Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
1

A genealogia de Jesus Cristo

Lc 3.23-38

11Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi,

1.1
Jo 7.42
Rm 1.3
filho de Abraão.
1.1
Gl 3.16

2Abraão gerou Isaque; Isaque gerou Jacó; Jacó gerou Judá e os seus irmãos; 3Judá gerou Perez e Zera, cuja mãe foi Tamar; Perez gerou Esrom; Esrom gerou Arão; 4Arão gerou Aminadabe; Aminadabe gerou Naassom; Naassom gerou Salmom; 5Salmom gerou Boaz, cuja mãe foi Raabe; Boaz gerou Obede, cuja mãe foi Rute;

1.5
Rt 4.13
e Obede gerou Jessé; 6Jessé gerou o rei Davi; e o rei Davi gerou Salomão, cuja mãe foi aquela que tinha sido mulher de Urias;
1.6
2Sm 12.24
7Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias; Abias gerou Asa; 8Asa gerou Josafá; Josafá gerou Jorão; Jorão gerou Uzias; 9Uzias gerou Jotão; Jotão gerou Acaz; Acaz gerou Ezequias; 10Ezequias gerou Manassés; Manassés gerou Amom; Amom gerou Josias; 11Josias gerou Jeconias e os seus irmãos, no tempo do exílio
1.11
2Rs 24.14-15
2Cr 36.10
Jr 27.20
na Babilônia.

12Depois do exílio na Babilônia, Jeconias gerou Salatiel; e Salatiel gerou Zorobabel; 13Zorobabel gerou Abiúde; Abiúde gerou Eliaquim; Eliaquim gerou Azor; 14Azor gerou Sadoque; Sadoque gerou Aquim; Aquim gerou Eliúde; 15Eliúde gerou Eleazar; Eleazar gerou Matã; Matã gerou Jacó. 16E Jacó gerou José, marido de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama o Cristo.

17Assim, todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze; desde Davi até o exílio na Babilônia, catorze gerações; e desde o exílio na Babilônia até Cristo, catorze gerações.

O nascimento de Jesus Cristo

Lc 2.1-7

18O nascimento de Jesus Cristo foi assim: Maria,

1.18
Lc 1.27
a sua mãe, estava comprometida para casar com José. Mas, antes de se unirem, ela se achou grávida pelo Espírito Santo.
1.18
Lc 1.35
19José, com quem Maria estava para casar, sendo um homem justo e não querendo envergonhá-la em público, resolveu deixá-la sem que ninguém soubesse. 20Enquanto ele refletia sobre isso, eis que lhe apareceu em sonho um anjo do Senhor, dizendo:

— José, filho de Davi, não tenha medo de receber Maria como esposa, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo. 21Ela dará à luz um filho e você porá nele o nome

1.21
Lc 1.31
de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.

22Ora, tudo isto aconteceu para se cumprir o que foi dito pelo Senhor por meio do profeta:

23“Eis que a virgem conceberá

e dará à luz um filho,

e ele será chamado pelo nome

de Emanuel.”

1.23
Is 7.14

(“Emanuel” significa: “Deus conosco”.)

24Quando José despertou do sono, fez como o anjo do Senhor lhe havia ordenado e recebeu Maria por esposa. 25Porém não teve relações com ela enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome

1.25
Lc 2.21
de Jesus.

2

A visita dos magos

21Tendo Jesus nascido em Belém da Judeia, nos dias do rei Herodes,

2.1
Lc 2.4-7
eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém. 2E perguntavam:

— Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo.

3Ao ouvir isso, o rei Herodes ficou alarmado, e, com ele, toda a Jerusalém. 4Então Herodes convocou todos os principais sacerdotes e escribas do povo e lhes perguntou onde o Cristo deveria nascer. 5Eles responderam:

— Em Belém da Judeia,

2.5
Jo 7.42
porque assim está escrito por meio do profeta:

6“E você, Belém, terra de Judá,

de modo nenhum é a menor

entre as principais de Judá;

porque de você sairá o Guia

que apascentará

o meu povo, Israel.”

2.6
Mq 5.2

7Com isto, Herodes, tendo chamado os magos para uma reunião secreta, perguntou-lhes sobre o tempo exato em que a estrela havia aparecido. 8E, enviando-os a Belém, disse-lhes:

— Vão e busquem informações precisas a respeito do menino; e, quando o tiverem encontrado, avisem-me, para eu também ir adorá-lo.

9Depois de ouvirem o rei, os magos partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente ia adiante deles, até que, chegando, parou sobre onde o menino estava. 10E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. 11Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.

12E, tendo sido avisados por Deus em sonho para não voltarem à presença de Herodes, os magos seguiram por outro caminho para a sua terra.

A fuga para o Egito

13Depois que os magos foram embora, um anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse:

— Levante-se, tome o menino e a sua mãe e fuja para o Egito. Fique por lá até que eu avise você; porque Herodes há de procurar o menino para matá-lo.

14Levantando-se José, tomou de noite o menino e a sua mãe e partiu para o Egito, 15onde ficou até a morte de Herodes. Isso aconteceu para se cumprir o que foi dito pelo Senhor, por meio do profeta: “Do Egito chamei o meu Filho.”

2.15
Os 11.1

A matança dos meninos de Belém

16Vendo-se iludido pelos magos, Herodes ficou muito furioso e mandou matar todos os meninos de Belém e de todos os seus arredores, de dois anos para baixo, conforme as informações que havia recebido dos magos a respeito do tempo em que a estrela havia aparecido. 17Então se cumpriu o que foi dito por meio do profeta Jeremias:

18“Ouviu-se um clamor em Ramá,

pranto e grande lamento;

era Raquel chorando

por seus filhos

e inconsolável porque eles

já não existem.”

2.18
Jr 31.15

A volta do Egito

19Depois da morte de Herodes, um anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito, e lhe disse:

20— Levante-se, tome o menino e a sua mãe e vá para a terra de Israel, porque os que queriam matar o menino já morreram.

21Levantando-se José, tomou o menino e a sua mãe e voltou para a terra de Israel. 22Porém, ouvindo que Arquelau reinava na Judeia em lugar de seu pai Herodes, teve medo de ir para lá. E, tendo sido avisado por Deus em sonho, José foi para a região da Galileia. 23E foi morar numa cidade chamada Nazaré, para se cumprir o que foi dito por meio dos profetas: “Ele será chamado Nazareno.”

2.23
Is 11.1