Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
44

A infidelidade dos judeus é repreendida

441Palavra que veio a Jeremias a respeito de todos os judeus moradores da terra do Egito, em Migdol, em Tafnes, em Mênfis e na terra de Patros:

2— Assim diz o Senhor dos Exércitos, Deus de Israel: “Vocês viram todo o mal que fiz cair sobre Jerusalém e sobre todas as cidades de Judá. Eis que hoje elas estão em ruínas, e ninguém mora nelas, 3por causa da maldade que fizeram, para me provocarem à ira, indo queimar incenso e servir outros deuses que nem eles, nem vocês, nem os pais de vocês haviam conhecido.

44.3
Dt 29.26
Jr 19.4
4Sempre de novo eu lhes enviei os meus servos, os profetas,
44.4
Jr 7.25
26.5
35.15
para lhes dizer: ‘Não façam esta coisa abominável que eu detesto.’ 5Mas eles não quiseram ouvir, nem atenderam para se converterem da sua maldade, para não queimarem incenso a outros deuses. 6Por isso, derramou-se a minha indignação e a minha ira, que se acenderam nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém,
44.6
Jr 42.18
fazendo com que ficassem arrasadas e em ruínas, como hoje se vê.”

7— E agora, assim diz o Senhor, Deus dos Exércitos, o Deus de Israel: “Por que estão fazendo este mal tão grande contra vocês mesmos, eliminando do meio de Judá homens e mulheres, crianças e aqueles que ainda mamam, de modo que não lhes fique nenhum remanescente? 8Por que vocês me irritam com as obras de suas mãos,

44.8
Jr 25.6
queimando incenso a outros deuses na terra do Egito, aonde vieram para morar? Por que vocês querem ser eliminados e se tornar objeto de maldição e de deboche entre todas as nações da terra? 9Será que vocês já esqueceram as maldades dos seus pais, as maldades dos reis de Judá, as maldades das suas mulheres, as maldades que vocês mesmos fizeram e as maldades que as mulheres de vocês fizeram, maldades cometidas na terra de Judá e nas ruas de Jerusalém? 10Não se humilharam até o dia de hoje, não temeram, não andaram na minha lei nem nos meus estatutos, que pus diante de vocês e dos seus pais.”

11— Portanto, assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: “Eis que voltarei o meu rosto contra vocês para trazer desgraça e para eliminar todo o povo de Judá. 12Farei com que o remanescente de Judá, que se obstinou em entrar na terra do Egito para morar, seja totalmente destruído. Cairá à espada e à fome; desde o menor até o maior perecerão; morrerão à espada e à fome. Serão objeto de maldição, de horror, de zombaria e de deboche.

44.12
Jr 42.18
13Porque castigarei os que moram na terra do Egito como castiguei Jerusalém: com a espada, a fome e a peste, 14de maneira que, dos restantes de Judá que vieram à terra do Egito para morar, não haverá quem escape e sobreviva para voltar à terra de Judá, à qual desejam voltar para morar; mas não voltarão a não ser alguns fugitivos.”

15Então todos os homens que sabiam que as suas mulheres queimavam incenso a outros deuses e todas as mulheres que estavam ali em pé, uma grande multidão, e todo o povo que morava na terra do Egito, em Patros, disseram a Jeremias:

16— Não obedeceremos à palavra que você nos anunciou em nome do Senhor. 17Pelo contrário, certamente faremos tudo o que dissemos que faríamos. Queimaremos incenso à Rainha dos Céus

44.17
Jr 7.18
e lhe ofereceremos libações, como nós, nossos pais, nossos reis e nossas autoridades costumávamos fazer nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém. Naquele tempo, tínhamos fartura de pão, prosperávamos e nenhum mal nos acontecia. 18Mas, desde que paramos de queimar incenso à Rainha dos Céus e de lhe oferecer libações, tivemos falta de tudo e fomos consumidos pela espada e pela fome.

19E as mulheres acrescentaram:

— Quando nós queimávamos incenso à Rainha dos Céus e lhe oferecíamos libações, será que era sem o consentimento de nossos maridos que fizemos bolos para representá-la e lhe oferecemos libações?

44.19
Nm 30.6-7

20Então Jeremias se dirigiu a todo o povo, aos homens e às mulheres, a todo o povo que lhe tinha dado esta resposta, dizendo:

21— Quanto ao incenso que vocês queimaram nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, vocês e os seus pais, os seus reis, as suas autoridades e o povo da terra, será que o Senhor não se lembrou disso nem lhe veio isso à mente? 22O Senhor já não podia por mais tempo suportar a maldade daquilo que vocês fizeram, as abominações que cometeram. Por isso, a terra de vocês se tornou uma ruína, objeto de horror e de maldição, um lugar desabitado, como hoje se vê.

