Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
3

Dominar a língua

31Meus irmãos, não sejam, muitos de vocês, mestres,

3.1
Mt 23.8
sabendo que seremos julgados com mais rigor. 2Porque todos tropeçamos em muitas coisas.
3.2
Ec 7.20
1Jo 1.8
Se alguém não tropeça no falar, é um indivíduo perfeito, capaz de refrear também todo o corpo. 3Ora, se colocamos um freio na boca dos cavalos, para que nos obedeçam, também lhes dirigimos o corpo inteiro. 4Observem, igualmente, os navios que, sendo tão grandes e impelidos por fortes ventos, são dirigidos por um pequeníssimo leme, e levados para onde o piloto quer. 5Assim, também a língua, pequeno órgão, se gaba de grandes coisas. Vejam como uma fagulha incendeia uma grande floresta! 6Ora, a língua é um fogo; é um mundo de maldade. A língua está situada entre os membros do nosso corpo e contamina o corpo inteiro,
3.6
Mt 15.11
e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também ela mesma é posta em chamas pelo inferno. 7Pois toda espécie de animais, de aves, de répteis e de seres marinhos se doma e tem sido domada pelo gênero humano, 8mas a língua ninguém é capaz de domar; é mal incontido, cheio de veneno mortal.
3.8
Sl 140.3
9Com ela, bendizemos o Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos as pessoas, criadas à semelhança de Deus.
3.9
Gn 1.26-27
10De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, isso não deveria ser assim. 11Por acaso pode a fonte jorrar do mesmo lugar água doce e água amarga? 12Meus irmãos, será que a figueira pode produzir azeitonas ou a videira, figos?
3.12
Mt 7.16
Assim, também, uma fonte de água salgada não pode dar água doce.

A sabedoria lá do alto

13Quem entre vocês é sábio e inteligente? Mostre as suas obras em mansidão de sabedoria, mediante a sua boa conduta. 14Se, pelo contrário, vocês têm em seu coração inveja amargurada e sentimento de rivalidade, não se gloriem disso, nem mintam contra a verdade. 15Esta não é a sabedoria que desce lá do alto;

3.15
Tg 1.17
pelo contrário, é terrena, animal e demoníaca. 16Pois, onde há inveja e rivalidade, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins. 17Mas a sabedoria lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, gentil, amigável, cheia de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento. 18Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça,
3.18
Fp 1.11
para os que promovem a paz.
3.18
Mt 5.9

4

Amizade com o mundo

41De onde procedem as guerras e brigas que há entre vocês? De onde, senão dos prazeres que estão em conflito dentro de vocês?

4.1
Rm 7.23
2Vocês cobiçam e nada têm; matam e sentem inveja, mas nada podem obter; vivem a lutar e a fazer guerras. Nada têm, porque não pedem; 3pedem e não recebem, porque pedem mal,
4.3
1Jo 3.22
5.14
para esbanjarem em seus prazeres.

4Gente infiel! Vocês não sabem que a amizade do mundo é inimizade contra Deus?

4.4
1Jo 2.15
Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus.
4.4
Rm 8.7
5Ou vocês pensam que é em vão que a Escritura diz: “É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?”4.5 Parece resumir o ensino de vários textos 6Mas ele nos dá cada vez mais graça. Por isso diz: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.”
4.6
Pv 3.34
1Pe 5.5

7Portanto, sujeitem-se a Deus, mas resistam ao diabo, e ele fugirá de vocês.

4.7
Ef 4.27
1Pe 5.8-9
8Cheguem perto de Deus, e ele se chegará a vocês.
4.8
Zc 1.3
Ml 3.7
Limpem as mãos, pecadores! E vocês que são indecisos, purifiquem o coração.
4.8
Is 1.16
Jr 4.14
9Reconheçam a sua miséria, lamentem e chorem. Que o riso de vocês se transforme em pranto, e que a alegria de vocês se transforme em tristeza.
4.9
Lc 6.25
10Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará.
4.10
1Pe 5.6

Não julguem os outros

11Irmãos, não falem mal uns dos outros.

