Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
20

Jeremias e o sacerdote Pasur

201Pasur, filho do sacerdote Imer, que era superintendente da Casa do Senhor, ouviu Jeremias profetizando estas coisas 2e por isso mandou que o profeta fosse açoitado e preso no tronco que ficava junto ao portão superior de Benjamim, na Casa do Senhor. No dia seguinte, Pasur mandou que Jeremias fosse tirado do tronco.

3Então Jeremias lhe disse:

— O Senhor mudou o seu nome de Pasur para Magor-Missabibe.20.3 Magor-Missabibe significa “Terror Por Todos Os Lados” 4Pois assim diz o Senhor: “Eis que farei de você um terror para você mesmo e para todos os seus amigos. Eles serão mortos à espada pelos seus inimigos, e você verá isso. Entregarei todo o povo de Judá nas mãos do rei da Babilônia, que os levará presos à Babilônia e os matará à espada. 5Também entregarei toda a riqueza desta cidade, todo o fruto do seu trabalho e todas as suas coisas preciosas; sim, entregarei todos os tesouros dos reis de Judá nas mãos de seus inimigos, os quais hão de saquear, pegar e levar tudo para a Babilônia. 6E você, Pasur, e todos os moradores da sua casa serão levados para o cativeiro. Você irá à Babilônia, onde morrerá e será sepultado, você e todos os seus amigos, aos quais você profetizou falsamente.”

20.6
Jr 14.14-15

Sexto lamento de Jeremias

7Tu me persuadiste, Senhor,

e eu fui persuadido.

Foste mais forte do que eu

e prevaleceste.

Sou motivo de riso o dia inteiro;

todos zombam de mim.

8Porque, sempre que falo,

tenho de gritar e clamar:

“Violência e destruição!”

Por causa da palavra do Senhor,

sou objeto de deboche

e de zombaria o tempo todo.

9Quando pensei:

“Não me lembrarei dele

e não falarei mais em seu nome”,

então isso se tornou

em meu coração como um fogo,

encerrado nos meus ossos.

Estou cansado de sofrer

e não posso mais.

10Porque ouvi a murmuração

de muitos:

“Há terror por todos os lados!

Denunciem,

e nós o denunciaremos!”

Todos os meus amigos íntimos

esperam que eu tropece

e dizem: “Talvez ele se deixe

persuadir;

então nós o venceremos

e dele nos vingaremos.”

11Mas o Senhor está comigo

como um poderoso guerreiro.

20.11
Jr 1.8

Por isso, os meus perseguidores

tropeçarão e não vencerão.

Ficarão muito envergonhados

por causa do seu fracasso;

sofrerão afronta perpétua,

que jamais será esquecida.

12Ó Senhor dos Exércitos,

que provas o justo

e vês o mais íntimo do coração,

permite que eu veja

a tua vingança contra eles,

pois te confiei a minha causa.

20.12
Jr 11.20

13Cantem ao Senhor!

Louvem o Senhor!

Pois ele livrou a vida do necessitado

das mãos dos malfeitores.

14Maldito o dia em que eu nasci!

20.14
Jó 3.3

Não seja bendito o dia

em que a minha mãe

me deu à luz!

15Maldito o homem

que deu a notícia a meu pai,

dizendo:

“Nasceu o seu filho! É um menino!”,

causando-lhe grande alegria.

16Que esse homem

seja como as cidades

que o Senhor, sem ter compaixão,

destruiu!

Que ele ouça gritos de dor

pela manhã

e alarido de guerra ao meio-dia,

17porque não me matou

no ventre materno.

Então a minha mãe teria sido

a minha sepultura,

e ela teria ficado

para sempre grávida.

20.17
Jó 3.10-11,16
10.18-19

18Por que saí do ventre materno

tão somente para ver

trabalho e tristeza

e para que se consumam

de vergonha os meus dias?

21

Jerusalém será destruída

211Palavra que foi dita a Jeremias da parte do Senhor, quando o rei Zedequias lhe enviou Pasur, filho de Malquias, e o sacerdote Sofonias, filho de Maaseias:

2— Pergunte por nós ao Senhor, por que Nabucodonosor,

21.2
2Rs 25.1-11
2Cr 36.17-21
Jr 37.3
rei da Babilônia, está fazendo guerra contra nós. Talvez o Senhor nos trate segundo todas as suas maravilhas e faça com que o rei se retire de nós.

