Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
13

Oração de fé

Ao mestre de canto. Salmo de Davi

131Até quando, Senhor,

te esquecerás de mim?

Será para sempre?

Até quando esconderás de mim

o teu rosto?

13.1
Sl 89.46

2Até quando estarei relutando

em minha alma,

com tristeza no coração cada dia?

Até quando o meu inimigo

se exaltará sobre mim?

3Olha para mim e responde-me,

Senhor, meu Deus!

Ilumina os meus olhos, para que

eu não durma o sono da morte;

4para que o meu inimigo não diga:

“Prevaleci contra ele”;

e não se alegrem

os meus adversários,

se eu for abalado.

5Quanto a mim,

confio na tua graça;

13.5
Sl 52.8

que o meu coração se alegre

na tua salvação.

6Cantarei ao Senhor,

porque ele me tem feito

muito bem.

14

A corrupção do pecador e sua redenção

Sl 53

Ao mestre de canto. Salmo de Davi

141Diz o insensato no seu coração:

“Não há Deus.”

São corruptos

e praticam abominação;

já não há quem faça o bem.

2Do céu o Senhor olha

para os filhos dos homens,

para ver se há

quem tenha entendimento,

se há quem busque a Deus.

3Todos se desviaram

e juntamente se corromperam;

não há quem faça o bem,

14.3
Ec 7.20

não há nem um sequer.

14.1-3
Rm 3.10-12

4Será que não entendem nada

todos esses que praticam

a iniquidade,

que devoram o meu povo

como se comessem pão,

e que não invocam o Senhor?

5Lá, ficarão tomados

de grande pavor,

porque Deus está

com a linhagem do justo.

6Vocês querem frustrar

o conselho dos humildes,

mas o Senhor é o refúgio deles.

14.6
Sl 9.9
46.1
142.5

7Quem dera que de Sião viesse já

a salvação de Israel!

Quando o Senhor restaurar

a sorte do seu povo,

Jacó exultará

e Israel se encherá de alegria.

15

O que Deus espera do seu povo

Salmo de Davi

151Senhor, quem habitará

no teu tabernáculo?

Quem poderá morar

no teu santo monte?

15.1
Sl 24.3

2Aquele que vive com integridade,

que pratica a justiça,

15.2
Is 33.15

e, de coração, fala a verdade;

3aquele que não difama

com sua língua,

não faz mal ao próximo,

nem lança injúria

contra o seu vizinho;

4aquele que, a seus olhos,

tem por desprezível

ao que merece reprovação,

mas honra os que temem

o Senhor;

aquele que jura

e cumpre o que prometeu,

mesmo com prejuízo próprio;

5aquele que não empresta

o seu dinheiro com usura,

15.5
Êx 22.25

nem aceita suborno

contra o inocente.

Quem age assim

não será jamais abalado.

15.5
Sl 55.22