Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
49

O Servo do Senhor é a luz dos gentios

491Escutem, terras do mar,

e vocês, povos de longe,

prestem atenção!

O Senhor me chamou

desde o meu nascimento,

desde o ventre de minha mãe

fez menção do meu nome.

2Ele fez a minha boca

como uma espada aguda,

49.2
Hb 4.12

na sombra da sua mão

me escondeu.

Ele fez de mim uma flecha polida,

e me guardou na sua aljava.

3E me disse: “Você é o meu servo,

você é Israel, por meio de quem

hei de ser glorificado.”

4Mas eu disse:

“Tenho trabalhado em vão;

gastei as minhas forças

por nada e à toa.”

Todavia, o meu direito

está diante do Senhor,

a minha recompensa

está diante do meu Deus.

5Mas agora diz o Senhor,

que me formou desde o ventre

para ser o seu servo,

para trazer Jacó de volta

e reunir Israel a ele,

porque sou glorificado

diante do Senhor,

e o meu Deus é a minha força.

6Sim, ele diz:

“Para você, é muito pouco

ser o meu servo

para restaurar as tribos de Jacó

e trazer de volta

o remanescente de Israel.

Farei também com que você seja

uma luz para os gentios,

49.6
Is 42.6
Lc 2.32
At 13.47
26.23

para que você seja

a minha salvação

até os confins da terra.”

7O Senhor, o Redentor

e Santo de Israel,

diz ao que é desprezado,

49.7
Sl 22.6
Is 53.3

ao que é detestado pelas nações,

ao servo dos dominadores:

“Os reis o verão e se levantarão;

os príncipes se inclinarão

diante de você

por amor do Senhor, que é fiel,

49.7
1Co 1.9

e do Santo de Israel,

que o escolheu.”

A restauração de Israel

8Assim diz o Senhor:

“No tempo aceitável

49.8
2Co 6.2

eu escutei você

e no dia da salvação eu o socorri.

Eu o guardarei

e o farei mediador da aliança

com o povo,

para restaurar a terra

e repartir as propriedades

devastadas,

9para dizer aos presos:

‘Saiam da prisão!’,

e aos que estão em trevas:

‘Venham para fora!’”

49.8-9
Is 42.6-7

“Eles pastarão

ao longo dos caminhos

e em todos os montes desertos

terão o seu pasto.

10Não terão fome nem sede,

o calor forte e o sol

não os afligirão,

49.10
Ap 7.16

porque o que se compadece deles

os guiará

e os conduzirá aos mananciais

das águas.

11Transformarei

todos os meus montes

em caminhos,

e as minhas estradas

serão levantadas.

49.11
Is 11.16
40.3-4

12Eis que estes virão de longe,

e eis que aqueles virão

do Norte e do Ocidente;

outros virão da terra de Sinim.”

49.12
Is 43.5-6

13Alegrem-se, ó céus,

exulte, ó terra,

e vocês, montes,

cantem de alegria,

49.13
Is 44.23

porque o Senhor consolou

o seu povo

e se compadece dos seus aflitos.

14Mas Sião diz:

“O Senhor me abandonou,

o Senhor se esqueceu de mim.”

49.14
Is 40.27

15O Senhor responde:

“Será que uma mulher

pode se esquecer

do filho que ainda mama,

de maneira que não se compadeça

do filho do seu ventre?

Mas ainda que esta viesse

a se esquecer dele,

eu, porém, não me esquecerei

de você.

49.15
Sl 27.10
Is 44.21

16Eis que eu gravei você

nas palmas das minhas mãos;

as suas muralhas

estão continuamente

diante de mim.

17Os seus filhos virão depressa,

enquanto os que a destruíram

e devastaram

se afastam de você.

18Levante os olhos ao redor e veja:

todos se reúnem e vêm até você.

49.18
Is 60.4

Tão certo como eu vivo”,

diz o Senhor,

“de todos eles você se vestirá

como de um enfeite

e deles se cingirá como noiva.”

19“Pois, quanto aos seus lugares

desertos e devastados

e à sua terra destruída,

agora você, ó Sião,

certamente será pequena demais

para os moradores;

e os que a devoravam

estarão bem longe.

20Os filhos que nasceram

nos seus dias de luto

dirão a você:

‘Este lugar é pequeno demais

para nós;

dê-nos mais espaço para morar.’

21Então você pensará assim:

‘Quem me gerou estes filhos?

Pois eu era uma mulher

sem filhos e estéril,

em exílio e abandonada.

Quem criou esses filhos para mim?

Fui deixada sozinha;

49.21
Is 1.8

e estes onde estavam?’”