3Então Jeremias mandou que dissessem ao rei Zedequias:

4— Assim diz o Senhor, o Deus de Israel: “Eis que farei retroceder as armas de guerra que estão nas mãos de vocês e com as quais vocês estão lutando fora das muralhas contra o rei da Babilônia e contra os caldeus, que estão cercando a cidade. Essas armas, eu as ajuntarei no meio desta cidade. 5Eu mesmo lutarei contra vocês com braço estendido e mão poderosa, com ira, com indignação e grande furor. 6Matarei os habitantes desta cidade, tanto as pessoas como os animais; morrerão de uma grande peste. 7Depois disso, diz o Senhor, entregarei Zedequias, rei de Judá, os seus servos e o povo — todos os moradores desta cidade que sobreviverem à peste, à espada e à fome — nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, nas mãos de seus inimigos e nas mãos dos que procuram tirar-lhes a vida. Ele os matará a fio de espada; não os poupará, não se compadecerá, nem terá misericórdia.”

8— A este povo você dirá o seguinte: Assim diz o Senhor: “Eis que ponho diante de vocês o caminho da vida e o caminho da morte.

21.8
Dt 30.15
9Quem ficar nesta cidade morrerá à espada, de fome ou de peste; mas quem sair e se render aos caldeus, que estão cercando a cidade, não morrerá; conseguirá ao menos salvar a sua vida. 10Pois voltei o meu rosto contra esta cidade para trazer desgraça e não para fazer-lhe bem, diz o Senhor; ela será entregue nas mãos do rei da Babilônia, e este a queimará.”

11— À casa do rei de Judá você dirá o seguinte: Escutem a palavra do Senhor! 12Ó casa de Davi, assim diz o Senhor:

“Julguem com retidão todos os dias

e livrem o oprimido

das mãos do opressor,

para que o meu furor

não saia como fogo,

por causa da maldade

do que vocês fazem,

e queime, sem que haja

quem o possa apagar.

21.12
Jr 4.4

13Eis que eu sou contra você,

ó Moradora do vale,

ó Rocha da campina”,

diz o Senhor.

“Sou contra vocês que dizem:

‘Quem descerá contra nós?’

Ou: ‘Quem entrará

nas nossas moradas?’

14Eu os castigarei segundo

o fruto das ações de vocês”,

diz o Senhor;

“acenderei fogo em seu bosque,

o qual queimará

todos os seus arredores.”

22

Profecia contra a casa real de Judá

221— Assim diz o Senhor: Desça ao palácio do rei de Judá e anuncie ali esta palavra: 2Ouça a palavra do Senhor, ó rei de Judá, você que se assenta no trono de Davi. Que ouçam também os seus servos e o seu povo que entra por estas portas. 3Assim diz o Senhor: Pratiquem o direito e a justiça e livrem o oprimido das mãos do opressor. Não oprimam nem maltratem o estrangeiro, nem o órfão, nem a viúva. Não derramem sangue inocente neste lugar.

22.3
Jr 7.6
21.12
4Porque, se vocês de fato cumprirem esta palavra, então pelas portas deste palácio entrarão os reis que se assentarão no trono de Davi, em carros e montados em cavalos, eles, os seus servos e o seu povo.
22.4
Jr 17.25
5Mas, se não ouvirem estas palavras, juro por mim mesmo, diz o Senhor, que este palácio se tornará em ruínas. 6Porque assim diz o Senhor a respeito do palácio do rei de Judá:

“Para mim você é como Gileade

e o pico dos montes do Líbano,

mas certamente farei de você

um deserto e cidades desabitadas.

7Designarei contra você

destruidores,

cada um com as suas armas;

eles cortarão

os seus melhores cedros

e os lançarão no fogo.”

8— Muitas nações passarão por esta cidade, e dirão uns aos outros: “Por que o Senhor fez uma coisa dessas com esta grande cidade?” 9Então se responderá: “Porque abandonaram a aliança do Senhor, seu Deus, e adoraram outros deuses e os serviram.”

22.9
Dt 29.25
2Rs 22.17
2Cr 34.25

Profecia a respeito de Salum, rei de Judá

10Não chorem pelo rei morto,

22.10
2Cr 35.23-24

nem lamentem a sua perda.

