Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
1

Uso dos provérbios

11Provérbios

1.1
1Rs 4.32
de Salomão,

filho de Davi, rei de Israel,

2para aprender a sabedoria

e o ensino;

para entender as palavras

de inteligência;

3para obter o ensino

do bom proceder,

a justiça, o juízo e a equidade;

4para dar prudência aos simples

e conhecimento e discernimento

aos jovens.

5Que o sábio ouça

e cresça em prudência;

e que o instruído adquira

habilidade

6para entender provérbios

e parábolas,

as palavras e os enigmas

dos sábios.

7O temor do Senhor

1.7
Jó 28.28
Sl 111.10
Pv 9.10
15.33
Ec 12.13

é o princípio do saber,

mas os insensatos desprezam

a sabedoria e o ensino.

Contra as seduções dos pecadores

8Meu filho, ouça o ensino

de seu pai

e não despreze a instrução

de sua mãe.

9Porque serão um diadema

de graça para a sua cabeça

e colares para o seu pescoço.

10Meu filho, se os pecadores

quiserem seduzir você,

não consinta.

11Talvez eles digam:

“Venha conosco!

Vamos preparar uma emboscada

para matar alguém;

vamos espreitar os inocentes,

ainda que sem motivo.

12Vamos engoli-los vivos,

como o mundo dos mortos,

e inteiros, como

os que descem ao abismo.

13Acharemos todo tipo

de bens preciosos;

encheremos a nossa casa

de despojos.

14Junte-se a nós!

Teremos todos uma só bolsa.”

15Meu filho, não se ponha

a caminho com eles;

1.15
Sl 1.1

fique com os seus pés

longe das suas veredas!

16Porque os pés deles

correm para o mal

e se apressam a derramar sangue.

17Pois em vão se estende a rede

se a ave estiver olhando;

18mas estes armam emboscadas

contra o seu próprio sangue

e ficam à espreita

contra a própria vida.

19Este é o fim de todo ganancioso;

e este espírito de ganância

tira a vida de quem o possui.

O convite da Sabedoria

20A Sabedoria grita nas ruas;

nas praças, levanta a sua voz.

1.20
Pv 8.1

21Do alto das muralhas clama,

à entrada dos portões

e nas cidades

profere as suas palavras:

1.20-21
Pv 8.1-3

22“Até quando vocês, ingênuos,

amarão a ingenuidade?

E vocês, zombadores, até quando

terão prazer na zombaria?

E vocês, tolos, até quando

odiarão o conhecimento?

23Deem ouvidos

à minha repreensão;

eis que derramarei

o meu espírito sobre vocês

e lhes darei a conhecer

as minhas palavras.

24Mas porque clamei,

e vocês se recusaram a ouvir;

1.24
Is 65.12
66.4
Jr 7.13

porque estendi a minha mão,

e não houve quem atendesse;

25— pelo contrário, rejeitaram

todo o meu conselho

e não quiseram

a minha repreensão —

26também eu darei risada

da desgraça de vocês;

ficarei zombando

quando chegar o terror,

27quando o terror chegar

como a tormenta,

quando a calamidade chegar

como o redemoinho,

quando lhes sobrevierem

o aperto e a angústia.

28Então eles me invocarão,

mas eu não responderei;

1.28
Is 1.15
Jr 11.11
Ez 8.18
Zc 7.13

sairão à minha procura,

porém não me encontrarão.

29Porque odiaram o conhecimento

e não preferiram

o temor do Senhor;

30não quiseram o meu conselho

e desprezaram

toda a minha repreensão.

31Portanto, comerão do fruto

da sua conduta

e dos seus próprios conselhos

se fartarão.

32Os ingênuos são mortos

porque se desviam

da sabedoria;

os tolos são destruídos

por estarem satisfeitos

consigo mesmos.

33Mas o que me der ouvidos

habitará seguro,

tranquilo e sem temor do mal.”

2

A excelência da sabedoria

21Meu filho, se você aceitar

as minhas palavras

e guardar no seu coração

2.1
Pv 3.1
7.1

os meus mandamentos;

2se você der ouvidos

à sabedoria

e inclinar o seu coração

ao entendimento;

3sim, se você pedir inteligência

e gritar por entendimento;

4se buscar a sabedoria

como a prata

e a procurar como se procuram

tesouros escondidos,

5então você entenderá

o temor do Senhor

e achará o conhecimento de Deus.

6Porque o Senhor dá a sabedoria,

2.6
Tg 1.5

e da sua boca vem o conhecimento

e a inteligência.

7Ele reserva a verdadeira

sabedoria para os retos;

é escudo para os que andam

com integridade,

8guardando as veredas da justiça

e conservando o caminho

dos seus santos.

9Então você entenderá

a justiça, o juízo

e a equidade — todas

as boas veredas.

10Porque a sabedoria

entrará no seu coração,

e o conhecimento

será agradável à sua alma.

11O discernimento o guardará

e o entendimento o protegerá.

2.11
Pv 4.6
6.22

12A sabedoria o livrará

do caminho do mal

e do homem que diz

coisas perversas;

13dos que abandonam

as veredas da retidão,

para andarem pelos caminhos

das trevas;

14dos que têm prazer

em fazer o mal

2.14
Pv 10.23

e se alegram com as perversidades

dos maus,

15cujas veredas são tortuosas

e que se desviam

em seus caminhos.

