

e os príncipes de Naftali.

28Reúne, ó Deus, a tua força,

força divina que usaste

a nosso favor,

29oriunda do teu templo

em Jerusalém.

Os reis te oferecerão presentes.

30Reprime a fera dos canaviais,

a multidão dos fortes como touros

e dos povos com novilhos,

pisando sobre os que cobiçam

barras de prata.

Dispersa os povos que têm prazer

na guerra.

31Príncipes vêm do Egito;

a Etiópia corre a estender

mãos cheias para Deus.

32Reinos da terra, cantem a Deus,

cantem louvores ao Senhor,

33àquele que vai montado

sobre os céus,

os céus da antiguidade;

eis que ele faz ouvir a sua voz,

voz poderosa.

68.33
Sl 29.4

34Deem glória a Deus!

A sua majestade está sobre Israel,

e a sua fortaleza, nos céus.

35Ó Deus, tu és tremendo

no teu santuário!

O Deus de Israel,

ele dá força e poder ao seu povo.

68.35
Sl 29.11

Bendito seja Deus!

69

Um grito de angústia

Ao mestre de canto, segundo a melodia “Os lírios”. De Davi

691Salva-me, ó Deus,

porque as águas me sobem

até a alma.

2Estou atolado

num profundo lamaçal,

que não dá pé.

Entrei em águas profundas,

e estou sendo arrastado

pela correnteza.

3Estou cansado de clamar,

e a minha garganta secou;

os meus olhos esmorecem

de tanto esperar por meu Deus.

69.3
Sl 119.82

4Os que, sem razão, me odeiam

69.4
Sl 35.19
Jo 15.25

são mais numerosos

do que os cabelos

da minha cabeça;

são poderosos os que querem

me destruir,

os que com falsos motivos

são meus inimigos;

por isso, tenho de restituir

o que não roubei.

5Tu, ó Deus, bem conheces

a minha insensatez,

e as minhas culpas

não te são ocultas.

69.5
Sl 44.21
Jr 16.17

6Não sejam envergonhados

por minha causa

os que esperam em ti,

ó Senhor, Deus dos Exércitos;

nem por minha causa

sofram vexame

os que te buscam,

ó Deus de Israel.

7Pois tenho suportado afrontas

por amor de ti,

e o meu rosto se cobre

de vergonha.

8Tornei-me um estranho

para os meus irmãos

e um desconhecido para os filhos

da minha mãe.

69.8
Jó 19.13
Sl 31.11
38.11

9Pois o zelo da tua casa

69.9
Jo 2.17

me consumiu,

e as ofensas

69.9
Rm 15.3
dos que te insultam

caem sobre mim.

10Chorei, jejuei,

mas até isto se tornou motivo

de deboche para mim.

11Pus um pano de saco por roupa

e me tornei motivo de provérbio

para eles.

12Os que se assentam

junto ao portão da cidade

falam de mim,

69.12
Jó 30.9

e sou motivo para cantigas

de bêbados.

13Quanto a mim, porém, Senhor,

faço a ti, em tempo favorável,

69.13
Is 49.8
2Co 6.2

a minha oração.

Responde-me, ó Deus,

pela riqueza da tua graça.

Pela tua fidelidade em socorrer,

14livra-me do lamaçal,

para que eu não me afunde;

que eu seja salvo

dos que me odeiam

e das profundezas das águas.

15Não deixes que

a corrente das águas

me arraste,

nem que as profundezas do abismo

me engulam,

nem que se feche sobre mim

a boca do poço.

16Responde-me, Senhor,

pois compassiva é a tua graça;

volta-te para mim

segundo a riqueza

das tuas misericórdias.

69.16
Sl 51.1
106.45

17Não escondas o rosto

ao teu servo,

69.17
Sl 27.9
102.2
143.7

pois estou angustiado;

responde-me depressa.

18Aproxima-te de minha alma

e redime-a;

resgata-me por causa

dos meus inimigos.

19Tu conheces a minha afronta,

a minha vergonha e o meu vexame;

todos os meus adversários

estão à tua vista.

20As afrontas partiram

o meu coração,

e desfaleci.

Esperei por piedade,

mas foi em vão.

Esperei por consoladores,

mas não apareceu ninguém.

21Por alimento me deram fel

e na minha sede

me deram a beber vinagre.

69.21
Mt 27.48
Mc 15.36
Jo 19.28-29

22Que a mesa deles se torne

em laço diante deles,

e a prosperidade, em armadilha.

23Que os olhos deles se escureçam,

para que não vejam;

e faze com que as suas costas

não parem de tremer.

69.22-23
Rm 11.9-10

24Derrama sobre eles

a tua indignação,

e que o furor da tua ira os alcance.

25Fique deserta a sua morada,

69.25
At 1.20

e não haja quem habite

nas suas tendas.

26Pois perseguem a quem tu feriste

e ficam falando

sobre as dores daqueles

a quem golpeaste.

27Soma-lhes iniquidade

à iniquidade,

e que não tenham acesso

à tua justiça.

28Sejam riscados

do Livro dos Vivos

69.28
Ap 3.5
13.8
17.8

e não sejam incluídos

na lista dos justos.

29Quanto a mim, porém,

estou sofrendo e aflito;

que a tua salvação, ó Deus,

me ponha num alto refúgio.

30Louvarei com cânticos

o nome de Deus;

quero exaltá-lo

com ações de graças.

31Isso será muito mais agradável

ao Senhor

do que um boi ou um novilho

com chifres e cascos.

32Que os aflitos vejam isso

e se alegrem;

quanto a vocês

que buscam a Deus,

que o seu coração se reanime.

33Porque o Senhor

ouve os necessitados

e não despreza os seus prisioneiros.

34Louvem-no os céus e a terra,

os mares e tudo

o que neles se move.

35Porque Deus salvará Sião

e edificará as cidades de Judá;

habitarão ali

e tomarão posse de Sião.

36Também a descendência

dos seus servos a herdará,

e nela habitarão os que amam

o nome de Deus.

70

Oração pedindo ajuda

Sl 40.13-17

Ao mestre de canto. De Davi. Em memória

701Agrada-te, ó Deus,

em me livrar;

apressa-te, ó Senhor,

em me socorrer.

2Que sejam envergonhados

e cobertos de vexame

os que buscam tirar-me a vida;

retrocedam e cubram-se

de vergonha

os que se alegram com o meu mal.

3Retrocedam por causa

da sua vergonha

os que dizem:

“Bem feito! Bem feito!”

4Exultem e em ti se alegrem

todos os que te buscam;

e os que amam a tua salvação

digam sempre:

“Deus seja engrandecido!”

5Eu sou pobre e necessitado;

ó Deus, apressa-te em me socorrer,

pois tu és o meu amparo

e o meu libertador.

Senhor, não te demores!

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]