Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
1

11Sentença pronunciada pelo Senhor contra Israel, por meio de Malaquias.

O amor do Senhor por Jacó

2O Senhor diz:

— Eu sempre os amei.

1.2
Dt 7.8
Jr 31.3

Mas vocês perguntam:

— Como é que nos amaste?

E o Senhor responde:

— Esaú era irmão de Jacó, mas eu amei Jacó 3e desprezei Esaú.

1.2-3
Rm 9.13
Fiz dos montes de Edom uma desolação e dei a sua herança aos chacais do deserto.

4Se Edom disser: “Fomos destruídos, mas vamos reconstruir o que está em ruínas”,

1.4
Is 9.9-10
o Senhor dos Exércitos1.4 Em hebraico, Javé Sebaot responderá: “Eles podem até reconstruir, mas eu vou derrubar outra vez. E a terra deles será chamada de ‘Terra Da Maldade’ e ‘Povo Contra Quem O Senhor Está Irado Para Sempre’.”

5Vocês verão isso com os seus olhos e dirão:

— O Senhor é grande

1.5
Mq 5.4
também fora das fronteiras de Israel.
1.2-5
Is 34.1-17
63.1-6
Jr 49.7-22
Ez 25.12-14
35.1-15
Am 1.11-12
Ob 14

O Senhor reprova os sacerdotes

6— O filho honra o pai,

1.6
Êx 20.12
e o servo respeita o seu senhor. Se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o respeito para comigo? Eu, o Senhor dos Exércitos, pergunto isso a vocês, sacerdotes que desprezam o meu nome. Mas vocês perguntam: “Como desprezamos o teu nome?” 7Vocês oferecem pão impuro sobre o meu altar e ainda perguntam: “Em que te havemos profanado?”
1.7
Lv 21.6
Nisso de pensarem que a mesa do Senhor pode ser desprezada. 8Quando vocês oferecem em sacrifício um animal cego, será que isso não está errado? E, quando trazem um animal coxo ou doente, será que isso não está errado?
1.8
Lv 22.22
Dt 15.21
Ora, experimentem oferecer um animal desses ao seu governador! Será que ele se agradará de vocês ou será favorável a vocês? — diz o Senhor dos Exércitos.

9— E agora, sacerdotes, supliquem o favor de Deus, para que nos conceda a sua graça. Mas, com tais ofertas nas mãos, será que ele será favorável a vocês? — diz o Senhor dos Exércitos. 10Quem dera houvesse entre vocês alguém que fechasse as portas do templo, para que não acendessem em vão o fogo do meu altar! Eu não tenho prazer em vocês, diz o Senhor dos Exércitos, nem aceitarei as suas ofertas.

1.10
Is 1.11,13
Jr 14.12
Os 5.6
Am 5.21
11Mas, desde o nascente do sol até o poente,
1.11
Sl 113.3
Is 45.6
é grande o meu nome entre as nações. Em todos os lugares lhe é queimado incenso e são trazidas ofertas puras, porque é grande o meu nome entre as nações, diz o Senhor dos Exércitos. 12Mas vocês estão profanando o meu nome, quando pensam que a mesa do Senhor é impura, e que a comida que é oferecida sobre ela pode ser desprezada. 13E vocês dizem ainda: “Que canseira!” E torcem o nariz para isso, diz o Senhor dos Exércitos. Oferecem animais roubados, coxos ou doentes.
1.13
Ml 1.8
Vocês acham que eu vou aceitar isso? — diz o Senhor. 14Maldito seja o enganador, que, tendo um animal sadio no seu rebanho, promete e oferece ao Senhor um defeituoso! Porque eu sou grande Rei, diz o Senhor dos Exércitos, e o meu nome é terrível entre as nações.

2

O castigo dos sacerdotes

21— E agora, sacerdotes, este mandamento é para vocês. 2Se não ouvirem e não se importarem com a necessidade de honrar o meu nome, diz o Senhor dos Exércitos, enviarei sobre vocês a maldição

2.2
Dt 28.15
e amaldiçoarei as suas bênçãos. Aliás, já as amaldiçoei, porque vocês não se importaram com a honra devida ao meu nome. 3Eis que reprovarei a sua descendência, passarei no rosto de vocês o esterco dos animais sacrificados nas suas festas, e vocês serão levados embora com esse esterco.
2.3
Êx 29.14
4Então vocês saberão que eu lhes enviei este mandamento, para que se mantenha a minha aliança com Levi,
2.4
Nm 3.11-13,45
18.21
diz o Senhor dos Exércitos.

5— Minha aliança com ele foi de vida e de paz,

2.5
Nm 25.12
e foi isso que eu lhe dei, para que me temesse; e, de fato, ele me temeu e tremeu por causa do meu nome. 6A verdadeira instrução esteve na sua boca, e nenhuma injustiça se achou em seus lábios. Ele andou comigo em paz e em retidão, e afastou muitos da iniquidade. 7Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento,
2.7
Lv 10.11
e da sua boca todos devem buscar a instrução, porque ele é mensageiro do Senhor dos Exércitos.

8— Mas vocês se desviaram do caminho e, por meio de sua instrução, levaram muitos a tropeçar; vocês violaram a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos. 9Por isso, também eu os fiz desprezíveis e indignos diante de todo o povo, na medida em que vocês não guardaram os meus caminhos e se mostraram parciais na aplicação da lei.

