Nova Almeida Atualizada (2017) (NAA)
2

O monte do Senhor

Mq 4.1-5

21Palavra que, em visão, veio a Isaías, filho de Amoz, a respeito de Judá e Jerusalém.

2Nos últimos dias,

o monte do templo do Senhor

será estabelecido

no alto dos montes

e se elevará sobre as colinas,

e para ele afluirão todas as nações.

3Muitos povos virão e dirão:

“Venham, subamos

ao monte do Senhor

e ao templo do Deus de Jacó,

para que nos ensine

os seus caminhos,

e andemos nas suas veredas.”

Porque de Sião sairá a lei,

e a palavra do Senhor, de Jerusalém.

4Ele julgará entre as nações

e corrigirá muitos povos.

Estes transformarão as suas espadas

em lâminas de arados

e as suas lanças, em foices.

2.4
Jl 3.10

Nação não levantará a espada

contra nação,

nem aprenderão mais a guerra.

5Venham, ó casa de Jacó,

e andemos na luz do Senhor.

O Dia do Senhor

6Pois, tu, Senhor, abandonaste

o teu povo,

a casa de Jacó.

2.6
Dt 31.17

Porque eles se encheram

da corrupção do Oriente,

são adivinhos como os filisteus

e se associam com os filhos

dos estrangeiros.

7A terra de Israel está cheia

de prata e de ouro,

e não têm fim os seus tesouros.

Também está cheia de cavalos,

e são incontáveis

os seus carros de guerra.

2.7
Dt 17.16
Mq 5.10

8A terra de Israel também

está cheia de ídolos.

2.8
Jr 2.28

Eles adoram a obra das suas mãos,

aquilo que os seus próprios dedos

fizeram.

2.8
Sl 115.4
Is 37.19

9Com isso, o povo se abate

e as pessoas se humilham.

Não os perdoes, ó Senhor!

10Entre no meio das rochas

2.10
Ap 6.15

e esconda-se no pó,

ante o terror do Senhor

e a glória da sua majestade.

11Os olhos arrogantes

serão abatidos,

2.11
Sl 18.27

e a soberba humana

será humilhada;

só o Senhor será exaltado

naquele dia.

12Porque o Dia do Senhor

dos Exércitos

será contra todos os orgulhosos

e arrogantes

e contra todos os que se exaltam,

para que sejam humilhados;

13contra todos os cedros do Líbano,

altos e imponentes;

e contra todos os carvalhos de Basã;

14contra todos os montes altos

e contra todas as colinas elevadas;

15contra toda torre alta

e contra toda muralha firme;

16contra todos os navios de Társis

e contra tudo o que é belo à vista.

17A arrogância das pessoas

será abatida,

e a soberba humana

será humilhada;

só o Senhor será exaltado

naquele dia.

2.17
Is 2.11

18Os ídolos serão

totalmente destruídos.

19Então as pessoas se meterão

nas cavernas das rochas

e nos buracos da terra,

ante o terror do Senhor e

a glória da sua majestade,

quando ele se levantar

para encher a terra de espanto.

2.19
Lc 3.30
Ap 6.15

20Naquele dia, as pessoas

lançarão aos ratos

e aos morcegos

os seus ídolos de prata

e os seus ídolos de ouro,

2.20
Is 31.7

que fizeram para adorar,

21e entrarão nas fendas das rochas

e nas cavernas dos penhascos,

para fugir do terror do Senhor

e da glória da sua majestade,

quando ele se levantar

para encher a terra de espanto.

22Afastem-se, pois, do ser humano,

que só tem vida enquanto respira.

Pois em que ele deve ser estimado?

3

Julgamento de Judá e de Jerusalém

31Porque eis que o Senhor,

o Senhor dos Exércitos,

vai tirar de Jerusalém e de Judá

o sustento e o apoio,

todo sustento de pão

e todo sustento de água.

3.1
Lv 26.26

2Ele vai tirar também o valente,

o guerreiro e o juiz;

o profeta, o adivinho e o ancião;

3o capitão de cinquenta, o nobre,

o conselheiro, o hábil artífice

e o perito em encantamentos.

4O Senhor lhes dará meninos

por chefes,

e crianças governarão sobre eles.

3.4
Ec 10.16

5Entre o povo,

uns oprimirão os outros,

cada um o seu próximo.

Os jovens se levantarão

contra os velhos,

as pessoas desprezíveis

contra os nobres.

