Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
9

O banquete da Sabedoria

91A Sabedoria construiu a sua casa,

esculpiu para si sete colunas.

2Matou os seus animais

para a festa

e preparou o seu vinho;

também já arrumou a sua mesa.

3Enviou as suas criadas para que,

dos lugares mais altos

da cidade, façam este convite:

4“Quem é ingênuo,

venha para cá.”

Aos que não têm juízo ela diz:

5“Venham, comam do meu pão

e bebam do vinho que preparei.

6Afastem-se dos ingênuos e vivam;

andem pelo caminho

do entendimento.”

7Quem repreende o zombador

traz afronta sobre si;

e quem censura o ímpio

será insultado.

8Não repreenda o zombador,

para que ele não odeie você;

repreenda o sábio, e ele o amará.

9Dê instrução ao sábio,

e ele se tornará

mais sábio ainda;

ensine o justo,

e ele crescerá na prudência.

10O temor do Senhor é

o princípio da sabedoria;

9.10
Jó 28.28
Sl 111.10
Pv 1.7

conhecer o Santo

é ter entendimento.

11Porque por mim se multiplicarão

os seus dias,

e aumentarão os anos de sua vida.

12Se você é sábio,

é sábio para si mesmo;

9.12
Jó 22.2

se é zombador, só você

sofrerá as consequências.

O convite da loucura

13A loucura

é mulher espalhafatosa;

é tola e não sabe coisa alguma.

14Senta-se junto

à porta de sua casa,

toma uma cadeira

no lugar mais alto da cidade,

15para dizer aos que passam

e seguem direito o seu caminho:

16“Quem for ingênuo,

venha para cá.”

E aos que não têm juízo ela diz:

17“A água roubada é doce,

9.17
Pv 20.17

e o pão comido às escondidas

é saboroso.”

18Eles, porém, não sabem que ali

estão os mortos,

que os seus convidados estão

nas profundezas do inferno.

9.18
Pv 5.5
7.27

10

O justo em contraste com o ímpio

101Provérbios de Salomão.

O filho sábio

é a alegria do seu pai,

mas o filho tolo

é a tristeza da sua mãe.

2Os tesouros conseguidos

de forma iníqua

não servem para nada,

mas a justiça livra da morte.

3O Senhor não deixa

o justo passar fome,

10.3
Sl 34.9-10
37.25
Mt 6.33

mas rechaça a avidez dos ímpios.

4Quem trabalha

com a mão ociosa fica pobre,

mas o que trabalha

com diligência enriquece.

5Quem ajunta no verão

é filho sábio,

10.5
Pv 6.8

mas o que dorme

no tempo da colheita

é filho que envergonha.

6Sobre a cabeça do justo

há bênçãos,

10.6
Pv 28.20

mas na boca dos ímpios

mora a violência.

7A memória do justo

é abençoada,

10.7
Sl 112.6

mas o nome dos ímpios

irá apodrecer.

8Quem tem coração sábio aceita

os mandamentos,

mas o que fala tolices

acaba em ruína.

9Quem anda com integridade

anda seguro,

mas o que perverte

os seus caminhos

será descoberto.

10Quem pisca os olhos

10.10
Pv 6.13

traz desgosto,

e o que fala tolices acaba em ruína.

11A boca do justo

é manancial de vida,

10.11
Pv 13.14

mas na boca dos ímpios

mora a violência.

12O ódio provoca conflitos,

mas o amor cobre

todas as transgressões.

10.12
Tg 5.20
1Pe 4.8

13Nos lábios do sábio

se acha sabedoria,

mas a vara é para as costas

de quem não tem juízo.

14Os sábios acumulam

conhecimento,

mas a fala dos insensatos

é ruína iminente.

15Os bens do rico

são a sua fortaleza;

o que leva os pobres à ruína

é a sua pobreza.

16A obra do justo conduz à vida,

e o rendimento do ímpio

leva ao pecado.

17O caminho para a vida

é de quem guarda o ensino,

mas o que abandona a repreensão

anda errante.

18O que encobre o ódio

tem lábios mentirosos,

e o que difama é tolo.

19Quem fala demais acaba caindo

em transgressão,

mas quem controla a língua

é sábio.

10.19
Tg 3.2

20A fala dos justos

é prata escolhida,

mas o coração dos ímpios

vale muito pouco.

21As palavras dos justos

alimentam muitos,

mas os insensatos

morrem por falta de juízo.

22A bênção do Senhor enriquece,

e ele não acrescenta

nenhum desgosto a ela.

23Praticar a maldade

é como um divertimento

para o insensato;

10.23
Pv 2.14
15.21

o homem inteligente

se diverte com a sabedoria.