2.9
Dt 1.17
Mq 3.11

Advertência contra a infidelidade conjugal

10Não temos nós todos o mesmo Pai? Não nos criou o mesmo Deus?

2.10
Is 64.8
Por que, então, seremos desleais uns para com os outros, profanando a aliança de nossos pais? 11Judá tem sido infiel, e abominação foi cometida em Israel e em Jerusalém. Porque Judá profanou o santuário do Senhor, o qual ele ama, e se casou com a adoradora de deus estranho. 12O Senhor eliminará das tendas de Jacó aquele que fizer isso, seja ele quem for, mesmo que apresente ofertas ao Senhor dos Exércitos.

13Há outra coisa que vocês fazem: cobrem de lágrimas o altar do Senhor, com choro e gemidos, porque ele já não olha para a oferta nem a aceita com prazer.

2.13
Pv 15.8
Jr 14.12
14E vocês perguntam: “Por quê?” Porque o Senhor foi testemunha da aliança entre você e a mulher da sua mocidade,
2.14
Pv 5.18
a quem você foi infiel, sendo ela a sua companheira e a mulher da sua aliança. 15Não fez o Senhor somente um, mesmo que lhe sobrasse o espírito? E por que somente um? Porque buscava uma descendência piedosa. Portanto, tenham cuidado para que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade. 16Porque o Senhor, o Deus de Israel, diz que odeia o divórcio e também aquele que cobre de violência as suas roupas, diz o Senhor dos Exércitos. Portanto, tenham cuidado e não sejam infiéis.

O mensageiro do Senhor

17Vocês estão cansando o Senhor com as suas palavras, e ainda perguntam: “Em que nós o cansamos?” Nisso de dizerem: “Aqueles que fazem o mal passam por bons aos olhos do Senhor,

2.17
Is 5.20
e é desses que ele se agrada.” Ou: “Onde está o Deus da justiça?”

3

31— Eis que eu envio o meu mensageiro,

3.1
Mt 11.10
Mc 1.2
Lc 1.76
7.27
que preparará o caminho diante de mim. De repente, o Senhor, a quem vocês buscam, virá ao seu templo; e o mensageiro da aliança, a quem vocês desejam, eis que ele vem, diz o Senhor dos Exércitos.

2Mas quem poderá suportar

3.2
Ap 6.17
o dia da sua vinda? E quem poderá subsistir quando ele aparecer? Porque ele é como o fogo do ourives e como o sabão dos lavandeiros. 3Ele se assentará como derretedor e purificador de prata. Purificará os filhos de Levi e os refinará como ouro e como prata.
3.3
Is 1.25
Dn 12.10
E eles trarão ao Senhor as ofertas justas. 4Então a oferta de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos dias da antiguidade e como nos primeiros anos.

5— Virei até vocês para juízo. Terei pressa em testemunhar contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que oprimem os trabalhadores,

3.5
Lv 19.13
as viúvas e os órfãos, torcem o direito dos estrangeiros,
3.5
Dt 27.19
e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos.

O roubo contra Deus

6— Porque eu, o Senhor, não mudo;

3.6
Nm 23.19
Tg 1.17
por isso, vocês, filhos de Jacó, não foram destruídos. 7Desde os dias dos seus pais, vocês se afastaram dos meus estatutos e não os guardaram. Voltem para mim, e eu voltarei para vocês,
3.7
Zc 1.3
diz o Senhor dos Exércitos. Mas vocês perguntam: “Como havemos de voltar?” 8Será que alguém pode roubar a Deus? Mas vocês estão me roubando e ainda perguntam: “Em que te roubamos?” Nos dízimos e nas ofertas. 9Com maldição vocês são amaldiçoados, porque estão me roubando, vocês, a nação toda. 10Tragam todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa.
3.8-10
Lv 27.30
Nm 18.21-24
Dt 12.5-7
14.22-29
Ne 13.10-12
Ponham-me à prova nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não lhes abrir as janelas do céu e não derramar sobre vocês bênção sem medida.
3.10
2Co 9.8
11Por causa de vocês, repreenderei o devorador, para que não consuma os produtos da terra, e não deixarei que as suas videiras nos campos fiquem sem frutos, diz o Senhor dos Exércitos. 12Todas as nações dirão que vocês são felizes,
3.12
Is 61.9
porque vocês serão uma terra de delícias,
3.12
Is 62.4
diz o Senhor dos Exércitos.

A diferença entre o justo e o perverso

13— Vocês disseram palavras duras contra mim, diz o Senhor, e ainda perguntam: “O que falamos contra ti?” 14Vocês dizem: “É inútil servir a Deus.

3.14
Jó 21.15
34.9
De que nos adianta guardar os seus preceitos e andar de luto diante do Senhor dos Exércitos? 15Agora, pois, nós vamos dizer que os soberbos é que são felizes. Também os que praticam o mal prosperam; sim, eles tentam o Senhor e escapam.”

16Então os que temiam o Senhor falavam uns aos outros. O Senhor escutou com atenção o que diziam.

3.16
Sl 34.15
Havia um memorial escrito diante dele para os que temem o Senhor e para os que se lembram do seu nome.

17— Eles serão a minha propriedade peculiar,

3.17
Êx 19.5
Dt 7.6
naquele dia que prepararei, diz o Senhor dos Exércitos. Eu os pouparei como um homem poupa seu filho que o serve. 18Então vocês verão mais uma vez a diferença entre o justo e o ímpio, entre o que serve a Deus e o que não o serve.