44.22
Jr 25.18
23Porque vocês queimaram incenso a outros deuses e pecaram contra o Senhor. Não obedeceram à voz do Senhor e não andaram na sua lei, nos seus estatutos e nos seus testemunhos. Foi por isso que lhes sobreveio este mal, como hoje se vê.

24Jeremias disse mais a todo o povo e a todas as mulheres:

— Escutem a palavra do Senhor, todos vocês do povo de Judá que estão na terra do Egito: 25Assim diz o Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel: “Vocês e as suas mulheres não somente declararam com a boca, mas também cumpriram com as suas mãos os votos que fizeram, a saber: ‘Certamente cumpriremos os nossos votos, que fizemos, de queimar incenso à Rainha dos Céus e de lhe oferecer libações.’ Pois bem, confirmem os votos que fizeram! Sim, cumpram o que prometeram! 26Mas escutem a palavra do Senhor, todos vocês do povo de Judá que vivem na terra do Egito: Eis que eu juro pelo meu grande nome, diz o Senhor, que o meu nome nunca mais será pronunciado por ninguém de Judá em toda a terra do Egito, dizendo: ‘Tão certo como vive o Senhor Deus.’ 27Eis que vigiarei sobre eles para mal e não para bem. Todos os de Judá que estão na terra do Egito serão consumidos pela espada e pela fome, até que não fique ninguém. 28Os que escaparem da espada voltarão da terra do Egito à terra de Judá, poucos em número; e todo o remanescente de Judá que veio à terra do Egito para morar ficará sabendo qual foi a palavra que se cumpriu, a minha ou a deles. 29Este é o sinal que dou para vocês de que eu os castigarei neste lugar, diz o Senhor, para que saibam que as minhas palavras certamente se cumprirão contra vocês para mal. 30Eis o sinal, diz o Senhor: Eu entregarei o Faraó Hofra, rei do Egito, nas mãos de seus inimigos, nas mãos dos que querem matá-lo, assim como entreguei Zedequias,

44.30
2Rs 25.1-7
rei de Judá, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, que era seu inimigo e procurava tirar-lhe a vida.”

45

A mensagem de Jeremias a Baruque

451Palavra que o profeta Jeremias falou a Baruque, filho de Nerias, quando este escrevia num livro as palavras ditadas por Jeremias, no quarto ano do reinado de Jeoaquim,

45.1
2Rs 24.1
Jr 25.1
36.1
filho de Josias, rei de Judá:

2— Assim diz o Senhor, Deus de Israel, a respeito de você, Baruque: 3Você disse: “Ai de mim! Porque o Senhor acrescentou tristeza ao meu sofrimento. Estou cansado de gemer e não encontro descanso.” 4Diga-lhe o seguinte: Assim diz o Senhor: “Aquilo que construí eu vou demolir e aquilo que plantei eu vou arrancar,

45.4
Jr 1.10
11.17
18.7-10
31.8
e isto em toda a terra. 5E você está buscando coisas grandes para si mesmo? Não faça isto! Porque eis que trarei mal sobre toda a humanidade”, diz o Senhor, “mas a você darei a sua vida como despojo,
45.5
Jr 21.9
39.18
em qualquer lugar para onde você for.”

46

Profecia a respeito do Egito

461Palavra do Senhor que veio ao profeta Jeremias a respeito das nações.

46.1
Jr 1.10

2A respeito do Egito, contra o exército de Faraó Neco, rei do Egito, exército que estava junto ao rio Eufrates em Carquemis e que foi derrotado por Nabucodonosor, rei da Babilônia, no quarto ano do reinado de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá:

3“Preparem os escudos

e as couraças

e entrem na batalha!

4Ponham arreios nos cavalos

e montem, cavaleiros!

Tomem posição

e ponham os capacetes!

Afiem as lanças

e vistam as armaduras!”

5“Mas o que vejo?” —

diz o Senhor.

“Eles ficaram com medo

e viraram as costas.

Os seus valentes estão derrotados

e vão fugindo, sem olhar para trás;

há terror por todos os lados.

6Aqueles que são ligeiros

não podem fugir,

e os valentes

não conseguem escapar.

No Norte, junto ao rio Eufrates,

tropeçaram e caíram.”