Chorem amargamente

por aquele que foi para o exílio,

porque nunca mais voltará

nem verá a terra onde nasceu.

11Porque assim diz o Senhor a respeito de Salum,

22.11
2Rs 23.31-34
2Cr 36.1-4
filho de Josias, rei de Judá, que reinou em lugar de Josias, seu pai, e que foi levado deste lugar:

— Nunca mais voltará para cá. 12Porque morrerá no lugar para onde o levaram cativo e nunca mais verá esta terra.

22.12
2Rs 23.34

Profecia contra Jeoaquim, rei de Judá

13“Ai daquele que edifica a sua casa

com injustiça

e os seus aposentos,

contrariando o direito!

Que faz o seu próximo

trabalhar de graça,

sem lhe pagar o salário.

14Ai daquele que diz:

‘Edificarei para mim

uma casa bem grande,

com aposentos espaçosos.’

Então ele põe janelas na casa,

forra as paredes com cedro,

e a pinta de vermelho.

15Você acha que reinará

só porque compete com outros

no uso de cedro?

Por acaso o seu pai

não comeu e bebeu,

e não praticou o juízo e a justiça?

22.15
2Rs 23.25

Por isso, tudo lhe corria bem.

16Julgou a causa do aflito

e do necessitado,

e tudo lhe corria bem.

Por acaso, não é isso que se chama

conhecer-me?” —

diz o Senhor.

17“Mas os seus olhos

e o seu coração

estão voltados somente

para a ganância,

para derramar sangue inocente

e para levar a efeito

a violência e a extorsão.”

18Portanto, assim diz o Senhor a respeito de Jeoaquim,

22.18
2Rs 23.36—24.6
2Cr 36.5-7
filho de Josias, rei de Judá:

“Não o lamentarão, dizendo:

‘Ai, meu irmão!’

Ou: ‘Ai, minha irmã!’

Nem o lamentarão, dizendo:

‘Ai, senhor!’

Ou: ‘Ai, majestade!’

19Como se sepulta um jumento,

assim o sepultarão:

será arrastado e lançado

para bem longe,

para fora dos portões

de Jerusalém.”

20“Suba ao Líbano, ó Jerusalém,

e grite;

erga a sua voz em Basã

e grite desde Abarim,

22.20
Nm 27.12
Dt 32.49

porque todos os seus amantes

estão esmagados.

21Falei com você

na sua prosperidade,

mas você disse: ‘Não ouvirei.’

Tem sido este o seu caminho,

desde a sua mocidade,

pois você nunca deu ouvidos

à minha voz.

22O vento apascentará

todos os seus pastores,

e os seus amantes

irão para o cativeiro;

então você certamente ficará

envergonhada e confusa,

por causa de toda a sua maldade.

23Você, que habita no Líbano

e faz o seu ninho nos cedros,

como vai gemer quando vierem

as dores e as angústias

como as da mulher

que está dando à luz!”

22.23
Jr 4.31
6.24

Profecia contra Jeconias, rei de Judá

24— Tão certo como eu vivo, diz o Senhor, ainda que Jeconias,

22.24
2Rs 24.8-15
2Cr 36.9-10
filho de Jeoaquim, rei de Judá, fosse o anel de selar na minha mão direita,
22.24
Ag 2.23
eu dali o arrancaria. 25Vou entregá-lo, ó rei, nas mãos dos que procuram tirar a sua vida e nas mãos daqueles a quem você teme, a saber, nas mãos de Nabucodonosor, rei da Babilônia, e nas mãos dos caldeus. 26Lançarei você e a sua mãe, que o pôs no mundo, para outra terra, em que vocês não nasceram; e ali morrerão. 27Mas à terra da qual eles terão saudades, a essa não voltarão.

28Será que este Jeconias

é como um vaso quebrado

e desprezado,

do qual ninguém se agrada?

Por que é que ele e os seus filhos

foram lançados fora,

jogados numa terra

que não conhecem?

29Ó terra, terra, terra!

Ouça a palavra do Senhor!

30Assim diz o Senhor:

“Registrem que esse homem

não teve filhos.

É homem que não prosperará

nos seus dias,

e nenhum dos seus filhos

prosperará,

para se assentar no trono de Davi

e ainda reinar em Judá.”

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]