Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
4

As doze pedras tiradas do meio do Jordão

41Quando todo o povo tinha passado o Jordão, o Senhor falou com Josué, dizendo:

2— Escolham doze homens do meio do povo, um de cada tribo, 3e ordenem que tirem doze pedras do meio do Jordão, do lugar onde os pés dos sacerdotes ficaram parados, e que levem essas pedras e as depositem no lugar em que vocês irão passar a noite.

4Então Josué chamou os doze homens que havia escolhido dos filhos de Israel, 5um de cada tribo, e disse-lhes:

— Passem adiante da arca do Senhor, seu Deus, até o meio do Jordão. Cada um levante sobre o ombro uma pedra, segundo o número das tribos dos filhos de Israel, 6para que isto seja por sinal entre vocês. E, no futuro, quando os seus filhos perguntarem: “O que significam estas pedras para vocês?”, 7respondam que as águas do Jordão foram cortadas diante da arca da aliança do Senhor. Quando a arca passou, as águas do Jordão foram cortadas. Estas pedras serão, para sempre, por memorial aos filhos de Israel.

8Os filhos de Israel fizeram como Josué havia ordenado e levantaram doze pedras do meio do Jordão, como o Senhor tinha dito a Josué, segundo o número das tribos dos filhos de Israel, e levaram-nas consigo ao lugar onde passariam a noite, e as depositaram ali. 9Josué também levantou doze pedras no meio do Jordão, no lugar onde ficaram parados os pés dos sacerdotes que levavam a arca da aliança; e essas pedras estão ali até o dia de hoje. 10Porque os sacerdotes que levavam a arca haviam parado no meio do Jordão, em pé, até que se cumpriu tudo o que o Senhor, por meio de Moisés, havia ordenado a Josué que falasse ao povo; e o povo se apressou e passou.

11Quando todo o povo tinha passado, a arca do Senhor e os sacerdotes também passaram, à vista de todo o povo. 12Passaram os filhos de Rúben, os filhos de Gade e a meia tribo de Manassés, armados, na frente dos filhos de Israel, como Moisés lhes tinha dito.

4.12
Nm 32.17
13Uns quarenta mil homens de guerra armados passaram diante do Senhor para a batalha, às campinas de Jericó. 14Naquele dia, o Senhor engrandeceu Josué na presença de todo o Israel; e respeitaram-no todos os dias da sua vida, como haviam respeitado Moisés.

15O Senhor disse a Josué:

16— Ordene aos sacerdotes que estão levando a arca do testemunho que saiam do Jordão.

17Então Josué ordenou aos sacerdotes, dizendo:

— Saiam do Jordão.

18Quando os sacerdotes que levavam a arca da aliança do Senhor saíram do meio do Jordão, e as plantas dos seus pés se puseram na terra seca, as águas do Jordão voltaram ao seu lugar e corriam como antes, sobre todas as suas ribanceiras.

19O povo subiu do Jordão no dia dez do primeiro mês; e acamparam em Gilgal, do lado leste de Jericó. 20E foi em Gilgal que Josué levantou as doze pedras que haviam tirado do Jordão. 21E Josué disse aos filhos de Israel:

— Quando, no futuro, os filhos perguntarem a seus pais: “O que significam estas pedras?”, 22expliquem aos filhos de vocês, dizendo: “Israel passou em seco este Jordão.” 23Porque o Senhor, o seu Deus, fez secar as águas do Jordão diante de vocês, até que vocês tivessem passado, como o Senhor, o seu Deus, fez com o mar Vermelho, que ele secou diante de nós, até que tivéssemos passado. 24Para que todos os povos da terra saibam que a mão do Senhor é forte, a fim de que vocês temam o Senhor, seu Deus, todos os dias.