4.11
1Pe 2.1
Aquele que fala mal do irmão ou julga o seu irmão fala mal da lei e julga a lei; ora, se você julga a lei, não é observador da lei, mas juiz. 12Um só é Legislador e Juiz, aquele que pode salvar e fazer perecer.
4.12
Mt 10.28
Mas quem é você para julgar o seu próximo?
4.12
Rm 2.1
14.4

A incerteza da vida

13Escutem, agora, vocês que dizem: “Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e faremos negócios, e teremos lucros.”

4.13
Lc 12.18
14Vocês não sabem o que acontecerá amanhã.
4.14
Pv 27.1
O que é a vida de vocês? Vocês não passam de neblina que aparece por um instante e logo se dissipa.
4.14
Sl 102.3
15Em vez disso, deveriam dizer: “Se Deus quiser,
4.15
At 18.21
1Co 4.19
16.7
não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo.” 16Agora, entretanto, vocês se orgulham das suas arrogantes pretensões. Todo orgulho semelhante a esse é mau.
4.16
1Co 5.6
17Portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz, nisso está pecando.

5

Aviso aos ricos

51Escutem, agora, ricos! Chorem e lamentem, por causa das desgraças que virão sobre vocês.

5.1
Lc 6.24
2As suas riquezas apodreceram, e as suas roupas foram comidas pelas traças. 3O seu ouro e a sua prata estão enferrujados, e essa ferrugem será testemunha contra vocês e há de devorar, como fogo, o corpo de vocês. Nestes tempos do fim, vocês ajuntaram tesouros.
5.2-3
Mt 6.19
4Eis que o salário dos trabalhadores que fizeram a colheita nos campos de vocês e que foi retido com fraude está clamando; e o clamor dos que fizeram a colheita chegou aos ouvidos do Senhor dos Exércitos.
5.4
Dt 24.14-15
5Vocês têm tido uma vida de luxo e de prazeres sobre a terra; têm engordado em dia de matança. 6Vocês têm condenado e matado o justo, sem que ele ofereça resistência.

Exortação à paciência

7Portanto, irmãos, sejam pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas.

5.7
Dt 11.14
8Sejam também vocês pacientes e fortaleçam o seu coração, pois a vinda do Senhor está próxima.
5.8
Rm 13.11
1Pe 4.7

9Irmãos, não se queixem uns dos outros, para que vocês não sejam julgados. Eis que o juiz está às portas. 10Irmãos, tomem como exemplo de sofrimento e de paciência os profetas, que falaram em nome do Senhor. 11Eis que consideramos felizes os que foram perseverantes. Vocês ouviram a respeito da paciência de Jó

5.11
Jó 1.21-22
2.10
e sabem como o Senhor fez com que tudo acabasse bem;
5.11
Jó 42.10
porque o Senhor é cheio de misericórdia e compaixão.
5.11
Sl 103.8

Conselhos diversos

12Acima de tudo, meus irmãos, não jurem

5.12
Mt 5.34-37
nem pelo céu, nem pela terra, nem por outra coisa qualquer, mas que o “sim” de vocês seja “sim”, e que o “não” de vocês seja “não”, para que vocês não incorram em condenação.

13Alguém de vocês está sofrendo? Faça oração.

5.13
Sl 50.15
Alguém está alegre? Cante louvores.
5.13
Ef 5.19
14Alguém de vocês está doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo,
5.14
Mc 6.13
em nome do Senhor. 15E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará. E, se houver cometido pecados, estes lhe serão perdoados. 16Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros, para que vocês sejam curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. 17Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou com fervor para que não chovesse sobre a terra, e, por três anos e seis meses, não choveu. 18Depois, orou de novo, e então o céu deu chuva, e a terra produziu os seus frutos.
5.17-18
1Rs 17.1
18.1,42

19Meus irmãos, se alguém entre vocês se desviar da verdade, e alguém o converter,

5.19
Mt 18.15
Gl 6.1
20saibam que aquele que converte o pecador do seu caminho errado salvará da morte a alma dele e cobrirá uma multidão de pecados.
5.20
Pv 10.12

Utilizamos cookies de acordo com o nossa Política de Privacidade, respeitando todos as suas informações pessoais.[ocultar]