Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
61

Confiança na proteção de Deus

Ao mestre de canto. Com instrumentos de cordas. De Davi

611Ouve, ó Deus, a minha súplica;

atende à minha oração.

2Desde os confins da terra

clamo por ti,

no abatimento do meu coração.

Leva-me para a rocha

que é alta demais para mim;

3pois tu tens sido o meu refúgio

e uma torre forte contra o inimigo.

61.3
Pv 18.10

4Que eu possa habitar

no teu tabernáculo

para sempre

61.4
Sl 23.6
27.4

e abrigar-me no esconderijo

das tuas asas.

61.4
Sl 17.8
91.4

5Pois ouviste, ó Deus,

os meus votos

e me deste a herança

dos que temem o teu nome.

6Dias sobre dias acrescentas ao rei;

os seus anos duram

gerações após gerações.

61.6
Sl 21.4

7Que ele permaneça para sempre

diante de Deus;

61.7
Sl 41.12

concede-lhe que a bondade

e a fidelidade o preservem.

8Assim, cantarei louvores

ao teu nome para sempre,

para cumprir, dia após dia,

os meus votos.

62

Esperança somente em Deus

Ao mestre de canto, segundo a melodia de Jedutum. De Davi

621Somente em Deus a minha alma

espera silenciosa;

dele vem a minha salvação.

2Só ele é a minha rocha,

62.2
Sl 18.2

a minha salvação

e o meu alto refúgio;

não serei muito abalado.

3Até quando vocês atacarão

um homem,

todos vocês, para o derrubarem,

como se fosse uma parede pendida

ou um muro prestes a cair?

4Só pensam em derrubá-lo

da sua dignidade.

Eles se alegram na mentira;

de boca bendizem,

porém no interior maldizem.

5Somente em Deus, ó minha alma,

espere silenciosa,

porque dele vem

a minha esperança.

6Só ele é a minha rocha,

a minha salvação

e o meu alto refúgio;

não serei jamais abalado.

7De Deus dependem

a minha salvação

e a minha glória;

ele é a minha forte rocha

e o meu refúgio.

8Confie nele em todo tempo,

ó povo;

62.8
Sl 37.5
Is 26.4

derrame diante dele

o seu coração.

Deus é o nosso refúgio.

9Pura vaidade

são os homens plebeus;

os de fina estirpe

não passam de falsidade;

pesados em balança,

eles juntos são mais leves

do que a vaidade.

10Não confiem na opressão,

nem ponham falsas esperanças

na rapina.

Se as riquezas de vocês aumentam,

não ponham nelas o coração.

62.10
Lc 12.15
1Tm 6.17

11Uma vez Deus falou,

duas vezes ouvi isto:

Que o poder pertence a Deus,

12e a ti, Senhor, pertence a graça,

pois a cada um retribuis

segundo as suas obras.

62.12
Jó 34.11
Jr 17.10
Mt 16.27
Rm 2.6
Ap 2.23

63

Sede de Deus

Salmo de Davi, quando estava no deserto

63, título
2Sm 15.23,28
de Judá

631Ó Deus, tu és o meu Deus;

eu te busco ansiosamente.

A minha alma tem sede de ti;

63.1
Sl 42.2

meu corpo te almeja,

como terra árida,

exausta e sem água.

2Assim, quero ver-te no santuário,

63.2
Sl 27.4

para contemplar a tua força

e a tua glória.

3Porque a tua graça

é melhor do que a vida;

os meus lábios te louvam.

4Assim, eu te bendirei

enquanto viver;

em teu nome, levanto as mãos.

5Como de saborosa comida,

assim se farta a minha alma;

e, com júbilo nos lábios,

a minha boca te louva,

6no meu leito,

quando de ti me recordo

e em ti medito,

durante as vigílias da noite.

63.6
Sl 119.55

7Porque tu tens sido o meu auxílio;

à sombra das tuas asas,

63.7
Sl 17.8
57.1

eu canto de alegria.

8A minha alma apega-se a ti;

a tua mão direita me ampara.

9Porém os que procuram

destruir a minha vida

descerão às profundezas da terra.

10Serão entregues

ao poder da espada

e virão a ser pasto dos chacais.

11Mas o rei se alegrará em Deus;

quem por ele jura se gloriará,

pois se tapará a boca

dos que proferem mentira.

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]