22Assim diz o Senhor Deus:

“Eis que acenarei para as nações

e diante dos povos

levantarei a minha bandeira;

49.22
Is 11.12

eles trarão nos braços

os seus filhos, ó Sião,

e as suas filhas serão levadas

sobre os ombros.

23Reis serão os guardiões deles,

e rainhas serão as suas babás.

Eles se inclinarão diante de você

com o rosto em terra

e lamberão o pó dos seus pés.

49.23
Is 60.14

Então você saberá

que eu sou o Senhor

e que os que esperam em mim

não serão envergonhados.”

49.23
Sl 25.3

24Será que alguém pode

tirar o despojo de um valente?

Será que os presos podem

fugir do tirano?

25Mas assim diz o Senhor:

“Certamente os presos

serão tirados do valente,

e o despojo do tirano

será resgatado,

porque eu lutarei

contra os que lutam contra você

e salvarei os seus filhos.

49.25
Is 25.9
33.22
35.4

26Farei com que

os seus opressores

comam a sua própria carne

e se embriaguem

com o seu próprio sangue,

como se fosse vinho novo.

Então toda a humanidade saberá

que eu sou o Senhor,

o seu Salvador

e o seu Redentor,

o Poderoso de Jacó.”

49.26
Is 60.16

50

501Assim diz o Senhor:

“Onde está a carta de divórcio

que eu entreguei à mãe de vocês

e com a qual eu a repudiei?

Ou quem é o meu credor,

a quem eu os vendi?

Eis que vocês foram vendidos

por causa das suas iniquidades,

e a mãe de vocês foi repudiada

por causa das transgressões

de vocês.

50.1
Jr 3.8

2Por que razão, quando eu vim,

ninguém apareceu?

Quando chamei,

ninguém respondeu?

50.2
Is 66.4

Será que a minha mão

se encolheu tanto,

que já não pode remir?

50.2
Nm 11.23
Is 59.1

Ou será que já não há

força em mim para livrar?

Eis que pela minha repreensão

eu seco o mar

e transformo os rios em deserto,

50.2
Is 42.15

até que os seus peixes

cheirem mal;

pois, não havendo água,

morrem de sede.

3Posso vestir os céus de escuridão

e cobri-los com pano de saco.”

50.3
Is 13.10
Ap 6.12

O sofrimento e a fidelidade do Servo do Senhor

4O Senhor Deus me deu

uma língua erudita,

para que eu saiba dizer

boa palavra ao cansado.

Ele me desperta todas as manhãs;

desperta o meu ouvido

para que eu ouça

como aqueles que aprendem.

5O Senhor Deus

me abriu os ouvidos,

e eu não fui rebelde nem me retraí.

6Ofereci as costas

aos que me batiam

e o rosto aos que me arrancavam

a barba;

não escondi o rosto

dos que me afrontavam

e cuspiam em mim.

50.6
Is 53.5
Mt 26.67
27.30
Mc 15.19
Lc 22.63

7Porque o Senhor Deus me ajuda.

Por isso, não serei humilhado;

por isso, fiz o meu rosto

como uma pedra

e sei que não serei envergonhado.

8Perto está o que me justifica.

50.8
Rm 8.33-34

Quem ousará entrar

em litígio comigo?

Compareçamos juntos

diante do juiz!

50.8
Is 41.1
43.26

Quem é o meu adversário?

Que se aproxime de mim!

9Eis que o Senhor Deus me ajuda.

50.9
Is 50.7

Quem poderá me condenar?

Eis que todos eles

envelhecerão como a roupa;

a traça os comerá.

10Quem de vocês teme o Senhor

e ouve a voz do seu Servo?

Aquele que anda em trevas,

sem nenhuma luz,

confie no nome do Senhor

e se firme sobre o seu Deus.

50.10
Is 26.4

11Todos vocês que acendem fogo

e se armam

com flechas incendiárias,

andem entre as labaredas

do fogo de vocês

e entre as flechas

que vocês acenderam!

De mim lhes sobrevirá isto:

vocês se deitarão em tormentos.

51

Palavra de conforto para Sião

511“Escutem, vocês que procuram

a justiça,

vocês que buscam o Senhor:

olhem para a rocha

da qual vocês foram cortados

e para a pedreira

de onde foram tirados.

2Olhem para Abraão, seu pai,

e para Sara, que os deu à luz.

Porque Abraão era um só,

quando eu o chamei,

o abençoei e o multipliquei.

51.2
Gn 12.1-2
Ez 33.24

3Porque o Senhor terá piedade

de Sião;

terá piedade de todos

os seus lugares desolados.