16A sabedoria também o livrará

da mulher adúltera,

2.16
Pv 6.24
7.5

da estranha que lisonjeia

com palavras,

17que abandona o amigo

da sua mocidade

e se esquece da aliança

do seu Deus;

18porque a casa dela

se inclina para a morte,

e as suas veredas conduzem

para o mundo dos mortos.

2.18
Pv 5.5
7.27
9.18

19Todos os que se dirigem

a essa mulher não voltarão

e não encontrarão

as veredas da vida.

20Tendo a sabedoria, você andará

pelo caminho

dos homens de bem

e guardará as veredas dos justos.

21Porque os retos

habitarão a terra,

2.21
Sl 37.29

e os íntegros permanecerão nela.

22Mas os perversos

serão eliminados da terra,

e os infiéis serão dela arrancados.

3

Conselhos da Sabedoria aos moços

31Meu filho, não se esqueça

dos meus ensinos,

e que o seu coração guarde

os meus mandamentos,

2porque eles aumentarão

os seus dias

3.2
Pv 4.10
9.11
10.27

e lhe acrescentarão

anos de vida e paz.

3Não deixe que a bondade

e a fidelidade abandonem você.

Amarre-as ao pescoço;

escreva-as na tábua do seu coração

4e você encontrará favor

e boa compreensão

diante de Deus

e das outras pessoas.

3.4
Lc 2.52

5Confie no Senhor

de todo o seu coração

e não se apoie

no seu próprio entendimento.

6Reconheça o Senhor em todos

os seus caminhos,

e ele endireitará as suas veredas.

7Não seja sábio

aos seus próprios olhos;

3.7
Pv 26.12
Rm 12.16

tema o Senhor e afaste-se do mal.

8Isto será como um remédio

para o seu corpo

e refrigério para os seus ossos.

9Honre o Senhor com os seus bens

e com as primícias

de toda a sua renda;

10e os seus celeiros ficarão

completamente cheios,

e os seus lagares

transbordarão de vinho.

3.10
Dt 26.2
28.8
Ml 3.10

11Meu filho, não rejeite

a disciplina do Senhor,

3.11
Jó 5.17
Hb 12.5

nem se aborreça

com a sua repreensão.

12Porque o Senhor repreende

a quem ama,

assim como um pai repreende

o filho a quem quer bem.

3.12
Hb 12.6
Ap 3.9

13Feliz é quem acha

a sabedoria;

feliz é aquele que alcança

o entendimento.

14Porque o lucro

que a sabedoria dá é melhor

do que o lucro da prata,

e a sua renda é melhor

do que o ouro mais fino.

3.14
Pv 8.10,19
16.16

15A sabedoria é mais preciosa

do que as joias,

e tudo o que você possa desejar

não se compara com ela.

16Em sua mão direita

ela oferece vida longa,

e na sua mão esquerda

ela tem riquezas e honra.

17Os seus caminhos

são caminhos agradáveis,

e todas as suas veredas são paz.

18Ela é árvore de vida

para os que a alcançam,

e felizes são todos os que a retêm.

19O Senhor com sabedoria lançou

os fundamentos da terra;

com inteligência

estabeleceu os céus.

3.19
Sl 104.24
136.5
Pv 8.27
Jr 10.12

20Pelo seu conhecimento

os abismos se romperam,

3.20
Gn 7.11

e as nuvens destilam o orvalho.

21Meu filho, que estas coisas

não se afastem dos seus olhos;

guarde a verdadeira sabedoria

e o discernimento;

22porque serão vida para a sua alma

e enfeite para o seu pescoço.

23Então você andará seguro

no seu caminho,

e o seu pé não tropeçará.

24Quando se deitar,

você não terá medo;

sim, você se deitará

e o seu sono será tranquilo.

3.24
Sl 3.5
4.8

25Não temerá o pavor repentino,

3.25
Sl 91.5

nem a desgraça dos ímpios,

quando vier.

26Porque o Senhor

será a sua segurança

e ele não deixará

que os seus pés sejam presos.

27Não deixe de fazer o bem

aos que dele precisam,

estando em sua mão

o poder de fazê-lo.

3.27
Gl 6.10

28Não diga ao seu próximo:

“Vá e volte mais tarde;

amanhã eu terei algo para dar”,

se você tem isso em suas mãos agora.

29Não planeje nenhum mal

contra o seu próximo,

pois ele mora ao seu lado

e confia em você.

30Não entre em litígio

com alguém,

se ele não tiver feito

nenhum mal a você.

31Não tenha inveja

do homem violento,

nem siga nenhum

de seus caminhos;

32porque o Senhor

detesta o perverso,

mas aos retos

trata com intimidade.

33A maldição do Senhor está

sobre a casa dos ímpios,

porém a morada dos justos

ele abençoa.

34Certamente ele zomba

dos zombadores,

mas dá graça aos humildes.

3.34
Tg 4.6
1Pe 5.5

35Os sábios herdarão honra,

mas aos tolos está reservada

a vergonha.