6Quando alguém for falar

com o seu irmão

na casa de seu pai, dizendo:

“Você ainda tem um manto;

venha ser o nosso chefe

e assuma o controle dessas ruínas”,

7naquele dia o outro

levantará a sua voz,

dizendo: “Não sou médico

e não há comida nem roupa

em minha casa;

não me ponham por chefe do povo.”

8Jerusalém tropeçou,

e a terra de Judá está caída;

porque as suas palavras

e as suas obras

são contra o Senhor,

para desafiarem

a sua gloriosa presença.

9O aspecto do rosto

testifica contra eles;

e, como Sodoma,

3.9
Gn 13.13

exibem o seu pecado

e não o encobrem.

Ai deles! Porque estão provocando

a sua própria desgraça.

10Digam ao justo

que tudo irá bem com ele;

3.10
Sl 128.2
Ec 8.12

porque comerá do fruto

das suas ações.

11Ai do ímpio! Tudo irá mal com ele;

porque o pagamento dele será

o que as próprias mãos fizeram.

12Os opressores do meu povo

são crianças,

e mulheres estão à frente

do seu governo.

Meu povo, os seus guias

enganam você

e destroem o caminho

por onde você deve seguir.

3.12
Is 9.16

13O Senhor se levanta para

apresentar a sua causa;

ele se apresenta

para julgar os povos.

3.13
Os 4.1
Mq 6.2

14O Senhor entra em juízo

contra os anciãos do seu povo

e contra os seus líderes.

Ele diz: “Foram vocês

que arruinaram esta vinha.

3.14
Is 5.1-7

O que roubaram dos pobres

está na casa de vocês.

15Com que direito vocês esmagam

o meu povo

3.15
Sl 94.5

e moem a face dos pobres?”

O Senhor, o Senhor dos Exércitos,

é quem está falando.

Julgamento das filhas de Sião

16O Senhor disse:

“Visto que são orgulhosas

as filhas de Sião

e andam de pescoço erguido,

com olhar despudorado,

dando passos curtos

e fazendo tinir

os enfeites dos tornozelos,

17o Senhor fará com que

apareça sarna

na cabeça das filhas de Sião;

3.17
Dt 28.27

o Senhor fará com que se veja

a nudez delas.”

3.17
Is 47.3

18Naquele dia, o Senhor tirará os enfeites que elas têm nos tornozelos, as toucas e os ornamentos em forma de meia-lua; 19os pendentes, os braceletes e os véus esvoaçantes; 20os turbantes, as correntinhas para os tornozelos, os cintos, as caixinhas de perfume e os amuletos; 21os anéis e as joias pendentes do nariz; 22os vestidos de festa, os mantos, os xales e as bolsas; 23os espelhos, as roupas finíssimas, os enfeites para a cabeça e os véus.

24Em vez de perfume

haverá cheiro podre;

em vez de cinto, uma corda;

em vez de belos penteados,

cabeça rapada;

em vez de vestidos luxuosos,

roupa feita de pano de saco;

e marca de fogo

em lugar de formosura.

25Os homens de Jerusalém

cairão à espada,

e os valentes

serão mortos na guerra.

26Os portões da cidade chorarão

e estarão de luto;

Sião, desolada,

se assentará no chão.

3.26
Jr 14.2
Lm 1.4
2.10

4

41Naquele dia, sete mulheres hão de agarrar um só homem, dizendo: “Nós providenciaremos a nossa comida e as nossas roupas; apenas queremos ser chamadas pelo seu nome; livre-nos da nossa vergonha.”

O reinado do Renovo do Senhor

2Naquele dia, o Renovo do Senhor será de beleza e de glória; e o fruto da terra será o orgulho e a glória para os de Israel que forem salvos. 3Os restantes de Sião e os que ficarem em Jerusalém serão chamados santos, isto é, todos os que estão inscritos em Jerusalém, para a vida. 4Naquele tempo, o Senhor lavará a impureza das filhas de Sião e limpará Jerusalém da culpa do sangue que há no meio dela, com o Espírito de justiça e com o Espírito purificador.

4.4
Mt 3.11
5Sobre todos os lugares do monte Sião e sobre todas as suas assembleias, o Senhor criará uma nuvem durante o dia e fumaça e um clarão de fogo aceso durante a noite.
4.5
Êx 13.21-22
Porque sobre toda a glória se estenderá uma proteção. 6E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e a chuva.