24Aquilo que o ímpio teme,

isso lhe sobrevém;

o que os justos desejam

Deus lhes concede.

10.24
Sl 145.19
1Jo 5.14-15

25O ímpio desaparece assim

como passa a tempestade,

mas o justo

tem um alicerce eterno.

10.25
Pv 12.3
Mt 7.24-25

26Como vinagre para os dentes

e fumaça para os olhos,

assim é o preguiçoso

para aqueles que o enviam.

27O temor do Senhor prolonga

os dias da vida,

10.27
Pv 3.2
9.11

mas o tempo dos ímpios

será abreviado.

28A esperança dos justos é alegria,

mas a expectativa dos ímpios

perecerá.

29O caminho do Senhor

é fortaleza para os íntegros,

mas ruína para os que praticam

a iniquidade.

30O justo nunca será abalado,

10.30
Sl 125.1

mas os ímpios

não habitarão na terra.

31A boca do justo

produz sabedoria,

mas a língua da perversidade

será arrancada.

32Os lábios do justo

sabem o que agrada,

mas da boca dos ímpios

só saem perversidades.

11

111O Senhor detesta

balanças desonestas,

11.1
Pv 20.10,23

mas o peso justo é o seu prazer.

2Quando vem a soberba,

a desgraça não tarda,

11.2
Pv 16.18
18.12
29.23

mas com os humildes

está a sabedoria.

3A integridade dos retos os guia,

mas a falsidade dos infiéis

os destruirá.

4As riquezas não servem para nada

no dia da ira,

mas a justiça livra da morte.

11.4
Pv 10.2

5A justiça do íntegro

endireita o seu caminho,

mas o ímpio cai

pela sua impiedade.

6A justiça dos retos os livrará,

mas os infiéis serão apanhados

na sua própria ambição.

7Quando morre o ímpio,

morre a sua esperança,

e o que ele esperava do seu poder

se dissipa.

11.7
Jó 8.13-14

8O justo é libertado da angústia,

mas o ímpio a recebe

em lugar dele.

9O ímpio destrói o próximo

com o que diz,

mas os justos são libertados

pelo conhecimento.

10A cidade se alegra

com o bem-estar dos justos,

mas dá gritos de alegria

quando perecem os ímpios.

11.10
Pv 28.12

11Pela bênção dos retos

a cidade é exaltada,

mas pela boca dos ímpios

é destruída.

12Quem fala mal do seu próximo

não tem juízo;

o homem prudente se cala.

11.12
Pv 10.19

13O mexeriqueiro

revela os segredos,

mas o fiel de espírito os encobre.

14Não havendo direção sábia,

o povo fracassa;

com muitos conselheiros,

há segurança.

11.14
Pv 15.22

15Quem fica por fiador

de um estranho

acaba tendo um problema,

mas o que foge de ser fiador

estará seguro.

11.15
Pv 6.1-2

16A mulher bondosa

alcança honra;

os poderosos

adquirem riqueza.

17O homem bondoso

faz bem a si mesmo,

mas o cruel fere a si mesmo.

18O ímpio recebe

um salário ilusório,

mas o que semeia justiça

terá recompensa verdadeira.

19Tão certo como a justiça

conduz para a vida,

quem segue o mal

caminha para a morte.

20O Senhor detesta

os perversos de coração,

mas os que andam

com integridade

são o seu prazer.

11.20
Pv 12.22

21É evidente que os maus

serão castigados,

mas a geração dos justos

será poupada.

22Como joia de ouro

em focinho de porco,

assim é a mulher bonita

que não tem juízo.

23O desejo dos justos tende

somente para o bem,

mas a expectativa dos ímpios

resulta em ira.

24Uns dão com generosidade

e têm cada vez mais;

outros retêm mais do que é justo

e acabam na pobreza.

25A pessoa generosa prosperará,

11.25
Pv 3.9-10
2Co 9.6-7

e quem dá de beber

terá a sua sede saciada.

26O povo amaldiçoa

quem retém o trigo,

mas bênção virá sobre a cabeça

daquele que o vende.

27Quem procura o bem

alcança favor;

quem corre atrás do mal

acaba encontrando

o que procura.

28Quem confia

nas suas riquezas cairá,

mas os justos reverdecerão

como as folhagens.

11.28
Sl 1.3
92.12
Jr 17.8

29Aquele que perturba a sua casa

herdará o vento,

e o insensato será servo

do sábio de coração.

30O fruto do justo é árvore de vida,

e o que ganha almas é sábio.

11.30
Tg 5.20

31Se o justo é punido na terra,

quanto mais o ímpio e o pecador!

11.31
1Pe 4.18

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]