7“Quem é este que vem subindo

como o Nilo,

como rios cujas águas se agitam?

8O Egito vem subindo como o Nilo,

como rios cujas águas se agitam.

Ele disse: ‘Subirei, cobrirei a terra,

destruirei as cidades

e os seus moradores.’

9Avancem, cavalos!

Corram furiosamente,

carros de guerra!

Que saiam os valentes:

os etíopes e os de Pute,

que manejam o escudo,

e os lídios, que manejam

e entesam o arco.”

10“Porque este dia é

o Dia do Senhor,

o Senhor dos Exércitos,

dia de vingança

contra os seus adversários.

A espada os devorará,

ficará saciada e embriagada

com o sangue deles.

Porque o Senhor,

o Senhor dos Exércitos,

tem um sacrifício

46.10
Is 34.6

na terra do Norte,

junto ao rio Eufrates.

11Suba a Gileade

e consiga bálsamo,

ó virgem filha do Egito!

É em vão que você

multiplica remédios,

pois não há cura para você.

12As nações ouviram falar

da vergonha que você passou,

e os seus gritos encheram a terra.

Porque um soldado

tropeçou no outro,

e ambos caíram no chão.”

A vinda de Nabucodonosor

13Palavra que o Senhor falou ao profeta Jeremias a respeito da vinda de Nabucodonosor,

46.13
Jr 43.10-13
rei da Babilônia, para atacar a terra do Egito:

14“Anunciem no Egito

e proclamem isto em Migdol,

Mênfis e Tafnes.

Digam: ‘Tomem posição

e estejam preparados!

Porque a espada já devorou

o que está ao redor de vocês.

15Por que o seu Touro

está caído no chão?

Não pôde se manter em pé,

porque o Senhor o abateu.’

16O Senhor multiplicou

os que tropeçavam;

caíram uns sobre os outros

e disseram:

‘Levantem-se, e voltemos

ao nosso povo

e à terra onde nascemos,

por causa da espada que oprime.’

17Ali, darão a Faraó, rei do Egito,

o apelido de ‘Espalhafatoso

Que Perdeu A Oportunidade’.”

18“Tão certo como eu vivo”,

diz o Rei,

cujo nome é Senhor dos Exércitos,

“e tão certo como o Tabor

está entre os montes

e o Carmelo está junto ao mar,

assim ele virá.”

19“Prepare a sua bagagem

para o exílio,

ó moradora, filha do Egito.

Porque Mênfis se tornará

em desolação,

ficará em ruínas e desabitada.

20O Egito é uma bela novilha,

mas uma mutuca do Norte

46.20
Jr 1.14

já vem atacá-la; sim, já vem.

21Até os soldados mercenários

no meio deles,

que são como bezerros gordos,

viraram as costas e fugiram juntos;

não resistiram,

porque veio sobre eles

o dia da sua ruína

e o tempo do seu castigo.

22O Egito faz um ruído

como o da serpente que foge,

porque os seus inimigos

vêm contra ele, com machados,

como se fossem cortadores de lenha.

23Cortarão a sua floresta”,

diz o Senhor,

“ainda que impenetrável,

porque se multiplicaram

mais do que os gafanhotos;

são inumeráveis.

24A filha do Egito

está envergonhada;

foi entregue nas mãos

do povo do Norte.”

25O Senhor dos Exércitos, o Deus de Israel, diz:

— Eis que eu castigarei Amom, deus de Tebas, e também Faraó, o Egito, os seus deuses e os seus reis, o próprio Faraó e os que confiam nele. 26Eu os entregarei nas mãos dos que querem matá-los, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e nas mãos dos seus servos. Porém mais tarde voltará a ser habitada, como nos dias antigos, diz o Senhor.

46.2-26
Is 19.1-25
Ez 29.1—32.32

Deus salvará o seu povo

27“Não tenha medo,

meu servo Jacó,

nem fique assustado, ó Israel.

Pois eis que eu o livrarei

dessa terra distante

e salvarei a sua descendência

da terra do exílio;

46.27
Is 43.5

Jacó voltará e ficará tranquilo

e sossegado;

e não haverá quem o atemorize.

28Não tenha medo,

meu servo Jacó”,

diz o Senhor,

“porque eu estou com você.

Por isso, destruirei completamente

todas as nações

por onde o dispersei.

A você eu não destruirei

completamente,

mas castigarei em justa medida;

de modo nenhum deixarei

você impune.”

46.27-28
Jr 30.10-11

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]