Fará o seu deserto como o Éden,

e os seus lugares áridos,

como o jardim do Senhor.

51.3
Gn 2.8

Ali haverá júbilo e alegria,

ações de graças e som de música.”

4“Preste atenção, meu povo,

e escute, minha nação!

Porque de mim sairá a lei,

51.4
Is 2.3

e estabelecerei o meu direito

como luz dos povos.

51.4
Is 42.6
49.6

5Perto está a minha justiça,

a minha salvação já aparece,

51.5
Is 46.13

e os meus braços

dominarão os povos.

As terras do mar me aguardam

e no meu braço esperam.

6Levantem os olhos para os céus

e olhem para a terra,

aqui embaixo!

Porque os céus desaparecerão

como a fumaça,

e a terra envelhecerá

como a roupa;

51.6
Sl 102.25-28
Mt 24.35

os seus moradores morrerão

como mosquitos,

mas a minha salvação

durará para sempre,

e a minha justiça

não será anulada.”

7“Escutem, vocês que conhecem

a justiça,

vocês, povo em cujo coração

está a minha lei:

51.7
Sl 37.31

não temam os insultos

dos homens,

nem fiquem assustados

por causa das suas zombarias.

51.7
Mt 5.11

8Porque as traças os roerão

como fazem com a roupa,

51.8
Is 50.9

e os bichos os comerão

como fazem com a lã.

Mas a minha justiça

durará para sempre,

e a minha salvação,

de geração em geração.

9Desperta! Desperta,

braço do Senhor,

e arma-te de força!

Desperta como nos dias passados,

como nas gerações antigas!

Não és tu aquele que cortou

Raabe em pedaços

51.9
Sl 89.10
Is 30.7

e feriu o monstro marinho?

51.9
Sl 74.13
Is 27.1

10Não és tu aquele

que secou o mar,

as águas do grande abismo?

Não abriste um caminho no fundo do mar,

para que passassem os remidos?

51.10
Êx 14.21-22

11Os resgatados do Senhor

voltarão

e entrarão em Sião

com cânticos de júbilo.

Alegria eterna coroará

a sua cabeça.

Ficarão tomados

de júbilo e alegria,

e deles fugirão

a tristeza e o gemido.”

51.11
Is 35.10

12“Eu, eu sou aquele

que os consola;

quem, então, é você,

para que tenha medo

do homem, que é mortal,

51.12
Is 2.22

ou do filho do homem,

que não passa de erva?

51.12
Is 40.6-7

13Por que você se esquece

do Senhor, que o criou,

que estendeu os céus

e fundou a terra,

51.13
Is 48.13

e todo o dia, sem cessar,

teme a fúria do opressor,

que se prepara para destruir?

Onde está a fúria do opressor?

14O exilado cativo depressa

será libertado,

lá não morrerá,

lá não descerá à sepultura;

o seu pão não lhe faltará.”

15“Pois eu sou o Senhor, seu Deus,

que agito o mar,

de modo que bramem

as suas ondas.

O meu nome é

Senhor dos Exércitos.

51.15
Jr 31.35

16Confio a você as minhas palavras

e o protejo com a sombra

da minha mão,

51.16
Is 49.2

para que eu estenda os céus,

firme a terra e diga a Sião:

‘Você é o meu povo.’”

17Acorde! Acorde e levante-se,

ó Jerusalém,

você que bebeu da mão do Senhor

o cálice da sua ira,

51.17
Ap 14.10
16.19

você que esgotou

o cálice de atordoamento.

18De todos os filhos que ela teve

nenhum a guiou;

de todos os filhos que criou

nenhum a tomou pela mão.

19Estas duas coisas

lhe sobrevieram,

mas quem teve

compaixão de você?

Houve destruição e ruína,

fome e espada,

mas quem veio consolar você?

20Os seus filhos desmaiaram,

jazem nas esquinas

de todas as ruas,

como o antílope na rede.

Estão cheios da ira do Senhor

e da repreensão do seu Deus.

21Por isso, agora escute isto,

você que está aflita e embriagada,

mas não de vinho.

51.21
Is 29.9

22Assim diz o seu Senhor,

o Senhor, seu Deus,

que defenderá a causa

do seu povo:

“Eis que eu tiro da sua mão

o cálice de atordoamento,

o cálice da minha ira.

51.22
Is 51.17

Você nunca mais beberá dele.

23Eu o porei nas mãos

dos que a atormentaram,

dos que lhe disseram:

‘Abaixe-se, para que passemos

por cima de você!’

E você pôs as suas costas

como chão

e como rua para os que passavam.”